GESTÃO

Uruguai promulga Lei de Software Livre

Da redação ... 06/03/2014 ... Convergência Digital

A Lei de Software Livre do Uruguai, promulgada recentemente, tem como destaque a obrigatoriedade do Estado distribuir informações em pelo menos um formato aberto, padrão e livre. Softwares desenvolvidos e contratados pelo governo devem ser, preferencialmente, licenciados como livres ao serem compartilhados.A lei também considera de interesse geral que o sistema educacional proceda de forma a promover a utilização de software livre.

A entrada em vigor da legislação reforça o uso do Expresso V3, desenvolvido pelo Serpro, na Antel (empresa estatal de telecomunicações do Uruguai). Segundo a agência uruguaia, o caráter livre da solução foi um dos motivos pelos quais o V3 foi escolhido.

De acordo com o secretário executivo Deivi Lopes Kuhn, do Comitê Técnico de Implementação de Software Livre do Governo Federal (Cisl), a aprovação da lei é um grande passo para a adoção e o planejamento de software livre e serve de exemplo para a América latina. "E o desafio está em conseguir prioridade na administração pública para implantar a mudança", acrescenta Kuhn.

Outro ponto destacado por ele é que o fortalecimento do uso do software livre pelo país vizinho possa impulsionar a cooperação e o trabalho conjunto entre Uruguai e Brasil. “Quando trabalhamos com software livre, o conhecimento é compartilhado. Podemos cada vez mais trabalhar juntos para produzirmos tecnologia de maneira compartilhada e conjunta”, explica Kuhn


Carreira
Vale-Refeição será obrigatório nas empresas de TI em São Paulo

A partir de 1º de janeiro de 2016, toda empresa de TI terá de dar um auxílio alimentação, independente do número de funcionários. Hoje a regra já está válida para empresas com mais de 10 de trabalhadores no Estado.

Vouclicar.com oferece pesquisa de satisfação ao cliente grátis para PMEs

Loja virtual de aplicativos fechou uma parceria com a consultoria SurveyMonkey e terá uma solução que permitirá aos microempreendedores terem um retorno da opinião dos seus clientes.

Sociedade será chamada para construir políticas públicas

Com duas novas secretarias (Diálogo e Participação), governo usará a tecnologia para ouvir os movimentos sociais, sobre quais os programas que serão prioritários para o país. 

CGU abrirá banco de dados com perguntas e respostas feitas pela LAI

Objetivo é garantir um ganho de tempo ao cidadão que quer obter alguma informação por meio da Lei de Acesso à Informação, e esta já tenha sido respondida pelo governo a outro interessado.

Desafio é trabalhar a informação armazenada de forma caótica

Quando a iniciativa dá certo, o não tão simples cruzamento de dados reduz para minutos o benefício que levava meses para cidadão receber, diz presidente da Dataprev.

Pressão da sociedade exigirá menos controle estatal da informação

Professor da USP, José Carlos Vaz, entende que ao Estado caberá o papel de tornar disponível a informação à sociedade, que fará uso dela da maneira que bem entender como informação pública.



  • Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G