Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

Zeinal Bava: "consolidação de mercado é bom e estamos com um olhar vigilante"

:: Ana Paula Lobo*
:: Convergência Digital :: 29/11/2013

Em entrevista à consultoria Morgan Stanley, concedida na semana passada, em Portugal, e divulgada nesta sexta-feira, 29/11, inclusive por meio de informe à CVM, o presidente da Oi, Zenal Bava, em nenhum momento fala diretamente da TIM, mas deixa claro que não é contrário à consolidação de empresas.

"Ela nos permite aperfeiçoar o modelo de negócio, e eu acho que, em última análise, permite a existência, de empresas que acabam sobrevivendo nesse processo, que passam a deter mais capacidade de investir no desenvolvimento de suas inovações e redes e assim por diante. Assim, puramente do ponto de vista da indústria, a consolidação do mercado é sempre uma boa notícia para a indústria", frisou.

Embora prometa 'um olhar vigilante' sobre o mercado de telefonia móvel brasileiro, Bava diz que a prioridade máxima é executar a fusão com a Portugal Telecom. "É um processo que será executado até o segundo trimestre do próximo ano... Temos uma estrutura complexa. Essa estrutura irá se simplificar, e em se tornando simples, eu acredito que será mais fácil para nós examinarmos qualquer outra opção no futuro. No que diz respeito à consolidação da telefonia móvel no Brasil, independentemente do que pode ou não acontecer - e é claro que manteremos um olhar vigilante em termos do que está acontecendo - nós acreditamos que podemos aumentar nossa participação no mercado móvel de forma independente".

O executivo da Oi sustentou que, neste momento, a empresa está interessada em  "tirar partido do fato de que a Oi está presente em 4.800 municípios do Brasil e que o 2G cobre 90% da população, para realmente alavancar o nosso negócio pré-pago. Assim, apesar de todos os rumores que estão por aí sobre a consolidação, eu só gostaria de ser claro sobre um ponto: continuamos a acreditar que, organicamente, ainda podemos crescer, não obstante o fato de que a consolidação no mercado certamente seria muito útil à indústria".

Ainda sobre a fusão PT e Oi, Bava reforça a expectativa de alcançar sinergias de cerca de 5,5 bilhões de reais, dos quais 3,3 bilhões são operacionais, 2,2 bilhões são financeiras. Mas adianta que essa previsão é conservadora. "Os 3,3 bilhões operacionais, são muito conservadores em nossa opinião, porque eles são o equivalente a cerca de 1% do nosso Capex e nosso Opex. Nós achamos que podemos fazer isso, ou talvez mais, mas, nesta fase, preferimos ser conservadores a fim de sermos capazes de superar essas estimativas ao invés de decepcionar o mercado", completou.

Fonte: CVM

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 23/10/2014 17:55
Oi chega com o serviço de banda larga popular em 4327 cidades

:: 15/10/2014 18:50
Oi fecha com Alcatel-Lucent a construção de rede ligando São Paulo a Fortaleza

:: 07/10/2014 18:00
Por mercado pré-pago, Oi lança chip triplo corte

:: 02/10/2014 16:35
TV paga: Oi bate recorde e soma 1 milhão de clientes em setembro

:: 27/08/2014 19:24
TIM replica comunicado da Telecom Italia para explicar alta de ações à CVM

:: 27/08/2014 18:30
Oi, ao mirar a TIM, obriga Telefônica e Telecom Italia a gastar mais com a GVT

:: 27/08/2014 16:40
Para Telecom Italia, Oi tenta atrapalhar compra da GVT

:: 27/08/2014 10:22
Oi anuncia ao mercado intenção de comprar a TIM

:: 07/08/2014 17:51
Anatel nega inclusão de processos já julgados no TAC e Oi recorre à AGU

:: 06/08/2014 10:15
Oi restringe crédito e sustenta opção pelo pré-pago




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
TIM contrata Cisco e Celcite para melhorar tráfego de dados

PRÓXIMA
Justiça diz que Lei de Antenas de Porto Alegre é inconstitucional



Veja edição 11 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 11

Na discussão sobre o que vai prevalecer — fibra óptica ou rádio — na construção das infraestruturas, vence quem souber explorar o que cada tecnologia tem de melhor a oferecer.

Veja também: Cidades Digitais: Governo convoca provedores; A transição da IANA foi destaque no ICANN#51; Billing das coisas: quando cobrar certo será o diferencial; e muito mais.

Clique aqui para ver outras edições

58 Painel Telebrasil 2014
Por um Brasil Digital, teles pedem adoção de medidas urgentes

O Brasil pode chegar em 2018 entre as 30 economias mais competitivas do mundo, mas para isso precisa implantar uma série de ações num curto prazo de tempo, pontua estudo da LCA Consultores.

CDTV Anatel e teles debatem 'mão pesada' na regulação do setor
CDTV "Estamos na idade de pedra no uso de aplicativos", diz o presidente da Vivo
CDTV Indústria de aplicativos vira alvo da política de TICs da Colômbia
Clique aqui e veja a cobertura completa do evento


Para UIT, Brasil ainda tem tarifa celular mais cara do mundo
:: 24/11/2014 :: Telecom

Nas contas da agência da ONU, o preço cobrado na telefonia móvel no país segue no topo do ranking com 166 países.Em outubro, o SindiTelebrasil, antecipando-se, contestou a metodologia usada pela UIT. para definir esse custo."Eles usam o valor máximo da Anatel", disse o diretor executivo do SindiTelebrasil, Eduardo Levy.

» Anatel diz que preço médio do minuto de celular é de R$ 0,16

Teles prometem que Lei das Antenas vai “melhorar muito a qualidade do celular”
:: 21/11/2014 :: Telecom

Mesmo com mudança no dispositivo que garantia o licenciamento de infraestrutura por decurso de prazo, sindicato nacional das operadoras garante que os ganhos com a redução na burocracia serão sentidos pelos consumidores. “Não é o ideal, mas é um avanço", afirma Eduardo Levy. 


"É hora de repensar o modelo de Telecom", diz Jarbas Valente
:: 17/11/2014 :: Telecom

O ex-conselheiro da Anatel prevê que 2015 será um ano de grandes decisões para o setor. Sobre a consolidação, o executivo diz que o desafio será preservar a competição.


Anatel empurra para 2015 decisão sobre TIM e Oi que afeta 70 milhões de clientes
:: 13/11/2014 :: Telecom

Presidente da agência, João Rezende, pediu mais 60 dias para costurar uma solução sobre os pedidos de prorrogação de uso de radiofrequências usadas para oferta de celular na tecnologia 2G. Para a Procuradoria da Anatel, ambas perderam o prazo de pedir a extensão. Para a área técnica, negativa vai prejudicar os clientes.




App fiscaliza rodovias de São Paulo

Concessionárias terão prazo para responder  as ocorrências dos usuários.

» Consumo de dados crescerá 128% e pulará para 6,1 bilhões em 2020


A TV está morrendo!
:: Por Eduardo Prado

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital






Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!