Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

Zeinal Bava: "consolidação de mercado é bom e estamos com um olhar vigilante"

:: Ana Paula Lobo*
:: Convergência Digital :: 29/11/2013

Em entrevista à consultoria Morgan Stanley, concedida na semana passada, em Portugal, e divulgada nesta sexta-feira, 29/11, inclusive por meio de informe à CVM, o presidente da Oi, Zenal Bava, em nenhum momento fala diretamente da TIM, mas deixa claro que não é contrário à consolidação de empresas.

"Ela nos permite aperfeiçoar o modelo de negócio, e eu acho que, em última análise, permite a existência, de empresas que acabam sobrevivendo nesse processo, que passam a deter mais capacidade de investir no desenvolvimento de suas inovações e redes e assim por diante. Assim, puramente do ponto de vista da indústria, a consolidação do mercado é sempre uma boa notícia para a indústria", frisou.

Embora prometa 'um olhar vigilante' sobre o mercado de telefonia móvel brasileiro, Bava diz que a prioridade máxima é executar a fusão com a Portugal Telecom. "É um processo que será executado até o segundo trimestre do próximo ano... Temos uma estrutura complexa. Essa estrutura irá se simplificar, e em se tornando simples, eu acredito que será mais fácil para nós examinarmos qualquer outra opção no futuro. No que diz respeito à consolidação da telefonia móvel no Brasil, independentemente do que pode ou não acontecer - e é claro que manteremos um olhar vigilante em termos do que está acontecendo - nós acreditamos que podemos aumentar nossa participação no mercado móvel de forma independente".

O executivo da Oi sustentou que, neste momento, a empresa está interessada em  "tirar partido do fato de que a Oi está presente em 4.800 municípios do Brasil e que o 2G cobre 90% da população, para realmente alavancar o nosso negócio pré-pago. Assim, apesar de todos os rumores que estão por aí sobre a consolidação, eu só gostaria de ser claro sobre um ponto: continuamos a acreditar que, organicamente, ainda podemos crescer, não obstante o fato de que a consolidação no mercado certamente seria muito útil à indústria".

Ainda sobre a fusão PT e Oi, Bava reforça a expectativa de alcançar sinergias de cerca de 5,5 bilhões de reais, dos quais 3,3 bilhões são operacionais, 2,2 bilhões são financeiras. Mas adianta que essa previsão é conservadora. "Os 3,3 bilhões operacionais, são muito conservadores em nossa opinião, porque eles são o equivalente a cerca de 1% do nosso Capex e nosso Opex. Nós achamos que podemos fazer isso, ou talvez mais, mas, nesta fase, preferimos ser conservadores a fim de sermos capazes de superar essas estimativas ao invés de decepcionar o mercado", completou.

Fonte: CVM

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 19/01/2015 19:00
Oi quer atrair cliente pré-pago com tarifa de R$ 0,50 por dia

:: 19/12/2014 14:12
Banda larga: Oi chega com oferta do PNBL nos 4668 municípios da sua área de atuação

:: 23/10/2014 17:55
Oi chega com o serviço de banda larga popular em 4327 cidades

:: 15/10/2014 18:50
Oi fecha com Alcatel-Lucent a construção de rede ligando São Paulo a Fortaleza

:: 07/10/2014 18:00
Por mercado pré-pago, Oi lança chip triplo corte

:: 02/10/2014 16:35
TV paga: Oi bate recorde e soma 1 milhão de clientes em setembro

:: 27/08/2014 19:24
TIM replica comunicado da Telecom Italia para explicar alta de ações à CVM

:: 27/08/2014 18:30
Oi, ao mirar a TIM, obriga Telefônica e Telecom Italia a gastar mais com a GVT

:: 27/08/2014 16:40
Para Telecom Italia, Oi tenta atrapalhar compra da GVT

:: 27/08/2014 10:22
Oi anuncia ao mercado intenção de comprar a TIM




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
TIM contrata Cisco e Celcite para melhorar tráfego de dados

PRÓXIMA
Justiça diz que Lei de Antenas de Porto Alegre é inconstitucional



VII Seminário TelComp 2014 - Cobertura especial do Convergência Digital
Banco Mundial: Empresas brasileiras estão atrasadas no uso das TICs

Instituição está fazendo um estudo global para avaliar o impacto da economia digital, que será conhecido no 2º semestre de 2015. Mas já dados coletados. Entre eles, um significativo: As mulheres são as grandes beneficiadas pelo maior uso das TICs
CDTV Banda larga: Teles erram e Anatel fala em controle de danos
CDTV TelComp: Precisamos criar uma nova GVT no Brasil
Clique aqui e veja a cobertura completa do evento


Fim de linha para a fusão entre a Oi e a Portugal Telecom

A Oi conseguiu a aprovação para a venda dos ativos da PT para a francesa Altice por 7,4 bilhões de euros. Tele brasileira respira aliviada e ganha recursos para reduzir dívidas e entrar na briga da consolidação nacional.


TV paga: Acessos via fibra ainda ficam abaixo de 1% no Brasil

Dados da Anatel, relativos ao mês de novembro, informam que há 89.663 acessos de fibras ativos, o que representa apenas 0,45% do mercado nacional. Operadoras discutem com o governo e a Anatel se a fibra é ou não um bem reversível.


TV paga: Embratel, Claro e Net dominam o mercado com 53,01% dos acessos ativos

Operadoras, do grupo mexicano Telmex, chegaram a marca de 10.501.486 milhões de assinantes em novembro. A Sky aparece na segunda posição,mas bem distante da rival. No total, Brasil somou 19,81 milhões de acessos ativos, de acordo com dados a Anatel.


Broadband Forum: Virtualização ainda está no primeiro estágio

O CEO do Brodband Forum, Robin Mersch, diz como será o futuro das redes de telecomunicações: SDN, sigla em inglês para rede definida por software, e NFV, de virtualização de funções de rede.




GOL lança site exclusivo para tablets

O novo site é compatível com os sistemas operacionais iOS e Android.

» Apps móveis: Empresas perdem dinheiro com apagão de desenvolvedores


A TV está morrendo!
:: Por Eduardo Prado

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital



Veja edição 11 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 11

Na discussão sobre o que vai prevalecer — fibra óptica ou rádio — na construção das infraestruturas, vence quem souber explorar o que cada tecnologia tem de melhor a oferecer.

Veja também: Cidades Digitais: Governo convoca provedores; A transição da IANA foi destaque no ICANN#51; Billing das coisas: quando cobrar certo será o diferencial; e muito mais.

Clique aqui para ver outras edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!