Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital


Home - Opinião


Brasil vive uma guerra civil. Digital

 :: Por Wilians Geminiano*
 Convergência Digital
:: 28/08/2013 
    

A população brasileira não pegou em armas de fogo uns contra os outros. A guerra civil acontece na Internet, nas redes sociais. Ela é digital.E a culpa seria de quem? Dos médicos cubados que foram convidados a trabalhar nos rincões do Brasil onde médico algum brasileiro quer trabalhar? Onde certamente faltam hospitais, infraestrutura? Seria a culpa da Democracia? Que nos garante o direito de descer a lenha em quem desejar, nas redes sociais? Da Dilma, que tomou a decisão de criar o Programa Mais Médicos?

Das Redes Socias? Não. A culpa é nossa mesmo, que estamos adorando passar horas na frente do computador, do tablet e do celular publicando opinião sobre todos os assuntos que nos comovem. Mesmo nada entendendo muito bem do assunto. E falar mal dos políticos, melhor ainda. Adoramos uma fofoca. Gaiarsa já tinha avisado. Mas, agora está mais fácil falar mal da vida alheia em público, no conforto da poltrona. Até TV superinteligente, com acesso às redes sociais, já existe. Uma maravilha.

Mesmo correndo o risco de ser desmentido ou desmascarado nas redes sociais. Não importa. Viva a democracia das redes sociais. Foi ela que ajudou na mobilização das semanas de junho e julho, contra um monte de coisa e que reuniu gente de toda sorte sorte ou parte?. Gente que foi lá para ver como é que é ir para rua. Porque antes nunca foi porque era criança quando muitos dos mais velhos lutaram contra as balas da ditadura militar.

Agora ficou mais fácil. Basta estar conectado à Internet Para se ter uma ideia da velocidade da informação nos dias atuais, quando aconteceu a Revolução Russa em Outubro de 1917, a notícia sobre a tomada do poder pelos bolcheviques, sob a liderança de Lenin e Trotsky, chegou quase seis meses depois no longínquo interior do país.  Hoje levaria apenas alguns segundos.

Basicamente, a guerra civil digital possui a mesma formação logística de uma guerra civil ‘onpremise’ – instalada localmente, para não perder o jargão do pessoal de TI. De um lado há os que são contra, de outro, os que são a favor. No meio do caminho os que são de nada. Muro puro, indecisos. Até oportunistas de plantão podem participar. E ainda tem os que desejam ficar do lado de um ou de outro, mais para agradar gregos e baianos.

Mas, se na guerra civil com armas de fogo há mortes reais, na digital os ânimos são bem agitados e as agressões verbais, provocações dão o tom da batalha. A manipulação de informação é uma regra para um dos lados, e para boa parte de ambos os lados – que os antigos amalgamas de Stalin contra a Oposição de Esquerda. Além de muita gente, sem saber, seguir a cartilha do ministro da propaganda nazista, Joseph Goebbels.

Uma coisa é certa: esta guerra pode não ser divertida. Ela, na verdade, é uma radiografia da sede de debate pelo qual passa a sociedade brasileira. A maioria dos que investem seu tempo nesta batalha digital não possui experiência real, com participação nas organizações sociais, sindicatos, movimentos por melhoria dos serviços públicos, como os de Transporte, como foi o estopim das manifestações de junho e julho. E que pode ser agora pela melhoria dos serviços de Saúde. Privados também, porque estes também estão uma porcaria. (E que surgiram em conseqüência destas mesmas manifestações).

Esperamos todos que os nuestros compañeros médicos cubados possam ajudar a melhorar o tratamento à população. Mas, com  uma coisa eles já contribuiram: para mexer com os ânimos do povo daqui para o debate. Que começou com bate bola digital. Quem sabe não sairá finalmente para as ruas?

* Wilians Geminiano é Editor da FonteMidia Americas.


Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

:: Leia também:

:: 24/11/2014 12:06
Revista Abranet 11

:: 09/09/2014 10:00
Internet das Coisas vai obrigar mudanças no Marco Civil da Internet

:: 27/08/2014 14:00
Saiba como a Internet das Coisas vai impactar a sua vida

:: 22/07/2014 12:45
Cidades inteligentes e a Internet das Coisas

:: 06/06/2014 18:47
Marco Civil: Como será daqui pra frente?

:: 23/05/2014 16:12
Impactos econômicos da vigilância em massa na Internet

:: 24/03/2014 14:35
Marco Civil, pela neutralidade da rede e a privacidade do cidadão

:: 25/02/2014 11:36
Versão chinesa expandirá o LinkedIn

:: 02/12/2013 17:10
Black Friday: estelionato. E não é só no virtual.

:: 05/11/2013 17:34
Redes Sociais: oceano de oportunidades. E de oportunistas


Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Neutralidade de rede

PRÓXIMA
Validade do pré-pago: muito cacique pra pouco índio



Veja edição 11 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 11

Na discussão sobre o que vai prevalecer — fibra óptica ou rádio — na construção das infraestruturas, vence quem souber explorar o que cada tecnologia tem de melhor a oferecer.

Veja também: Cidades Digitais: Governo convoca provedores; A transição da IANA foi destaque no ICANN#51; Billing das coisas: quando cobrar certo será o diferencial; e muito mais.

Clique aqui para ver outras edições



:: 25/11/2014 16:47 :: Internet
Brasil vira alvo na guerra fria pelo comando da Internet

:: 25/11/2014 16:14 :: IBM TI Simples
Profissional descuidado põe em risco o BYOD

:: 25/11/2014 15:33 :: Internet
Netflix expande pontos de presença para reduzir latência no Brasil

:: 25/11/2014 14:45 :: Telecom
Teles investirão US$ 193 bi e respondem por 4,5% do PIB na AL

:: 25/11/2014 14:21 :: Internet Móvel 3G / 4G
Redes 2G respondem por 60% das conexões móveis na América Latina




IT Careers
Greve tem adesão e para Cobra Tecnologia

Paralisação é por tempo indeterminado. Funcionários lançaram uma carta aberta.

» Profissionais de TI admitem guardar fotos e dados comprometedores nos smartphones
» Dataprev prorroga prazo para concurso


App fiscaliza rodovias de São Paulo

Concessionárias terão prazo para responder  as ocorrências dos usuários.

» Minicom quer ampliar desoneração para as small cells
» Consumo de dados crescerá 128% e pulará para 6,1 bilhões em 2020
» Smartphones já são 82,2% dos celulares vendidos no Brasil
» INOVAApps: Minicom habilita 865 aplicativos


CDTV - Cobertura em vídeo do Convergência Digital




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!