Cloud ComputingConvergência Digital
No big data, SAS desafia SAP e Oracle

Convergência Digital - Hotsite Cloud Computing
:: Ana Paula Lobo :: 15/08/2012

O big data - ou o grande volume de informações armazenados - entrou, de forma definitiva, na agenda dos gestores de TI e, exatamente por isso, acirra a disputa entre os provedores de serviços. Mais do que 'guardar' um dado, o grande diferencial concorrencial será o de tirar 'valor' dessa informação. Nessa nova era, a SAS, por exemplo, desafia seus rivais SAP e Orace com a plataforma High-Performance Analytics(HPA).

"Temos a convicção que o big data criou uma nova corrida do ouro. O vencedor será aquele que souber tirar o proveito dessa informação", afirmou o CEP da SAS, Jim Goodnight, que veio ao Brasil para um encontro com clientes e para mostrar o valor da nova plataforma, considerada estratégica para os negócios nos países emergentes.

Para marcar o diferencial da sua plataforma, o SAS diz que, comparando com as outras semelhantes disponíveis no mercado, como a SA Hanna e a da Oracle, Goodnight diz que um processador só pode fazer até dois bilhões de cálculos por segundo. Como o HPA da SAS trabalha com vários processadores em palarelo, é possível reduzir esse tempo.

Goodnight sustentou que é possível reduzir um processamento de 200 trilhões, que durava em média 18 horas, para 15 minutos. "Desafiamos o tempo e a necessidade da análise dos dados", frisou o executivo. Recém-lançada, a HPA ainda não tem clientes no Brasil, mas já há negociações em andamento com duas instituições financeiras - para soluções de detecção de fraude - e com uma operadora de telecomunicações, revela o presidente do SAS para o Cone Sul, Márcio Dobal.

Apesar de otimista, o executivo acredita que, em 2012, não repetirá a performance de 2011 quando registrou um crescimento de 30%. "A economia está parada. acreditamos que o segundo semestre possa vir a ser mais movimentado, mas, agora, estamos prevendo um crescimento entre 10% e 15%", disse o executivo. Apesar dessa tendência menor de crescimento, as expectativas ainda são elevadas.

O Brasil, hoje, por exemplo, já ocupa a sexta posição no ranking mundial da companhia e segue sendo tratado como 'jóia da coroa'. "Acreditamos que num período de sete anos, o mercado brasileiro seguirá em franca expansão e nos ajudará a aumentar nossa performance", sentenciou o vice-presidente executivo da SAS Americas, Carl Farrell.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

 Matérias relacionadas com o assunto Cloud Computing  

:: 17/12/2014 10:14
Fabricante de ônibus reestrutura TI com nuvem privada

:: 10/12/2014 18:44
Dell cutuca IBM e HP ao dizer que não vai concorrer com data centers

:: 04/12/2014 10:30
Empresas brasileiras não têm plano de recuperação de desastres para dados

:: 01/12/2014 11:15
Ministério da Justiça usa nuvem e criptografia nacionais

:: 27/11/2014 15:22
Missão crítica: a nuvem bate à porta

:: 19/11/2014 17:03
Startups Open Source na mira da Microsoft

:: 17/11/2014 16:22
Brasil: PMEs querem a nuvem

:: 13/11/2014 15:45
Futebol + nuvem: Microsoft e Real Madrid se unem no Brasil

:: 12/11/2014 17:10
Nuvens múltiplas: realidade em 2015?

:: 06/11/2014 11:03
Nuvem pública resiste à pressão com o suporte do consumidor final

Opinião
Big Data na prateleira dos supermercados
:: Por Juliana Ferreira*


VídeosMais vídeos




Destaques

Sem big data, não há inovação, frisam empresários no Brasil

Pesquisa da GE mostra que 77% dos empresários consideram essencial fazer análise de dados .


Setor rodoviário do Rio de Janeiro se rende à computação em nuvem

Modelo de serviços em cloud computing já está  em uso por 20 grupos do segmento de transporte de passageiros e encomendas. Modelo prevê a recuperação de dados em tempo menor por parte de clientes e foi criado para atender empresas de todos os portes do setor.


Com cloud, serviços de TI crescem bem mais que o PIB do Brasil

Crescimento chegou a 8,7% , segundo a IDC Brasil. 2015 promete ser ainda mais promissor.


Cientista de dados não é um analista de negócio

Especialista ganha corpo e destaque na estratégia das corporações.


Datacenters nacionais comemoram tributação extra de importados

Empresas dizem que medida favorecerá investimentos no país.

» Datacenters: serviços podem subir 50% e cobrança retroativa vira 'pesadelo'
» Cobrança da CIDE dos datacenters abre espaço para disputa judicial

Copyright © 2014 Convergência Digital            Todos os direitos reservados.            É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.