Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Segurança

Segurança: Usuário brasileiro é imaturo e desconhece riscos

:: Da redação
:: Convergência Digital :: 07/05/2012

O Brasil está entre os países nos quais o mercado de segurança residencial apresenta maior crescimento no mundo. De acordo com estudo da Frost & Sullivan, o segmento de segurança da informação para o usuário final se manterá aquecido nos próximos anos, é esperado uma taxa média de crescimento anual de 12,4% entre 2010 e 2016.

No ano passado, o segmento apresentou um crescimento de 15,1%, resultando em um faturamento total avaliado em R$ 88 milhões. Até 2016, as expectativas permanecem otimistas, prevendo um faturamento de R$ 154 milhões.

As empresas que tiveram maior destaque dentro deste mercado foram McAfee, Symantec, Trend Micro, Panda Security e Kaspersky, sendo que McAfee e Symantec, juntas, somaram pouco mais de 70% das vendas do segmento de segurança para usuários finais em 2011.

"O mercado de usuários finais brasileiro ainda está muito imaturo, principalmente no que diz respeito ao conhecimento das ferramentas de segurança e sobre a necessidade de soluções de proteção mais robustas. O crescente uso de redes sociais e de serviços online tornam os usuários cada vez mais vulneráveis e o campo ainda mais propício para a atuação de malwares num país que já se encontra dentre os líderes mundiais de ataques maliciosos", adverte Izabela Januário, analista de mercado da Frost & Sullivan.

Soluções de segurança gratuitas ficaram em evidência na amostra analisada, representando mais de 50% dos entrevistados. Identificou-se, também, que na escolha de soluções gratuitas o fator decisivo foi a opinião de outros indivíduos. No caso de soluções pagas este fator foi também o mais relevante, todavia em menor escala, já que os serviços oferecidos e a imagem da marca tiveram um papel importante.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 05/03/2015 17:09
Governo mexe no Processo Produtivo Básico de bens de informática

:: 05/03/2015 13:57
Aldo volta a cobrar investimento em inovação e pede ajuda ao Congresso

:: 05/03/2015 13:09
Venda de computadores despenca 26% em 2014

:: 03/03/2015 12:03
Sem padrão digital, rádios apostam na Internet

:: 03/03/2015 11:23
ISO 27001 é a mais eficaz em segurança da informação

:: 02/03/2015 17:55
Alcatel-Lucent adota conceito de startup para entrar no jogo

:: 02/03/2015 17:23
Inmetro e Capes aproximam comunidade científica da indústria

:: 02/03/2015 11:03
Em dois anos, 40% das grandes empresas terão planos de segurança cibernética

:: 27/02/2015 09:20
Ciberataques diminuem no Brasil em 2014

:: 26/02/2015 11:53
Consumidor paga menos por serviços de comunicação




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Procuradoria da República mantém veto ao voto impresso

PRÓXIMA
Ataques por malwares crescem 81% e são os vilões da Internet




Em dois anos, 40% das grandes empresas terão planos de segurança cibernética

Hoje, esse percentual é zero. Mas para a consultoria Gartner, o crescimento de equipamentos sempre conectados e da Internet das Coisas implica não só em mais atenção, assim como mais recursos financeiros relacionados à proteção digital.


Dispositivos móveis são alvos de malwares em 2015

Dados mostram que há cerca de  900 mil amostras maliciosas para o Android e existe a previsão de surgir mais 1.300 por dia para esse sistema


Padrão aberto é saída para combate às fraudes em cartão com chip

A "tokenização" e a criptografia ponto a ponto podem ser aliados mais eficientes contra criminosos virtuais, mas é preciso desenvolver padrões abertos de segurança para evitar conflitos na implementação. Até o final de 2015, pelo menos, 5% dos emissores de cartão sofrerão fraude em seus cartões devido às implantações inadequadas de chip.


Estagnação econômica reduz número de fraudes online no Brasil

Dados da Serasa mostram que, em 2014, houve uma tentativa de fraude a cada 15,5 segundos no país Este resultado representou queda de 7,5% em comparação a 2013, ano em que foram registradas 2.204.158 tentativas (uma a cada 14,5 segundos). O setor de Telefonia liderou o número de tentativas, mas também registrou uma queda de 18,7% em relação a 2013.



FBI não gostou do iPhone 6: ele dificulta os serviços de espionagem
:: Por Wilians Geminiano*

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital



Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!