Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Internet

Para Idec, aluguel de filmes pela Internet tem práticas abusivas

:: Da redação*
:: Convergência Digital :: 02/05/2012

Um levantamento do Idec com as maiores empresas que fornecem filmes pela Internet no país - Netflix, Netmovies, Saraiva Digital e Sunday TV (antes denominada Terra TV Video Store) – identificou práticas abusivas nas ofertas e contratos.

Segundo o Idec, “o principal problema se refere à liberdade de escolha do consumidor. Em alguns casos, devido à existência de travas tecnológicas, mesmo que um filme tenha sido comprado, este não pode ser reproduzido em mais de três aparelhos, nem pode ser gravado em DVD. Em outros, quando o consumidor tem a opção de assistir ao filme, por uma televisão que tenha conexão direta com a internet, apenas uma marca de TV ou apenas um sistema operacional de computador permite essa transmissão”.

Algumas empresas também assumem práticas abusivas, como a assinatura contínua – caso da assinatura feita automaticamente após um período experimental gratuito. “Nesse caso, o consumidor não deu sua autorização expressa para contratar o serviço, ficando automaticamente vinculado à empresa. O correto seria avisar o consumidor e solicitar sua autorização imediatamente antes de começar a cobrar”, explica o advogado do Idec, Guilherme Varella.

Um terceiro problema apontado na pesquisa é a prática da publicidade enganosa. A Netfix e Netmovies anunciam serviço ilimitado sem oferecê-lo realmente. A Netflix pode cancelar ou restringir o serviço, a qualquer momento, de acordo com cláusula de seu contrato. E a Netmovies oferta 35 mil filmes para serem vistos “à vontade”, quando na verdade, são apenas 5 mil títulos, que compõem seu acervo digital nessa condição. Os 35 mil se referem à disponibilidade de filmes em DVD.

O advogado do Idec destaca que a oferta, como colocada, gera confusão no entendimento do consumidor, criando a expectativa de acessar um catálogo maior que realmente está disponível.

De acordo com o advogado do instituto, a liberdade de escolha é um direito garantido pelo Código de Defesa do Consumidor. “As empresas oferecem filmes que só podem ser reproduzidos em determinado software ou sistema operacional proprietário, que, se o consumidor não tiver, significarão uma clara limitação à fruição total do conteúdo adquirido, o que contribui para o monopólio das grandes empresas de tecnologia.”

* Com informações do Idec

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 15/04/2014 16:31
Debates sobre o Marco Civil dividem os que querem “pressa” ou “melhorias”

:: 14/04/2014 17:20
Depois de pagar, velocidade de acesso ao Netflix aumenta 65% na Comcast

:: 14/04/2014 11:23
Empresas correm para estancar os prejuízos do Heartbleed

:: 11/04/2014 11:05
“Cade” dos EUA autoriza compra, mas alerta Facebook e WhatsApp sobre privacidade

:: 11/04/2014 09:13
Gestores da Internet BR ativam plano especial para a Copa 2014

:: 11/04/2014 09:00
Provedores têm de pensar em IPv4 como legado

:: 10/04/2014 16:55
Operadoras investiram R$ 26,5 bilhões no Brasil

:: 10/04/2014 11:32
Provedores Internet: Adiar migração para o IPv.6 vai custar no bolso

:: 10/04/2014 11:30
Picos de acesso à internet migram do período da tarde para noite

:: 09/04/2014 14:53
Wikileaks, CPI e promessas: ações contra espionagem caíram no vazio




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
STJ livra Google e diz que provedor tem de cessar ofensa

PRÓXIMA
Privacidade: Acta é 'um controle massivo da Internet'



 ESPECIAL   GOVERNANÇA DA INTERNET
'Globalização' da ICANN vira tema de guerra partidária nos EUA

Desde que o Departamento de Comércio dos EUA anunciou que topa negociar a desvinculação com o governo americano da corporação de nomes e números, o assunto mexe com republicanos e democratas. Uma subcomissão da Câmara dos Deputados  aprovou um projeto de lei que bloqueia esse corte de laços.

» Neutralidade não mobiliza debates no NetMundial
» 'Globalização' da ICANN vira tema de guerra partidária nos EUA
» "A Internet não é do Brasil. Ela está no Brasil", adverte Demi Getschko
Clique aqui para ver o especial completo

TICs em Foco - Internet das coisas
Oportunidades e desafios

Mais popular que nunca, a internet das coisas — ou IoT, na sigla para Internet of Things, ou ainda IoE de Internet of Everything — representa tanto uma janela de oportunidade para as empresas quanto imprime desafios monstruosos devido à imensa quantidade de máquinas conectadas à internet.



Debates sobre o Marco Civil dividem os que querem “pressa” ou “melhorias”
:: 15/04/2014 :: Internet

Na visão "jurídica" e das operadoras, alguns pontos da proposta precisariam ser melhor esclarecidos. Mas teme-se que alterações no Senado - e a consequente volta à Câmara - estiquem ainda mais um debate que já dura mais de quatro anos. "Não vejo problema em aprovar do jeito que veio da Câmara e aguardar do desdobramento", defendeu o senador Walter Pinheiro (PT-BA). 


Depois de pagar, velocidade de acesso ao Netflix aumenta 65% na Comcast
:: 14/04/2014 :: Internet

Maior operadora dos Estados Unidos – com cerca de 35% do mercado de cabo e 40% de banda larga – a Comcast foi quem mais subiu no ranking mensal da provedora de conteúdo em streaming.


Europa também põe neutralidade de rede em lei
:: 03/04/2014 :: Internet

Legislação sobre o ‘mercado único de comunicações’ é forte na proteção dos internautas. Mesmo as exceções que ameaçavam descaracterizar esse princípio foram severamente limitadas.


Anatel não medirá forças com o Comitê Gestor na neutralidade, sustenta Marcelo Bechara
:: 27/03/2014 :: Internet

Em entrevista à CDTV, onde fez questão de frisar que não falava como conselheiro da Anatel ou como integrante do CGI.br, Marcelo Bechara diz que, na visão dele, os acordos comerciais entre as OTTs e os provedores de rede não estão no escopo do Marco Civil.



Leilão do 700MHz: Acionistas aprovam participação 'forte' da TIM

O Conselho de Administração da TIM Participações destacou a importância da faixa para o 4G.

» A cada minuto, 68 smartphones vendidos no Brasil
» Pagamento móvel entra na mira do Facebook
» 700 MHz: Para TVs, custo da transição será ‘surpreendente’


Marco Civil, pela neutralidade da rede e a privacidade do cidadão
:: Por Claudia Melo e Felicity Ruby*

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital


Veja as edições da revista digital do Convergência Digital
Revista eletrônica do Convergência Digital
Clique aqui para ver todas as edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!