Home - Convergência Digital

Leilão 4G: Fabricantes declaram guerra à tecnologia nacional

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 02/05/2012

A exigência do uso de tecnologia nacional na construção das infraestruturas de redes voltadas para a oferta da 4G, determinada pelo Governo Dilma à Anatel, vai parar na Organização Mundial do Comércio. Estados Unidos e a União Europeia, endossando as reclamações da indústria móvel dos seus países, decidiram recorrer à OMC afirmando que a exigência de tecnologia nacional é uma medida ilegal no mercado de Telecomunicações.

A informação está na matéria publicada nesta quarta-feira, 02/05, no jornal O Estado de São Paulo, do jornalista Jamil Chade, correspondente do veículo em Genebra, na Suiça. Segundo a reportagem, por enquanto, a disputa está sendo travada nos bastidores, não sendo levada para o tribunal da Organização Mundial do Comércio. Mas o desconforto dos EUA e da União Europeia foi colocado à mesa na reunião do Comitê de Investimentos da entidade, que tem reunião agendada para esta sexta-feira, 04.

Os norte-americanos e europeus fizeram questão, aponta a reportagem, de denunciar a questão e deixaram claro que se não houver uma mudança de rumo vão, sim, partir para um embate nos tribunais da OMC. Os fabricantes estrangeiros questionam o fato de terem de abrir espaço para equipamentos com tecnologia nacional, como se propõe o edital.

Antes de enfrentar o ambiente tenso da OMC, o governo precisa responder a um questionamento feito pelo Representante Comercial dos Estados Unidos (USTR), no fim de abril, com relação à preferência dada para a tecnologia nacional. À época, o documento enviado pela USTR colocava, de acordo com a reportagem do Estadão, "A Anatel vai exigir que a tecnologia preferida seja rejeitada em favor de uma tecnologia inferior que seja produzida localmente?". A resposta oficial do governo Dilma deverá ser conhecida esta semana.

Mas o clima deve continuar bastante complicado. Isso porque o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, já deixou claro que o governo Dilma não mudará a sua rota e sustentou que as medidas colocadas pela Anatel "não ferem as condições da OMC e, sim, promovem a produção e o desenvolvimento local".

O leilão 4G está agendado para o dia 12 de junho. O preço mínimo estabelecido pela Anatel para as licenças foi de R$ 3,85 bilhões e o prazo para a construção das redes é considerado curto pelos fabricantes - pouco mais de seis meses para levar o serviço 4G nas cidades-sede da Copa das Confederações, em junho de 2013.

*Com informações do Jornal O Estado de São Paulo

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/07/2015
Banda larga móvel e nuvem: uma parceria em alta

02/07/2015
Usuários 2G ainda resistem à migração para 3G e 4G na América Latina

30/06/2015
Sem teles e varejo, chinesa Xiaomi deflagra guerra de preços no 3G e 4G

24/06/2015
LTE: Mais do que uma tecnologia ultrarrápida

15/06/2015
Claro muda de estratégia e fecha acordo 'zero rating' com OTTs

09/06/2015
4G cresce 151% no mundo no 1º trimestre

29/05/2015
4G fechou abril com 10,4 milhões de acessos no Brasil

27/05/2015
Testes vão medir convivência com TVs para antecipar 4G em 700 MHz

27/05/2015
Sky chega a 150 mil usuários da banda larga fixa 4G/LTE

21/05/2015
Anatel prevê disputa em fatia de 1.8GHz em São Paulo

Destaques
Destaques

Sem teles e varejo, chinesa Xiaomi deflagra guerra de preços no 3G e 4G

O brasileiro Hugo Barra, diretor internacional da fabricante chinesa, mandou um recado aos concorrentes: "Chegamos para 'disruptar'". O smartphone da Xiaomi, o Redmi 2, será produzido localmente na Foxconn, em Jundiaí, São Paulo, e terá custo de R$ 499,00.

Claro muda de estratégia e fecha acordo 'zero rating' com OTTs

Tele fechou acordo com WhatsApp, Facebook e Twitter para a não cobrança de dados no pacote Internet Turbinada 4G. Mas os serviços de voz desses aplicativos ficaram fora do acerto.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

LTE: Mais do que uma tecnologia ultrarrápida

Enrique Carrier *

As evoluções da tecnologia são ainda mais importantes do que a rápida adoção para propagar a banda larga móvel.


Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site