TELECOM

TV paga: Serviço está presente em 23,1% dos domícilios do país

Da redação ... 26/04/2012 ... Convergência Digital

Com 355,9 mil adições líquidas em março, o Brasil fechou o primeiro trimestre com 13,7 milhões de domicílios com TV por Assinatura. O crescimento registrado em relação a fevereiro foi de 2,67% e de 31,2% em relação a março de 2011. Foram quase 3,3 milhões de novas assinaturas em 12 meses. Considerando-se o número médio 3,3 de pessoas por domicílio divulgado pelo IBGE, os Serviços de TV por Assinatura são distribuídos, atualmente, para 45,13 milhões de brasileiros.

Os Serviços de TV por Assinatura são prestados utilizando-se de diferentes tecnologias: por meios físicos confinados (Serviço de TV a Cabo - TVC), mediante utilização do espectro radioelétrico em micro-ondas (Serviço de Distribuição de Sinais Multiponto Multicanal - MMDS) e na faixa de UHF (Serviço Especial de Televisão por Assinatura - TVA), e ainda por satélite (Serviço de Distribuição de Sinais de Televisão e de Áudio por Assinatura Via Satélite - DTH).

A participação dos serviços prestados via satélite (DTH) atingiu 56,6% da base e a dos serviços a cabo alcançou 41,8% dos assinantes. Em março de 2011, os serviços DTH representavam 48,2% do mercado nacional e os serviços prestados via cabo possuíam 49% de market share.

Em março, de acordo com os dados da Anatel, o DTH, com a adição de 286,3 mil assinantes, cresceu 3,8%. O universo de assinantes que recebem os serviços via TV a cabo registrou acréscimo de 78,2 mil novas assinaturas - crescimento de 1,4% em março. As prestadoras de MMDS, por sua vez, perderam 8,6 mil assinantes no mesmo período, o que representou queda de 3,8% de sua base.

Enquanto as regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste apresentaram índices de crescimento acima da média nacional, as regiões Sul e Sudeste registraram crescimento inferior. Entretanto, apura ainda a agência reguladora, das 3,3 milhões de novas assinaturas registradas nos últimos 12 meses, quase 2,4 milhões ocorreram nas regiões Sul e Sudeste.

Em março, os serviços de TV por Assinatura estavam presentes em 23,1% dos domicílios no país, segundo ainda estimativas da Agência. Apesar do crescimento observado nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste, a região Sudeste ainda lidera esse indicador, com a presença desses serviços em 33,7% dos domicílios.

Entre as unidades da federação, destacam-se o Distrito Federal e os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, por terem registrado desempenho acima da média nacional, quanto à densidade dos serviços de TV por Assinatura.


Internet Móvel 3G 4G
Economia compartilhada dá gás à massificação do pagamento móvel

O crescimento do consumo compartilhado, de US$ 13 bilhões em 2013 para US$ 335 bilhões em 2025 empurra o uso da tecnologia, como visto a partir de aplicativos como Uber e Airbnb.

Revista do 59º Painel Telebrasil 2015
Veja a revista do 59º Painel Telebrasil 2015 As principais empresas prestadoras de serviços e da indústria de telecomunicações e autoridades governamentais e do Legislativo se dedicaram a discutir o tema escolhido para este ano: A evolução dos modelos de negócio das telecomunicações: Desafios políticos e regulatórios.
Clique aqui para ver outras edições

TIM descarta guerra de preços na disputa pelo usuário do chip único

Para o presidente da tele, Rodrigo Abreu, a disputa pelo assinante de dados se dará na oferta do melhor serviço. Ele também falou sobre Oi e Nextel. Em 2015, a TIM investiu R$ 4,7 bilhões no Brasil.

Anatel ganha mais tempo para decidir TAC da Oi

Primeiro acordo para evitar o pagamento de multas só teve até aqui um voto apresentado - e ele propõe que a operadora invista o que não pagou em redes de fibras óptica ou de rádio de alta velocidade. 

Mais pessoas terão telefone celular do que eletricidade e água encanada em 2020

O vídeo móvel será o grande motor para o impulso do tráfego de dados e vai superar qualquer aplicativo existente.

Desconexões não impedem a Oi de aumentar base de usuários pré-pago

Operadora fechou 2015 com o maior crescimento de market share no serviço no mercado nacional.


Acompanhe a Cobertura Especial ABTA 2015 na seção Telecom

TV paga: Netflix é só um 'cabrito na sala'. Há outros 'bodes' que incomodam mais

"Se a TV paga morrer, os OTTs morrem abraçados". Essa foi a posição defendida por especialistas durante a ABTA. Executivos da TV paga admitem que a Netflix obrigou mudanças no relacionamento com o cliente. Cobrança do sinal da TV aberta incomoda e é pouco comentada.

Veja mais da cobertura especial da ABTA 2015

  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G