GOVERNO

Governo terá catálogo de dados abertos na Internet

Luís Osvaldo Grossmann ... 26/04/2012 ... Convergência Digital
O Ministério do Planejamento lança oficialmente no próximo 4/5 – uma versão beta já está no ar – o Portal Brasileiro de Dados Abertos, cujo objetivo é ser um catálogo dos dados públicos divulgados em padrão aberto e de fácil utilização, parte das iniciativas previstas pela Lei de Acesso à Informação, que entra em vigor em 16/5.

“O objetivo é termos ferramentas e soluções práticas para a divulgação de informações. Esse portal não terá os dados diretamente, mas os links de onde as informações podem ser encontradas, funcionando como um grande catálogo”, explica o secretario de Logística e TI do Planejamento, Delfino Natal de Souza.

A disponibilização dos dados abertos está prevista na Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527/2011). O Portal, assim, faz parte da premissa de que órgãos e entidades públicas devem divulgar, independentemente de solicitações, informações de interesse geral ou coletivo. Essa divulgação deve se dar obrigatoriamente via Internet em todas as cidades com mais de 10 mil habitantes.

Segundo a SLTI, a construção do portal foi baseada na plataforma aberta chamada CKAN e disponibilizada pela instituição internacional Open Knowledge Foundation (OKFN) – seguindo o exemplo do portal existente no Reino Unido, que é reconhecido como um dos melhores do mundo. Isso significa que os dados serão disponibilizados em formato manipulável. “Elimina-se o PDF, de forma que os dados possam ser trabalhados”, completa o secretário de Logística e TI.


ESPECIAL » ESPIONAGEM DIGITAL
Espionagem: EUA negam pedido de perdão para Edward Snowden

Documento assinado por mais de 167 mil pessoas foi rejeitado pelo governo Obama. Snowden, que denunciou a espionagem a autoridades, entre elas, a presidente Dilma Rousseff, se voltar ao país poderá ser condenado a 30 anos de prisão.


Clique aqui para ver a cobertura completa

Reoneração da folha: Empresas tentam 3%. Senado adia votação

ATUALIZADO - Representantes de 44 entidades empresariais, entre elas as que representam o setor de TIC, levaram uma proposta final onde aceitam o reajuste de 50% na alíquota paga ao governo. Não houve acordo. Partes ganham mais 24 horas para negociação.

Adesão de órgãos públicos à transição para IPv6 ainda é baixa

Primeiro relatório semestral de implantação do novo protocolo internet na administração federal mostra que apenas um em cada quatro órgãos apresentou progressos – e somente a metade desses cumpriu parte das metas.

Reoneração da folha: Empresas de software tentam alíquota de 3%

Durante a ABES Software Conference 2015, advogado da entidade admitiu que há negociações para tentar alterar a alíquota para o setor de TI. E que há vantagens e desvantagens nessa nova alternativa. Governo quer passar de 2% para 4,5%.

Governo quer compartilhar base da nova identidade com iniciativa privada

Ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Afif Domingos, pediu tramitação rápida ao projeto e disse que o primeiro interessado é o sistema financeiro. Mas emendas ao PL 1775/15 proíbem essa ideia.



  • Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G