NEGÓCIOS

Classes C,D e E responderam por 56% das compras online no Brasil

Da redação ... 20/04/2012 ... Convergência Digital

Dos 31 milhões de brasileiros que fizeram compras pela internet em 2011, 56% estão nas classes C, D e E. O mercado de comércio eletrônico faturou R$ 18,7 bilhões no ano passado. Quem quer ganhar o público da classe média não deve ficar de fora da rede. A internet, como destacou o sócio-fundador do site Buscapé, Romero Rodrigues, dá aos proprietários de pequenos negócios chances reais de competir com grandes empresas, durante sua participação no Seminário Internacional sobre Pequenos Negócios, do Sebrae, realizado na capital paulista.

“O pequeno varejo consegue construir e manter uma imagem na internet. E tem vantagens como fazer marketing mais barato e contar com vários lugares gratuitos para anunciar, como sites de comparação de preços, páginas amarelas e classificados. Facilitar a interação social traz cada vez mais resultado”, afirmou Rodrigues.

Os próprios emergentes que passaram a compor a classe média podem ser futuros empreendedores. Um estudo feito pelo Data Popular mostra que seis em cada dez pessoas da classe C querem abrir a própria empresa em algum momento da vida. “O emprego formal nos trouxe até aqui, mas é o empreendedorismo que vai nos levar adiante. A carteira assinada e o concurso público deixam de ser vistos como fim. A classe C os vê apenas como trampolim para chegar ao ponto de abrir o próprio negócio”, enfatizou Meireles.

A maior parte, no entanto, não se sente apta para empreender. A pesquisa do Data Popular mostra que apenas um terço se considera preparado para abrir o próprio negócio. “Muitas dessas pessoas querem empreender. O desafio é como dar asas sustentáveis a esse público. É preciso oferecer assessoria mercadológica, capacitação profissional, cooperativismo, microcrédito, entre outros”, finalizou Marcelo Neri, da FGV.

Dados apresentados no evento mostram que a classe C, responsável por movimentar R$ 1 trilhão na economia brasileira em 2011, consome quase metade do que é vendido em alimentos e bebidas no país e possui metade dos cartões de crédito em operação. As pessoas da classe de renda intermediária correspondem a um universo de 105 milhões de consumidores que podem se tornar compradores dos produtos e serviços das micro e pequenas empresas (MPE).

Fonte: Agência Sebrae


Cobertura Especial CIAB FEBRABAN 2015

Apple Watch é a bola da vez do Bradesco na inovação digital

Instituição financeira quer ampliar o ecossistema de canais adotando o máximo possível de ferramentas demandadas pelo cliente.

Crise não afeta os investimentos da Dell no Brasil

Luis Gonçalves, presidente da fabricante no país, reforça a aposta em software e serviços. E determina: a Internet das Coisas chegou para mudar o DNA do setor.


Veja mais da cobertura especial do CIAB FEBRABAN 2015

Crise não afeta os investimentos da Dell no Brasil

Luis Gonçalves, presidente da fabricante no país, reforça a aposta em software e serviços. E determina: a Internet das Coisas chegou para mudar o DNA do setor.

Software protagoniza a nova era dos data centers

No futuro, os data centers serão totalmente diferentes do que temos hoje, com novos modelos operacionais. “Software está dominando. SDN é o que está mais desenvolvido”, afirmou Henrique Cecci, do Gartner, durante o CIAB.

Governo dos EUA autoriza a venda de dados pessoais de 117 milhões de clientes de empresa falida

Comissão Federal do Comércio sugere alguns condicionantes, mas não impede a comercialização dos dados pela falida Radio Shack.

Prysmian e CPqD investem R$ 3,5 milhões para ter microcabo 100% nacional

Desenvolvimento deverá levar 18 meses, e segundo as empresas, não se trata de uma 'tropicalização ou copy paste' de produto.

ERP Brasil: TOTVs lidera, mas enfrenta disputa dura com SAP e Oracle

Pesquisa da FGV mostra que as empresas de menor porte têm larga preferência por pacotes de gestão empresarial nacionais, com a TOTVs à frente. Mas nas grandes companhias, a TOTVs perde vez para as multinacionais e disputa com a Oracle a segunda posição. Nesse segmento, a SAP lidera com folga.