NEGÓCIOS

FGV: Investimentos em TI crescem, em média,7% ao ano

Fábio Barros ... 18/04/2012 ... Convergência Digital

Os orçamentos das empresas brasileiras para Tecnologia da Informação seguem crescendo, chegando a uma média de 7% ao ano desde 1991. Em 2011, por exemplo, a média investida no país foi de 7% da receita das companhias, revela a 23ª edição da pesquisa anual "Mercado Brasileiro de TI e Uso nas Empresas", da Fundação Getúlio Vargas, divulgada nesta quarta-feira, 18/04.

O custo por máquina também aumentou, chegando a US$ 11,4 mil por ano, valor que deve continuar crescendo. “Isso porque os investimentos tendem a crescer sobre uma base estável de usuários", afirma Fernando Meirelles, professor da FGV e coordenador da pesquisa.

A pesquisa da FGV apura ainda que na área de aplicativos para escritório, o Office da Microsoft está presente em 92% das empresas. Os sistemas operacionais corporativos têm domínio do Windows (68%), seguido pelo Linux (18%) e pelo Unix (11%).

Aqui um ponto de alerta: o uso do Linux, estável em 20% nos últimos três anos, caiu para 18% este ano. “Como falamos de usuários, e não de aquisições, pode-se dizer que o Linux despencou do ano passado para este. O que se percebe é que, com o tempo, o espólio da Novell está ficando com o Windows”, analisa Meirelles.

A pesquisa da FGV aponta também que o Brasil tem, hoje, 99 milhões de computadores em uso – incluindo tablets – e deve chegar a 2014 com 140 milhões de computadores em uso. “Isso significa que já atingimos a marca de um computador para cada dois habitantes do País e, em 2014, chegaremos a dois computadores para cada três habitantes”, diz Meirelles, lembrando que o Brasil deve chegar à taxa de um por um em 2017. Para a edição deste ano, a FGV ouviu 2.180 empresas brasileiras, entre elas 66% das 500 maiores do País.


Cloud Computing
Cloud salva vendas de fornecedores de TI no 1º trimestre

Em meio à estagnação da economia global, a venda de infraestrutura para computação em nuvem tem forte impulso e respondeu por 30% do orçamento de TI.

Cobertura Especial CIAB FEBRABAN 2015

Apple Watch é a bola da vez do Bradesco na inovação digital

Instituição financeira quer ampliar o ecossistema de canais adotando o máximo possível de ferramentas demandadas pelo cliente.

Crise não afeta os investimentos da Dell no Brasil

Luis Gonçalves, presidente da fabricante no país, reforça a aposta em software e serviços. E determina: a Internet das Coisas chegou para mudar o DNA do setor.


Veja mais da cobertura especial do CIAB FEBRABAN 2015

Crise não afeta os investimentos da Dell no Brasil

Luis Gonçalves, presidente da fabricante no país, reforça a aposta em software e serviços. E determina: a Internet das Coisas chegou para mudar o DNA do setor.

Software protagoniza a nova era dos data centers

No futuro, os data centers serão totalmente diferentes do que temos hoje, com novos modelos operacionais. “Software está dominando. SDN é o que está mais desenvolvido”, afirmou Henrique Cecci, do Gartner, durante o CIAB.

Governo dos EUA autoriza a venda de dados pessoais de 117 milhões de clientes de empresa falida

Comissão Federal do Comércio sugere alguns condicionantes, mas não impede a comercialização dos dados pela falida Radio Shack.

Prysmian e CPqD investem R$ 3,5 milhões para ter microcabo 100% nacional

Desenvolvimento deverá levar 18 meses, e segundo as empresas, não se trata de uma 'tropicalização ou copy paste' de produto.

ERP Brasil: TOTVs lidera, mas enfrenta disputa dura com SAP e Oracle

Pesquisa da FGV mostra que as empresas de menor porte têm larga preferência por pacotes de gestão empresarial nacionais, com a TOTVs à frente. Mas nas grandes companhias, a TOTVs perde vez para as multinacionais e disputa com a Oracle a segunda posição. Nesse segmento, a SAP lidera com folga.