TELECOM

Fixo/Móvel: Oi nega conflito com Anatel por tarifa de interconexão

Ana Paula Lobo ... 17/04/2012 ... Convergência Digital

O presidente da Oi, Francisco Valim, durante o Investor Day, realizado nesta terça-feira 17/04, no Rio de Janeiro, sustentou que a concessionária foi à justiça para solicitar o reajuste do VC - tarifas de público, que segundo a tele, deveria ter sido concedido em fevereiro do ano passado. "Garanto que não temos absolutamente nada contra a redução do VU-M proposto pela Anatel. O que queremos é o nosso reajuste do VC de 2,7%. Anatel reconhece 1,67%. É por isso que fomos à justiça", afirmou.

Na semana passada, a Anatel, por meio da AGU, conseguiu suspender a liminar concedida à Oi pelo 2º Tribunal Federal, que autorizava a concessionária a aplicar o reajuste solicitado. Indagado se continuaria a disputa na Justiça, Valim disse que o reajuste do VC é um direito da concessionária, mas não quis comentar quais seriam os próximos passos nesse embate.

O presidente da Oi, no entanto, ao ser indagado sobre o 'clima ruim' com a Anatel e o Minicom - o ministro Paulo Bernardo reagiu de forma bastante dura à decisão da tele ir aos tribunais - sustentou que não tem absolutamente nada contra a decisão da agência reguladora de baixar as tarifas de interconexão fixo/móvel nos próximos quatro anos. "Não sei de onde veio isso. Há um grande mal-entendido. Queremos o que temos direito que é o reajuste anual. Não questionamos a VU-M", finalizou.


Revista do 59º Painel Telebrasil 2015
Veja a revista do 59º Painel Telebrasil 2015 As principais empresas prestadoras de serviços e da indústria de telecomunicações e autoridades governamentais e do Legislativo se dedicaram a discutir o tema escolhido para este ano: A evolução dos modelos de negócio das telecomunicações: Desafios políticos e regulatórios.
Clique aqui para ver outras edições

Telebras convoca Assembleia Geral para agrupar mais de 118 milhões de ações

AGE foi marcada para o  dia 2 de março. Ao todo serão agrupadas 97.439.719 de ações ordinárias e 21.002.999 de ações preferenciais, na proporção de dez para uma. Ações da estatal estão variando entre R$ 1,30 e R$ 2,30.

TIM descarta guerra de preços na disputa pelo usuário do chip único

Para o presidente da tele, Rodrigo Abreu, a disputa pelo assinante de dados se dará na oferta do melhor serviço. Ele também falou sobre Oi e Nextel. Em 2015, a TIM investiu R$ 4,7 bilhões no Brasil.

Anatel ganha mais tempo para decidir TAC da Oi

Primeiro acordo para evitar o pagamento de multas só teve até aqui um voto apresentado - e ele propõe que a operadora invista o que não pagou em redes de fibras óptica ou de rádio de alta velocidade. 

Mais pessoas terão telefone celular do que eletricidade e água encanada em 2020

O vídeo móvel será o grande motor para o impulso do tráfego de dados e vai superar qualquer aplicativo existente.


Acompanhe a Cobertura Especial ABTA 2015 na seção Telecom

TV paga: Netflix é só um 'cabrito na sala'. Há outros 'bodes' que incomodam mais

"Se a TV paga morrer, os OTTs morrem abraçados". Essa foi a posição defendida por especialistas durante a ABTA. Executivos da TV paga admitem que a Netflix obrigou mudanças no relacionamento com o cliente. Cobrança do sinal da TV aberta incomoda e é pouco comentada.

Veja mais da cobertura especial da ABTA 2015

  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G