Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Gestão

Governo institui Infraestutura Nacional de Dados Abertos

:: Da redação
:: Convergência Digital :: 17/04/2012

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) instituiu, por meio de instrução normativa, a Infraestrutura Nacional de Dados Abertos (INDA).

A INDA é a metodologia a ser utilizada pelos órgãos públicos para divulgar os dados de maneira aberta no Portal Brasileiro de Dados Abertos, que será disponibilizado em breve. O objetivo da regulamentação é promover a divulgação e a publicidade de dados e informações da administração pública federal. A norma foi publicada na última sexta-feira, 13/04, no Diário Oficial da União.

Os dados são abertos quando permitem a sua utilização, cruzamento e compartilhamento por qualquer pessoa. Um exemplo do uso dos dados abertos está no aplicativo “Onde acontece?”, feito pela organização Opendata-Br. O programa cruzou dados populacionais, econômicos, demográficos e de segurança pública para montar um índice de criminalidade no Rio Grande do Sul.

A disponibilização dos dados abertos está prevista na Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527, de novembro de 2011), que entra em vigor no dia 16 de maio e também faz parte das ações do governo federal dentro do plano brasileiro para a implementação da Parceria para Governo Aberto (Open Government Partnership – OGP).

A gestão da INDA será feita por um comitê gestor, composto por integrantes de órgãos federais, representante da sociedade civil e outro do setor acadêmico. A Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) representa o MPOG no grupo, que também irá contar com participantes da Casa Civil da Presidência, Ministério da Saúde (MS), Controladoria Geral da União (CGU), Ministério da Educação (MEC), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dentre outros. Entre as funções do novo comitê está a criação de procedimentos para que os órgãos apresentem plano de adequação para que os dados públicos possam ser considerados abertos.

Além dos mais de 180 órgãos federais que integram o Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP), a norma também pode ter validade para estados, municípios e o Distrito Federal, desde que estes entes assinem termo de adesão. A INDA também permite a participação voluntária de entidades civis e cidadãos interessados.

A primeira experiência com essa nova metodologia de divulgação de dados abertos foi realizada em maio de 2011 com o Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf). Com o recadastramento, os municípios podem saber quais empresas localizadas em seu entorno fornecem serviços ou produtos para o governo.

Com isto, é possível agilizar o trabalho das administrações públicas ao fazer uma licitação ou até mesmo aquecer a economia local. O aplicativo pode ser encontrado no Portal de Compras do Governo Federal (Comprasnet).

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 20/03/2015 09:45
Brasil é o sétimo país no ranking global de uso da Internet

:: 16/03/2015 12:45
Há 30 anos era criado o primeiro domínio .com

:: 02/03/2015 17:31
Google e Facebook ditam suas estratégias às teles

:: 10/02/2015 13:00
Internet Segura: conteúdos ilícitos crescem na Web brasileira

:: 09/02/2015 11:56
Google e Facebook estão em 90% de decisões judiciais sobre Marco Civil da Internet

:: 04/02/2015 10:43
China reforça exigência para que registros online usem nomes reais

:: 21/01/2015 18:12
Falta de cartório online atrasa a venda dos domínios '.rio'

:: 19/01/2015 11:45
Empresa vai indenizar funcionário humilhado por e-mails internos

:: 09/01/2015 11:40
Com migração lenta para o IPv.6, Brasil é top 3 em requisição de endereços IPs

:: 02/12/2014 16:30
Dados Pessoais: Autoridade Pública não será multistakeholder




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Dataprev mantém demissões e gera crise com sindicatos

PRÓXIMA
Receita cede e adia prazo para a entrega do Simples Nacional




Inventário de ativos de TI vira serviço na Compusoftware

O gerenciamento de ativos de hardware e software é uma ação que vai além de minimizar o uso de ferramentas ilegais. Ele permite a elaboração de uma política de controle e reduz gastos em tempos de crise, afirma Adriano Vieira, COO da companhia.


Linha do BNDES para TICs financiou mais de R$ 79 milhões na região Sul

A iniciativa - BNDES MPME Inovadora, em parceria com a ABES, foi criada em agosto do ano passado e já tem mais de 53 contratos fechados. Por meio de parceiros como o BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul), a linha concede financiamento de até R$ 20 milhões para empresas de tecnologia que apresentarem características inovadoras e faturamento inferior a R$ 90 milhões por ano.


Fábrica de software da Globalweb Corp é certificada no MPS-SW da Softex

São atendidas por meio da fábrica de software, clientes como Caixa Econômica Federal e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Grau alcançado foi o C, exigido para atender aos editais de governo e similar ao modelo norte-americano CMMI (Capability Maturity Model Integration).


eSocial: PMEs 'relaxam' com os adiamentos seguidos do Governo

Expectativa do mercado, agora, é que entre o final de janeiro e fevereiro, o governo libere, enfim, a versão final do manual com as instruções e os layouts para que as empresas se adaptem. Início das operações oficiais do eSocial ficaria para 2016.


Cobertura em vídeo do Convergência Digital


Segurança cibernética: cadê os profissionais brasileiros?

Estudo aponta que esse especialista é raro no país.

» Big data: uma carreira próspera em tempos de crise
» Foi demitido? Tente não se desesperar

VII Fórum Executivo de TI 2014 - Cobertura especial do Convergência Digital
Petrobras avança no uso do big data

O gerente-executivo de TI e Telecom, Álvaro Martins, diz que há três projetos em andamento na companhia para a análise de dados em tempo real. Também adverte: "Não dá mais para tratar TIC como antes. Não dá para entregar aplicação rápida, se não garantir o mínimo de gestão".

» Distribuidora Ducsa usa o big data para conhecer melhor o cliente
» Simplificar é segredo do sucesso na área de Inovação em TI
» Cloud computing superou a fase dos projetos pilotos
» Grupo Ação cria unidade para treinar profissionais
» Orçamento de TI deve crescer 5% em 2015 no Brasil

Clique aqui e veja a cobertura completa


Veja edição 11 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 11

Na discussão sobre o que vai prevalecer — fibra óptica ou rádio — na construção das infraestruturas, vence quem souber explorar o que cada tecnologia tem de melhor a oferecer.

Veja também: Cidades Digitais: Governo convoca provedores; A transição da IANA foi destaque no ICANN#51; Billing das coisas: quando cobrar certo será o diferencial; e muito mais.

Clique aqui para ver outras edições





Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!