Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

Teles terão meta para compra de tecnologia nacional até 2022

:: Luís Osvaldo Grossmann e Luiz Queiroz
:: Convergência Digital :: 12/04/2012

Apesar da pressão de fabricantes de equipamentos, a Anatel manteve a diretriz definida pelo governo federal de exigir das vencedoras do leilão da faixa de 2,5 GHz contrapartidas de investimentos em equipamentos fabricados no Brasil, parte deles com tecnologia desenvolvida no país.

Os percentuais definidos são os mesmos que foram apresentados ainda na Consulta Pública sobre o edital – a distinção é que a agência decidiu fixar uma data para o fim dessas obrigações: até o fim de 2022.

“Oferecemos um final para as metas, o que é importante até para buscar eficiência em relação a esses investimentos, e para não deixar que essas obrigações se perpetuem ao longo do tempo”, explicou o relator do edital, conselheiro Marcelo Bechara.

Entre 2012 e 2022, 50% dos investimentos em bens ou produtos devem ser direcionados àqueles com Processo Produtivo Básico – política que prevê incentivos fiscais para equipamentos fabricados no Brasil, mas exige contrapartida de aportes em pesquisa e desenvolvimento.

Também ficou definido que parte dos investimentos deve se dar sobre bens ou produtos com tecnologia desenvolvida no Brasil, valendo para isso os critérios definidos na Portaria 950, de 2006, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Até 2014, essa parcela é de 10%, ampliada para 15%, em 2015, e 20%, em 2017.

Tanto as operadoras, compradoras dos equipamentos, como fabricantes multinacionais, as vendedoras, reclamaram muito ao longo da preparação do edital, acusando a Anatel de criar obrigações indevidas para negócios particulares.

A agência, porém, sustenta que as exigências se justificam. “A oferta de um bem público, escasso, é sim instrumento de política setorial em suas diversas facetas, e uma delas é o compromisso de aquisição de produtos de tecnologia nacional”, defendeu Bechara.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 28/08/2014 17:40
Sem GVT, TIM garante “participação incondicional” no leilão dos 700 MHz

:: 28/08/2014 16:40
Compra da GVT deve ter análise restrita à competição

:: 28/08/2014 12:00
4G cresce 400 mil novas linhas por mês

:: 28/08/2014 11:16
Preço do trânsito Internet caiu 32% e está abaixo da média na América Latina

:: 28/08/2014 09:41
Leilão pela GVT chega aos R$ 22,35 bilhões

:: 27/08/2014 18:30
Oi, ao mirar a TIM, obriga Telefônica e Telecom Italia a gastar mais com a GVT

:: 27/08/2014 16:30
Acesso gratuito às redes sociais não fere a neutralidade de rede

:: 27/08/2014 16:20
Smartphone permite ao jovem brasileiro a ficar 100% conectado

:: 27/08/2014 13:26
Marco Civil: projeto amplia remoção de conteúdo sem ordem judicial

:: 27/08/2014 12:28
BNDES aportou R$ 3,7 bilhões em TICs no 1º semestre




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Ressarcimento ao MMDS será por livre negociação entre empresas

PRÓXIMA
Zona rural terá acesso à Internet até 2015



Rio Cidade Inteligente + Rio Wireless 2014
Anatel quer ampliar compartilhamento e ‘uso industrial’ de espectro

“Há um grande desafio de expansão das redes e isso exige índice mais alto de eficiência espectral. Queremos abordagens mais simples”, sustenta o conselheiro Rodrigo Zerbone.

» Novo Hamburgo investe R$ 1,4 milhão em TICs para saúde
» Rio de Janeiro atento ao legado olímpico
» 700 MHz: Leilão não obriga ninguém a implantar rede
» Teles projetam quadruplicar número de ERBs para atender novas demandas
Clique aqui para ver a cobertura completa


Compra da GVT deve ter análise restrita à competição
:: 28/08/2014 :: Telecom

Como lembra o presidente da Anatel, João Rezende, cabe à agência avaliar os aspectos regulatórios do negócio, mas “a GVT não tem espectro”. Na prática, provável compra da empresa só esbarra no poder de mercado que a o Telefônica detém em São Paulo.


Leilão pela GVT chega aos R$ 22,35 bilhões
:: 28/08/2014 :: Telecom

Depois de a Telecom Italia oficializar uma proposta de R$ 21 bilhões pelo controle da GVT, ou 7 bilhões de euros, a Telefonica fez um novo lance e apresentou uma oferta de 7,45 bilhões de euros, o que significa um aporte de mais 750 milhões de euros.


Oi, ao mirar a TIM, obriga Telefônica e Telecom Italia a gastar mais com a GVT
:: 27/08/2014 :: Telecom

Analistas acreditam que a proposta da Oi pela TIM Brasil é 'um blefe' para acirrar a briga da Telecom Italia e da Telefônica pelo controle da GVT. Especialistas também dizem que o próprio governo pode não gostar dessa mobilização pré-leilão 4G.


TV digital: Forum SBTVD diz que 1/3 dos paulistanos ainda tem TVs com tubos
:: 25/08/2014 :: Telecom

A digitalização da TV ainda está muito distante da realidade da maior parte dos 6 milhões de lares da cidade de São Paulo.




4G cresce 400 mil novas linhas por mês

Tecnologia chega a 3,6 milhões de acessos enquanto, pela primeira vez, as linhas 2G representam menos da metade do total.

» Minicom distribui R$ 4,5 milhões em concurso de apps


A TV está morrendo!
:: Por Eduardo Prado

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital



Veja a primeira edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC


A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina. Nessa primeira edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade: a governança da Internet. Boa leitura!

Clique aqui para ver todas as edições





Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!