Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

Teles terão meta para compra de tecnologia nacional até 2022

:: Luís Osvaldo Grossmann e Luiz Queiroz
:: Convergência Digital :: 12/04/2012

Apesar da pressão de fabricantes de equipamentos, a Anatel manteve a diretriz definida pelo governo federal de exigir das vencedoras do leilão da faixa de 2,5 GHz contrapartidas de investimentos em equipamentos fabricados no Brasil, parte deles com tecnologia desenvolvida no país.

Os percentuais definidos são os mesmos que foram apresentados ainda na Consulta Pública sobre o edital – a distinção é que a agência decidiu fixar uma data para o fim dessas obrigações: até o fim de 2022.

“Oferecemos um final para as metas, o que é importante até para buscar eficiência em relação a esses investimentos, e para não deixar que essas obrigações se perpetuem ao longo do tempo”, explicou o relator do edital, conselheiro Marcelo Bechara.

Entre 2012 e 2022, 50% dos investimentos em bens ou produtos devem ser direcionados àqueles com Processo Produtivo Básico – política que prevê incentivos fiscais para equipamentos fabricados no Brasil, mas exige contrapartida de aportes em pesquisa e desenvolvimento.

Também ficou definido que parte dos investimentos deve se dar sobre bens ou produtos com tecnologia desenvolvida no Brasil, valendo para isso os critérios definidos na Portaria 950, de 2006, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Até 2014, essa parcela é de 10%, ampliada para 15%, em 2015, e 20%, em 2017.

Tanto as operadoras, compradoras dos equipamentos, como fabricantes multinacionais, as vendedoras, reclamaram muito ao longo da preparação do edital, acusando a Anatel de criar obrigações indevidas para negócios particulares.

A agência, porém, sustenta que as exigências se justificam. “A oferta de um bem público, escasso, é sim instrumento de política setorial em suas diversas facetas, e uma delas é o compromisso de aquisição de produtos de tecnologia nacional”, defendeu Bechara.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 17/10/2014 14:49
Portal gratuito faz raio x de receitas e despesas dos municípios

:: 14/10/2014 19:15
Big data faz TIM reestruturar infraestrutura de rede

:: 13/10/2014 17:45
Em mercado que cresce pouco, Nextel dobra de tamanho em menos de um ano

:: 13/10/2014 15:00
Oi reafirma ao mercado que fusão com Portugal Telecom está mantida

:: 10/10/2014 12:56
Governo de Portugal não vai intervir na fusão Oi/Portugal Telecom

:: 09/10/2014 19:35
Novo Mercado é uma das missões de Bayard Gontijo à frente da Oi

:: 09/10/2014 18:00
Compartilhamento: Anatel cobra licenciamento duplo de Oi e Tim

:: 09/10/2014 17:21
Anatel espera Lei das Antenas para decidir sobre compartilhamento de torres

:: 09/10/2014 15:28
Governo projeta 23,3 milhões de acessos M2M em 2016

:: 08/10/2014 16:22
Teles rechaçam ideia de implantar fibra óptica no país inteiro




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Ressarcimento ao MMDS será por livre negociação entre empresas

PRÓXIMA
Zona rural terá acesso à Internet até 2015



Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Revista do 58º Painel Telebrasil 2014

Revista do 58º Painel Telebrasil, realizado nos dias 09 e 10 de setembro de 2014 em Brasília, tendo como tema principal Perspectivas e Propostas para o Próximo Governo, Telecomunicações, Competitividade e Inovação no Brasil.

Clique aqui para ver mais revistas

58 Painel Telebrasil 2014
Por um Brasil Digital, teles pedem adoção de medidas urgentes

O Brasil pode chegar em 2018 entre as 30 economias mais competitivas do mundo, mas para isso precisa implantar uma série de ações num curto prazo de tempo, pontua estudo da LCA Consultores.

CDTV Anatel e teles debatem 'mão pesada' na regulação do setor
CDTV "Estamos na idade de pedra no uso de aplicativos", diz o presidente da Vivo
CDTV Indústria de aplicativos vira alvo da política de TICs da Colômbia
Clique aqui e veja a cobertura completa do evento


Em mercado que cresce pouco, Nextel dobra de tamanho em menos de um ano
:: 13/10/2014 :: Telecom

Segundo a Anatel, 277,4 milhões de acessos móveis em agosto representam alta de 1,8% em oito meses. Agência não divulgou os dados relativos à tecnologia - 3G e 4G - por mudança na metodogia do M2M.


Oi reafirma ao mercado que fusão com Portugal Telecom está mantida
:: 13/10/2014 :: Telecom

Em comunicado enviado à CVM, a operadora sustentou que estão integralmente mantidos os compromissos de promover a CorpCo, empresa resultante da fusão da Oi com a Portugal Telecom, no Novo Mercado da Bovespa.


Governo de Portugal não vai intervir na fusão Oi/Portugal Telecom
:: 10/10/2014 :: Telecom

A posição foi defendida pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho."O governo não tem nenhuma intervenção nesse processo, como não tem em outras empresas, e não se pode querer responsabilizar o governo pelas decisões que as empresas privadas tomam", disse o executivo. Ações da PT caíram ao menor nível da história, após a saída de Zeinal Bava da Oi.


Novo Mercado é uma das missões de Bayard Gontijo à frente da Oi
:: 09/10/2014 :: Telecom

Gontijo deixa claro que a Oi será protagonista no processo de consolidação do mercado de Telecom. E que sua missão passa pela redução do endividamento da companhia.




TIM investe em compartilhamento de dados gratuito

Estratégia tem como objetivo reforçar a tele no mercado pós-pago.

» Compartilhamento: Anatel cobra licenciamento duplo de Oi e Tim


A TV está morrendo!
:: Por Eduardo Prado

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital






Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!