Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

Teles terão meta para compra de tecnologia nacional até 2022

:: Luís Osvaldo Grossmann e Luiz Queiroz
:: Convergência Digital :: 12/04/2012

Apesar da pressão de fabricantes de equipamentos, a Anatel manteve a diretriz definida pelo governo federal de exigir das vencedoras do leilão da faixa de 2,5 GHz contrapartidas de investimentos em equipamentos fabricados no Brasil, parte deles com tecnologia desenvolvida no país.

Os percentuais definidos são os mesmos que foram apresentados ainda na Consulta Pública sobre o edital – a distinção é que a agência decidiu fixar uma data para o fim dessas obrigações: até o fim de 2022.

“Oferecemos um final para as metas, o que é importante até para buscar eficiência em relação a esses investimentos, e para não deixar que essas obrigações se perpetuem ao longo do tempo”, explicou o relator do edital, conselheiro Marcelo Bechara.

Entre 2012 e 2022, 50% dos investimentos em bens ou produtos devem ser direcionados àqueles com Processo Produtivo Básico – política que prevê incentivos fiscais para equipamentos fabricados no Brasil, mas exige contrapartida de aportes em pesquisa e desenvolvimento.

Também ficou definido que parte dos investimentos deve se dar sobre bens ou produtos com tecnologia desenvolvida no Brasil, valendo para isso os critérios definidos na Portaria 950, de 2006, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Até 2014, essa parcela é de 10%, ampliada para 15%, em 2015, e 20%, em 2017.

Tanto as operadoras, compradoras dos equipamentos, como fabricantes multinacionais, as vendedoras, reclamaram muito ao longo da preparação do edital, acusando a Anatel de criar obrigações indevidas para negócios particulares.

A agência, porém, sustenta que as exigências se justificam. “A oferta de um bem público, escasso, é sim instrumento de política setorial em suas diversas facetas, e uma delas é o compromisso de aquisição de produtos de tecnologia nacional”, defendeu Bechara.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 30/01/2015 17:23
4G cresceu 416,55% em 2014 e chegou a 1,31 milhão de linhas ativas no Brasil

:: 30/01/2015 13:55
Alô Serviços, MVNO ligada à Assembleia de Deus, vai operar no Brasil

:: 30/01/2015 11:00
TV paga: base cresce abaixo do esperado e inadimplência acende sinal amarelo

:: 28/01/2015 13:51
Marco Civil: "Más regulamentações podem estrangular bons textos", adverte o ministro da Justiça

:: 27/01/2015 17:00
Rio Negócios e Facebook selecionam startups cariocas para o FB Start

:: 27/01/2015 15:40
Data centers e serviços na nuvem são os alvos principais dos ataques DDoS

:: 26/01/2015 12:21
Documento 'ultrassecreto' levará 25 anos para chegar ao público

:: 26/01/2015 09:05
Crimes em TI: não negligencie a atualização dos software

:: 22/01/2015 18:37
Fim de linha para a fusão entre a Oi e a Portugal Telecom

:: 22/01/2015 16:33
IDC:4G vai chegar a 11 milhões de assinantes no Brasil




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Ressarcimento ao MMDS será por livre negociação entre empresas

PRÓXIMA
Zona rural terá acesso à Internet até 2015



VII Seminário TelComp 2014 - Cobertura especial do Convergência Digital
Banco Mundial: Empresas brasileiras estão atrasadas no uso das TICs

Instituição está fazendo um estudo global para avaliar o impacto da economia digital, que será conhecido no 2º semestre de 2015. Mas já dados coletados. Entre eles, um significativo: As mulheres são as grandes beneficiadas pelo maior uso das TICs
CDTV Banda larga: Teles erram e Anatel fala em controle de danos
CDTV TelComp: Precisamos criar uma nova GVT no Brasil
Clique aqui e veja a cobertura completa do evento


Alô Serviços, MVNO ligada à Assembleia de Deus, vai operar no Brasil

Potencial de clientes da empresa é estimada em 18 milhões de fiéis. Negócio, desenhado por Ricardo Knoepfelmacher, ex-presidente da Brasil Telecom, é o primeiro no formato de operadora virtual credenciada. Parceria de rede será com a Vivo.


TV paga: base cresce abaixo do esperado e inadimplência acende sinal amarelo

A base de assinantes cresceu apenas 8,7% em relação a 2013, quando todas as projeções estimavam um impulso de dois dígitos. Brasil encerrou o ano com 19,58 milhões de acessos ativos.


Fim de linha para a fusão entre a Oi e a Portugal Telecom

A Oi conseguiu a aprovação para a venda dos ativos da PT para a francesa Altice por 7,4 bilhões de euros. Tele brasileira respira aliviada e ganha recursos para reduzir dívidas e entrar na briga da consolidação nacional.


TV paga: Embratel, Claro e Net dominam o mercado com 53,01% dos acessos ativos

Operadoras, do grupo mexicano Telmex, chegaram a marca de 10.501.486 milhões de assinantes em novembro. A Sky aparece na segunda posição,mas bem distante da rival. No total, Brasil somou 19,81 milhões de acessos ativos, de acordo com dados a Anatel.




Atenta ao Brasil, Nextel mira as PMEs

Operadora planeja crescer suas vendas no segmento em 30% ainda em 2015.

» Banda larga móvel: chips M2M não decolam e modems desabam nas vendas


A TV está morrendo!
:: Por Eduardo Prado

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital



Veja edição 11 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 11

Na discussão sobre o que vai prevalecer — fibra óptica ou rádio — na construção das infraestruturas, vence quem souber explorar o que cada tecnologia tem de melhor a oferecer.

Veja também: Cidades Digitais: Governo convoca provedores; A transição da IANA foi destaque no ICANN#51; Billing das coisas: quando cobrar certo será o diferencial; e muito mais.

Clique aqui para ver outras edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!