Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Governo

Software público completa 5 anos com licitação nacional e desdém do setor privado

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 12/04/2012

O governo festejou nesta quinta-feira, 12/4, cinco anos de implantação do Portal do Software Público – página onde podem ser baixados, gratuitamente, aplicativos em plataforma aberta, principalmente relacionados à e-gov – mas não só. O Ginga, único sistema operacional compatível com todos os padrões de TV Digital, também está lá.

Além da marca de 56 aplicativos disponíveis – quando lançado, em 2007, havia apenas um, o Cacic, que faz diagnóstico do parque computacional – a Secretaria de Logística e TI do Planejamento prepara a primeira licitação nacional para implantação dos programas em municípios brasileiros.

“O Portal é um instrumento de governança pública que agora atinge maturidade. Já temos 12 soluções para gestão municipal e com o novo projeto de Cidades Digitais, vamos alavancar essa temática”, comemorou o secretário da SLTI, Delfino Natal de Souza.

Este ano marca, ainda, a primeira contratação do governo federal de serviços de TI baseados em softwares públicos – com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional – mas que tem ata de registro de preços aberta e deve ser ampliado para outros órgãos da administração.

A lógica da ata de registro de preços é a mesma a ser usada pelos municípios interessados, visto que a licitação se destina a homologar diferentes empresas para a implantação das soluções de gestão, especialmente nas áreas tributária (como a nota fiscal eletrônica), saúde e educação.

Curiosamente, apesar do número limitado de soluções já disponíveis, o sucesso do Portal – que reúne 130 mil usuários e cerca de 500 empresas – incomoda parte do setor privado – que na véspera criticou os esforços do governo em disponibilizar as ferramentas.

Entidades como Abes e Assespro reclamaram, durante audiência no Senado Federal, da presença do governo no setor – sob a lógica de que sendo o maior consumidor de software do país, com um terço das compras, não deveria ser “o maior concorrente”. “Um exagero ridículo”, rebate o diretor de sistemas da SLTI, Corinto Meffe.

“Em um estudo recente da Gartner sobre as perspectivas até 2020, o software livre aparece como uma das grandes tendências de mercado. Infelizmente, ainda há uma visão míope de algumas associações, contrárias ao software público, como se isso pudesse reduzir o mercado”, pontuou o coordenador de software e serviços do MCTI, Rafael Moreira, durante os festejos.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 04/03/2015 13:50
Brasil é foco da SAP para soluções analíticas

:: 23/02/2015 11:44
Softex: apoio a exportadores em canais de distribuição termina hoje

:: 20/02/2015 12:36
Software baseado em web torna-se aliado de síndicos

:: 04/02/2015 10:36
Governo abre consulta pública para discutir licença de software livre

:: 03/12/2014 16:45
Rio de Janeiro perde posição em software e serviços

:: 12/11/2014 14:35
Brasil fica com 1º lugar na Copa Mundial de Testes de Software

:: 15/08/2014 14:32
Empresas começam a testar qualidade de software

:: 13/08/2014 18:30
Software ganha linha de financiamento de R$ 300 milhões do BNDES

:: 13/08/2014 18:30
Software ganha linha de financiamento de R$ 300 milhões do BNDES

:: 22/05/2014 15:55
TRT manda empresa recolher Imposto de Renda em compra externa de software




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Dataprev estuda suspensão de 42 demissões

PRÓXIMA
SLTI seleciona empresas para implantação de e-gov e serviços na nuvem



 ESPECIAL   ESPIONAGEM DIGITAL
Pós-Snowden, China corta Cisco, Intel e Apple de compras públicas

Marcas de gigantes da tecnologia estão fora da lista do Centro de Provisionamento do Governo Central, que orienta as aquisições de órgãos federais na China. Um terço das marcas estrangeiras desapareceu da relação nos últimos dois anos – e metade daquelas com produtos relacionados à segurança.

» Brasil ainda luta para por em prática medidas contra espionagem
» NSA e aliados têm chaves criptográficas para ouvir celulares em todo o mundo
» Espionagem: Comunicações do governo seguem vulneráveis
Clique aqui para ver a cobertura completa


Regulação da mídia é prioridade de novo secretário no Minicom

“Sem comunicação diversa, sem comunicação múltipla, sem dar voz à diversidade brasileira, a democracia fica comprometida”, destacou Emiliano José ao assumir nesta sexta, 6/3, a secretaria de serviços de comunicação eletrônica. Jornalista e ex-deputado federal, ele também promete aumentar o número de rádios comunitárias.

» Berzoini: é hora de exorcizar os fantasmas do debate da regulamentação de mídia

Convênios federais e condições das rodovias são dados abertos mais procurados

Segundo a Secretaria de Logística e TI do Ministério do Planejamento, número de visitantes no dados.gov.br mais do que dobrou entre 2013 e 2014.


Governo mexe no Processo Produtivo Básico de bens de informática

Duas propostas foram colocadas em consulta pública nesta quinta, 5/3, e recebem contribuições por 15 dias. Elas tratam das regras genéricas para bens de informática e para questões específicas daqueles relacionados à telecomunicações.


Aldo volta a cobrar investimento em inovação e pede ajuda ao Congresso

Ao discutir o setor no Plenário da Câmara, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, destacou o crescimento dos recursos nos últimos anos – “em incentivos e renúncia fiscal, passamos de R$ 1 bilhão para quase R$ 7 bilhões”. Mas lembrou que o país ainda sofre com a dependência tecnológica. “Somos 7º lugar em PIB, mas 64º em inovação”, lamentou. Ele pediu ajuda ao Congresso para aprovar projetos da pasta.



Veja as coberturas especiais do Convergência Digital


Cobertura em vídeo do Convergência Digital


Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!