GOVERNO » Política Industrial

Brasscom: Definição de software nacional pode prejudicar exportações

Luís Osvaldo Grossmann ... 11/04/2012 ... Convergência Digital
Para o representante da Brasscom, Edmundo Machado, é preciso cautela nas discussões sobre uma definição do que é software nacional - a ser objeto das políticas públicas e incentivos.

Machado, que também participou da audiência pública sobre software, realizada nesta quarta-feira, 11/04, no Senado, lembra que a produção de software é uma atividade complexa que exige capital intensivo. “Vencem as plataformas globais”, afirmou.

“Criar uma definição de software nacional pode criar contrapartidas, por exemplo, quando a TOTVS for vender no México pode sofrer o mesmo tipo de restrições”, sustentou, citando além desta empresa outros “campeões” que vendem no mercado externo.

Fenainfo: Patente nacional é crucial

Por sua vez, a Fenainfo advertiu que as empresas internacionais de TI são grandes beneficiárias das políticas públicas brasileiras de incentivo ao setor. "Empresas estrangeiras se aproveitam das condições e garantem até recursos da Finep”, sustentou o prsidente da entidade, Márcio Girão.

Apesar de atrair empresas para o país, Girão lembra que há um ponto fraco nessa política: os ganhos pela “inteligência” no desenvolvimento vão para os países de origem das múltis. “Todas as patentes das empresas estrangeiras são registradas fora do país”, reclamou.

Segundo ele, há espaço para que seja privilegiada a tecnologia nacional, inclusive com ganhos de escala. “Nosso mercado interno é equivalente ao mercado externo indiano”, destacou.


ESPECIAL » ESPIONAGEM DIGITAL
Espionagem: EUA negam pedido de perdão para Edward Snowden

Documento assinado por mais de 167 mil pessoas foi rejeitado pelo governo Obama. Snowden, que denunciou a espionagem a autoridades, entre elas, a presidente Dilma Rousseff, se voltar ao país poderá ser condenado a 30 anos de prisão.


Clique aqui para ver a cobertura completa

Governo tenta mais uma plataforma de debates online com a sociedade

Presidenta Dilma Rousseff lançou o Dialoga Brasil, agora com foco em melhorar 80 programas governamentais, como Bolsa Família e Mais Médicos.

Satélites: Brasil formaliza fim do acordo espacial com Ucrânia

Decreto presidencial sustenta “desequilíbrio da equação tecnológico-comercial que justificou a parceria” para rescindir o tratado. O acordo, firmado há 12 anos, previa – depois de dois adiamentos – o lançamento do foguete Cyclone 4 no fim deste ano de 2015.

Dados abertos: quem pagará o custo pela guarda e o uso das informações?

Em entrevista à, CDTV, o presidente da Dataprev, Rodrigo Assumpção, diz que em algum momento esse debate terá de ser enfrentado pelo Brasil.

Minicom quer Banco Postal atuando no pagamento móvel

O secretário de Telecomunicações, Maximiliano Martinhão, quer usar a capilaridade da instituição para popularizar o uso do celular como meio de pagamento junto à população.

TV digital: Sob protesto dos fabricantes de TVs, Fórum SBTVD aprova Ginga C

O clima azedou entre os integrantes da entidade. Versão mais robusta do Ginga - que permite recursos de interatividade na televisão - será adotada em conversores a serem distribuídos a 14 milhões de beneficiários do Bolsa Família.



  • Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G