Home - Convergência Digital
Veja mais
Veja mais

Eduardo D'Antona deixa direção da Panda Security

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 10/04/2012

Após cinco anos à frente da Panda Security Brasil e cerca de um ano como diretor regional para a América Latina, o executivo Eduardo D’Antona acaba de anunciar o seu desligamento da Panda. Ele foi um dos responsáveis pela introdução da multinacional de origem espanhola no Brasil, em 2005, quando atuou como co-fundador da operação local da empresa, à época em regime de franchising.

Desse período em diante, o executivo arquitetou a política de marketing que atraiu para a Panda um contingente da ordem de 600 revendas e VARs. Eduardo D´Antona foi também um dos responsáveis pela conquista para a Panda de 12 mil instalações dos produtos da companhia, em empresas de todos os portes, representando uma das mais expressivas conquistas territoriais da Panda Security em todo o mundo.

A partir de 2010, a Panda Security adquiriu o controle total da operação brasileira, transformando a franquia local em uma de suas 13 subsidiárias e nomeando D´Antona como diretor geral.

Já no exercício de 2010, D´Antona foi convidado pela multinacional a disseminar o modelo de marketing e parcerias praticado no Brasil para os demais países da Região e nomeou o executivo para a diretorial regional da Panda para a América Latina. Nos demais países da AL, D’Antona promoveu uma importante alavancagem dos produtos Panda através da implantação do modelo utilizado no Brasil e atingiu 10 países e cerca de 300 revendas ao inicio de 2012.

De acordo com D’Antona sua saída da Panda acontece num momento em que o mercado de segurança está em pleno vapor e as operações da empresa encontram-se altamente bem estruturadas. “Ao longo desses sete anos, a Panda me trouxe enormes recompensas pessoais e excelente situação de carreira, mas de tempos em tempos temos que sair da linha de conforto”, assinala o executivo, que parte para novos desafios que estão em fase de definição.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A geração do Milênio se manifesta. . . E todos precisamos ouvir

Por José María Álvarez-Pallete*

Destaques
Destaques

TCU: Baixa qualificação dos gestores públicos de TI é preocupante

Menos de 20% dos gestores da Administração Pública foram treinados para trabalhar com a IN4, principal orientador das compras públicas pelo Poder Público.

Foi demitido? Tente não se desesperar

Não é fácil receber a notícia, mas é preciso ter força mental para buscar uma nova vaga.

Para TCU, TI pública está abaixo da média mundial em empregos

Levantamento sobre a governança da TI na administração federal indica que apenas 2,9% dos servidores públicos atuam na área de TI – e um em cada cinco deve se aposentar até 2018. 

Quer evitar o fracasso profissional?

Tenha muito cuidado com as suas atitudes no ambiente corporativo.

Dissídio em TI: São Paulo fecha acordo. Reajuste irá até 7,8%

Patrões e empregados também definiram o pagamento da Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR) e vale-refeição para todos os trabalhadores do setor. Dados do Sindpd dão conta que, hoje, existem 7,5 mil empresas de TI em São Paulo.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site