Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Gestão

Consumerização pressiona gestores de Tecnologia

:: Fabio Barros
:: Convergência Digital :: 10/04/2012

2011 marcou o início da era da mobilidade, conhecida no mundo corporativo como a era da computação em nuvem. Esta foi uma das constatações apresentadas pela IDC nesta terça-feira, 10, durante o IDC LA Cloud Solutions Road Show, realizado em São Paulo.

De acordo com Luciano Crippa, gerente de pesquisas da IDC Brasil, esta nova era será marcada por quatro grandes tendências: serviços em nuvem, big data, negócios sociais e banda larga móvel. No final das contas, todas elas convergem para uma fato comum: a personalização da tecnologia, o que significa usuários envoltos em seus próprios ambientes de TI, também chamada de consumerização.

Um exemplo? Segundo Crippa, a era PC produziu um total de 75 mil aplicativos para computadores. Na recém iniciada era da mobilidade, já há um total de 1,3 milhão de aplicativos disponíveis para usuários, que deverão comprar 660 milhões de smartphones ao longo deste ano (15 milhões deles no Brasil).

Na prática, isso representa um desafio para as áreas de TI, que cada dia mais precisam dar suporte a este novo universo de aparelhos comprados sem sua permissão ou indicação. E a pesquisa da IDC mostra que negar este suporte não é alternativa. A demanda parte dos executivos CXO (42%), alta gerência (43%) e gerentes (26%).

Não por acaso o número de acessos a sistemas corporativos, partindo de equipamentos adquiridos pelos funcionários, cresceu de 30,7% em 2010, para 40,7% em 2011. “Na América Latina, 43% das empresas autorizam o acesso a e-mails por smartphones pessoais, e 19% fazem o mesmo com tablets”, ressalta Crippa. “O usuário foi promovido a CIO e conta com um microambiente com equipamentos, plataformas, aplicativos etc.”, completa.

Além de ampliar o inferno astral das áreas de TI, a tendência cria um novo conceito: as nuvens pessoais, usadas por estes usuários para acessar seu próprio conteúdo onde ele estiver. Obviamente há uma série de benefícios embutidos aí, que vão desde a possibilidade de atrair e reter talentos até o aumento de produtividade e inovação dentro das empresas.

Mas que eles sejam tangíveis, há alguns desafios que precisam ser superados pelas áreas de TI, como:

- Segurança – precisa mudar seu foco da proteção de equipamentos para a proteção da informação. Essa é a principal preocupação de 83% dos CIOs, seguida pela propagação de vírus (56%).

- Conformidade – há que se definir papeis e responsabilidades. Está claro que as empresas são as responsáveis pela segurança e privacidade dos dados, mas o resto?

- Custo – para metade dos CIOs ouvidos pela IDC, conviver e suportar essa variedade de equipamentos vai aumentar os custos da área moderadamente (31%) ou drasticamente (19%).

- Cultura - como ensinar as pessoas a usar seus aparelhos? O que acontece se alguns tiverem permissão para usar e outros não? Quem é o responsável pela manutenção em caso de quebra?

Para Crippa, o mercado corporativo deve buscar respostas para estas questões o quanto antes. “O mercado está mudando muito rápido e as empresas não podem ser inflexíveis. Ao contrário, devem investir em tecnologias e serviços que deem mais segurança para os equipamentos que o CIO não controla”, afirma.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 29/09/2014 16:02
Google indenizará Barrichello em R$ 200 mil por perfis no Orkut

:: 29/09/2014 10:53
Anatel aprova transferência da Sky para AT&T

:: 25/09/2014 18:30
Ser 100% cloud foi estratégico para o plano global da Easy Taxi

:: 25/09/2014 10:19
Governo altera orientações sobre compra de ‘TI verde’

:: 24/09/2014 17:20
Qualidade em TI é a aposta da Radix para crescer em serviços

:: 24/09/2014 12:51
Ultrabooks ainda estão muito caros no Brasil

:: 23/09/2014 18:44
Trabalho móvel: Por que as empresas resistem?

:: 23/09/2014 17:30
Fora dos 700 MHz, Oi acentua carência por faixas abaixo de 1 GHz

:: 23/09/2014 13:57
Fraudes não são relevantes para lojas de comércio eletrônico

:: 23/09/2014 13:40
Ausência da Oi no leilão 4G: jogada de mestre ou xeque-mate no governo?




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Ceitec, estatal de semicondutores, abre concurso público

PRÓXIMA
RIC: Projeto 'encalha' no Ministério da Justiça



VII Fórum Executivo de TI 2014 - Cobertura especial do Convergência Digital
Petrobras avança no uso do big data

O gerente-executivo de TI e Telecom, Álvaro Martins, diz que há três projetos em andamento na companhia para a análise de dados em tempo real. Também adverte: "Não dá mais para tratar TIC como antes. Não dá para entregar aplicação rápida, se não garantir o mínimo de gestão".

» Distribuidora Ducsa usa o big data para conhecer melhor o cliente
» Simplificar é segredo do sucesso na área de Inovação em TI
» Cloud computing superou a fase dos projetos pilotos
» Grupo Ação cria unidade para treinar profissionais
» Orçamento de TI deve crescer 5% em 2015 no Brasil

Clique aqui e veja a cobertura completa

Soluções de TI Simples
CSOs montam força-tarefa contra 'ataques de um dia'

Desafio é impedir que o roubo de dados aconteça quando as correções estão sendo testadas e implementadas.

» Heartbleed: metade dos servidores está vulnerável à praga
» Heartbleed: 300 mil ataques em um único dia
» Mayen: você sabe o impacto desse malware no seu negócio?


Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições


Qualidade em TI é a aposta da Radix para crescer em serviços
:: 24/09/2014 :: Gestão

Empresa 100% nacional, contratou o ex-CIO do Grupo Libra, José Antonio Furtado, para conduzir os negócios. Um dos clientes é a Petrobras, que uma ferramenta capaz de monitorar a eficiência energética das unidades termoelétricas em tempo real e inferir a eficiência esperada das mesmas, possibilitando a rápida identificação de desvios operacionais.


Governo do Mato Grosso do Sul começa transição para ser 100% IP
:: 22/09/2014 :: Gestão

A Superintendência de Gestão da Informação (SGI) do Governo do Estado do Mato Grosso do Sul  contratou o sistema Univerge 3C, da NEC. Objetivo é interligar todos os órgãos para agilizar o processo de comunicação. Valores do contrato não foram revelados.


Cliente x Consumidor: ruído na comunicação trava relacionamento
:: 11/09/2014 :: Gestão

Pesquisa mostra que há um desalinhamento entre as expectativas do cliente e as iniciativas das companhias na área de comunicação. Um dos pontos críticos é a notificação automática de problemas.


Petrobras avança no uso do big data
:: 09/09/2014 :: Gestão

O gerente-executivo de TI e Telecom, Álvaro Martins, diz que há três projetos em andamento na companhia para a análise de dados em tempo real. Também adverte: "Não dá mais para tratar TIC como antes. Não dá para entregar aplicação rápida, se não garantir o mínimo de gestão".



Cobertura em vídeo do Convergência Digital


MiM: você já ouviu falar?

Master in Management. Esse é o curso que começa a conquistar os estudantes no mundo.

» Geração Z exige um novo olhar no trabalho
» Três entre quatro profissionais de TI querem mudar de emprego






Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!