Cloud ComputingConvergência Digital
Para IDC, é hora dos aplicativos complexos irem para a nuvem

Convergência Digital - Hotsite Cloud Computing
:: Fabio Barros :: 10/04/2012

A IDC realizou nesta terça-feira, 10, em São Paulo, o IDC LA Cloud Solutions Road Show. Reunindo fornecedores de produtos e serviços, a consultoria avaliou as tendências para o conceito e, mais que isso, sua evolução até aqui.

Desde o ano passado, a IDC vinha defendendo que a computação em nuvem personifica a terceira era da TI – depois do mainframe e do PC – e que tem como marca a popularização de aplicativos, plataformas, diferentes dispositivos e modelos distintos de entrega de serviços. Para a consultoria, o conceito avançou muito nos últimos doze meses.
 
“Em apenas um ano o mercado avançou tremendamente em termos de maturidade de adoção. As empresas usuárias de nuvem ainda não são maioria, mas o avanço é claro”, afirma Mauro Peres, presidente da IDC Brasil. Para comprovar a tese, Ricardo Villate, vice-presidente de pesquisas e consultoria da IDC para a América Latina, apresentou um estudo que constatou:

• 80% das empresas da região já reconhecem o cloud computing como modelo de migração de aplicações.

• 12% já implementaram soluções na nuvem e, desse número, 5% estudam expansão dessa tecnologia.

• Entre as companhias que contam com soluções em cloud, 10% estão na nuvem privada, 6% na pública e 4% na híbrida.

• Entre as 3,5 mil maiores empresas da região, o modelo privado prevalece com 21%, enquanto 12% estão na pública e 11% na híbrida.

• As principais preocupações das empresas com a nuvem ainda são a segurança (56%), custo (29%) e regulamentação (18%).

“Existem novos paradigmas de adoção de tecnologia que podem transformar os processos. O mercado está mais maduro e partindo para um modelo consistente de contratação”, avalia Villate.

Outro estudo, apresentado por Anderson Figueiredo, gerente de pesquisa e consultoria da IDC Brasil, aponta que a virtualização e automatização são os caminhos mais naturais para adoção de serviços no modelo IaaS e PaaS (infraestrutura e plataforma como serviço). De março a novembro de 2011, a IDC perguntou aos executivos das empresas se elas utilizam internamente algum serviço em cloud e 20% utilizam e-mail na nuvem, seguido de editores de texto e planilhas com 7%.

A previsão da consultoria é que, em 2012 e 2013, o conceito deve evoluir para aplicativos mais complexos, como os ERPs. “Depois do período de avaliação do modelo de nuvem, este ano, as empresas começarão a migrar soluções inteligentes para ambientes de nuvem, como BI, CRM e ERP”, diz. “Dos 41 cases de sucesso de implementação de cloud inscritos para esse evento, 50% tratam de aplicações sensíveis de áreas estratégicas das empresas”, revelou.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

 Matérias relacionadas com o assunto Cloud Computing  

:: 19/11/2014 17:03
Startups Open Source na mira da Microsoft

:: 17/11/2014 16:22
Brasil: PMEs querem a nuvem

:: 13/11/2014 15:45
Futebol + nuvem: Microsoft e Real Madrid se unem no Brasil

:: 12/11/2014 17:10
Nuvens múltiplas: realidade em 2015?

:: 06/11/2014 11:03
Nuvem pública resiste à pressão com o suporte do consumidor final

:: 05/11/2014 17:26
Explosão de dados: tráfego de data center chegará a 553 exabytes na AL

:: 05/11/2014 16:15
Integração: maior desafio para o uso da nuvem

:: 04/11/2014 10:02
Desenvolvedores serão o carro-chefe da nuvem pública

:: 30/10/2014 16:21
CFO abre o bolso para as compras digitais

:: 28/10/2014 17:40
Microsoft e Open Stack são novas frentes da EMC

Soluções de TI Simples
Profissional descuidado põe em risco o BYOD

2015 é classificado como um ano 'perigoso' para os gestores da Segurança da Informação.

» Brasil tem escola para o cibercrime
» Wi-Fi público: Você está consciente dos riscos?
» Brasil segue sem política de segurança para BYOD

Opinião
Sobrecarga de dados – um problema, muitas soluções
:: Por Nelson Wang*


VídeosMais vídeos




Destaques

Cientista de dados não é um analista de negócio

Especialista ganha corpo e destaque na estratégia das corporações.


Nuvem ainda está fora dos planos de muitas empresas no Brasil

Pesquisa, feita com 400 companhias, mostra que boa parte delas não quer usar cloud.


Big data: Uso dos 'dados vivos' vira obra de arte

Artista inglesa diz que interesse pelos dados veio pós-denúncias de Edward Snowden.


Para gestores de TI, nuvem corporativa é muito cara no Brasil

Executivos dizem ainda que já sofreram violação de dados por culpa parcial do provedor de nuvem.


Big data vai crescer seis vezes mais que TI até 2018

Expectativa é que o mercado movimente US$ 41,5 bilhões nos próximos quatro anos.


Copyright © 2014 Convergência Digital            Todos os direitos reservados.            É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.