Cloud ComputingConvergência Digital
Para IDC, é hora dos aplicativos complexos irem para a nuvem

Convergência Digital - Hotsite Cloud Computing
:: Fabio Barros :: 10/04/2012

A IDC realizou nesta terça-feira, 10, em São Paulo, o IDC LA Cloud Solutions Road Show. Reunindo fornecedores de produtos e serviços, a consultoria avaliou as tendências para o conceito e, mais que isso, sua evolução até aqui.

Desde o ano passado, a IDC vinha defendendo que a computação em nuvem personifica a terceira era da TI – depois do mainframe e do PC – e que tem como marca a popularização de aplicativos, plataformas, diferentes dispositivos e modelos distintos de entrega de serviços. Para a consultoria, o conceito avançou muito nos últimos doze meses.
 
“Em apenas um ano o mercado avançou tremendamente em termos de maturidade de adoção. As empresas usuárias de nuvem ainda não são maioria, mas o avanço é claro”, afirma Mauro Peres, presidente da IDC Brasil. Para comprovar a tese, Ricardo Villate, vice-presidente de pesquisas e consultoria da IDC para a América Latina, apresentou um estudo que constatou:

• 80% das empresas da região já reconhecem o cloud computing como modelo de migração de aplicações.

• 12% já implementaram soluções na nuvem e, desse número, 5% estudam expansão dessa tecnologia.

• Entre as companhias que contam com soluções em cloud, 10% estão na nuvem privada, 6% na pública e 4% na híbrida.

• Entre as 3,5 mil maiores empresas da região, o modelo privado prevalece com 21%, enquanto 12% estão na pública e 11% na híbrida.

• As principais preocupações das empresas com a nuvem ainda são a segurança (56%), custo (29%) e regulamentação (18%).

“Existem novos paradigmas de adoção de tecnologia que podem transformar os processos. O mercado está mais maduro e partindo para um modelo consistente de contratação”, avalia Villate.

Outro estudo, apresentado por Anderson Figueiredo, gerente de pesquisa e consultoria da IDC Brasil, aponta que a virtualização e automatização são os caminhos mais naturais para adoção de serviços no modelo IaaS e PaaS (infraestrutura e plataforma como serviço). De março a novembro de 2011, a IDC perguntou aos executivos das empresas se elas utilizam internamente algum serviço em cloud e 20% utilizam e-mail na nuvem, seguido de editores de texto e planilhas com 7%.

A previsão da consultoria é que, em 2012 e 2013, o conceito deve evoluir para aplicativos mais complexos, como os ERPs. “Depois do período de avaliação do modelo de nuvem, este ano, as empresas começarão a migrar soluções inteligentes para ambientes de nuvem, como BI, CRM e ERP”, diz. “Dos 41 cases de sucesso de implementação de cloud inscritos para esse evento, 50% tratam de aplicações sensíveis de áreas estratégicas das empresas”, revelou.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

 Matérias relacionadas com o assunto Cloud Computing  

:: 15/08/2014 13:54
Apple contrata China Telecom para guardar dados

:: 13/08/2014 17:13
Aplicativo usa nuvem para gestão de histórico médico

:: 11/08/2014 10:22
Nuvem substitui tradicionais tokens

:: 04/08/2014 10:44
Guarda de dados: Maioria dos paulistanos não confia nos provedores

:: 31/07/2014 09:45
Uso da nuvem agiliza obra do BRT em Brasília

:: 28/05/2014 10:13
Globalweb investe em centros de treinamento

:: 21/05/2014 10:30
Armazenamento é a aplicação mais procurada na nuvem brasileira

:: 12/05/2014 10:03
Big data dá fôlego ao IaaS

:: 28/10/2013 11:43
Para EMC, computação em nuvem revigora o papel da TI

:: 21/10/2013 20:22
Para deter os EUA, Brasil e Europa negociam regras comuns para computação em nuvem

Soluções de TI Simples
Cibersegurança está fora da rota das empresas no Brasil

Levantamento mostra que 58% das empresas entrevistadas não têm e não planejam ter qualquer tipo de educação para seus funcionários na área de segurança cibernética.

» Brasileiro gasta, em média, meia hora com redes sociais
» CSO: pronto para assumir a culpa nas violações da segurança
» Não deixe a TI causar um estrago incalculável

Opinião
Como será a rede SDN na América Latina?
:: Por Hector Silva*

VídeosMais vídeos



Destaques

Big Data terá investimento de R$ 853 milhões no Brasil

Os datacenters responderão por 20% das compras de servidores em 2014.


Privacidade: Bancos revisam termos de uso para evitar conflitos

"Precisamos deixar claro até que ponto os dados dos correntistas serão usados e para quê serão usados", diz Monica Oliveira, Gerente Executiva na Gerência de Riscos e Segurança de TI.


Marco Civil: Saúde decide que o dado pertence ao cidadão

"O dado não é do médico. O dado não é do hospital. O dado é do cidadão. Isso pode parecer trivial, mas não era assim", frisou o diretor de Tecnologia do Datasus, Augusto Gadelha. Segundo ele, o Registro Único de Saúde só avançará se a privacidade do cidadão for respeitada.


Com big data, Governo deve cruzar dados com redes sociais

A afirmação é do diretor de Operações do Serpro, Wilton Motta. Segundo ele, a riqueza de informações das redes sociais permite, por exemplo, aperfeiçoar uma política nacional de segurança.


'Donos' dos dados travam estratégia do governo para big data

"O dado não é do ministério. É do Estado", diz o diretor de operações do Serpro, Wilton Motta.


Copyright © 2014 Convergência Digital            Todos os direitos reservados.            É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.