Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Gestão

RIC: Projeto 'encalha' no Ministério da Justiça

:: Da redação
:: Convergência Digital :: 10/04/2012

Lançado há mais de um ano pelo Ministério da Justiça, o Registro de Identidade Civil (RIC), que deveria substituir a carteira de identidade de pelo menos 2 milhões de pessoas, ainda não saiu do papel. De acordo com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, um problema de execução no programa prejudicou a emissão dos cartões com chip.

“Houve um problema de execução, inclusive do cartão, que, acredito eu, possa ser resolvido em um curto espaço de tempo. Há um atraso nesse programa, mas é justificável”, explicou o ministro. A nova identidade é um cartão magnético, com impressão digital e chip eletrônico, que incluirá informações como nome, sexo, data de nascimento, foto, filiação, naturalidade e assinatura, entre outros dados. A estimativa do Ministério da Justiça é que a substituição da carteira de identidade seja feita ao longo de dez anos.

De acordo com Cardozo, o RIC estava sendo implementado pelo ex-secretário executivo, Luiz Paulo Barreto. Com a troca de comando da secretaria, o programa passará a ser responsabilidade da nova secretária executiva, Márcia Pelegrini, empossada nesta segunda-feira, 09/04. “É um programa complexo, conta com a necessidade de uma pactuação com os estados. Ele [o projeto] andou, mas acho que ainda falta muito.”

Em dezembro de 2010, além da cerimônia de lançamento, foram veiculadas campanhas publicitárias em rede nacional de rádio e TV. O objetivo, na época, era implantar o projeto piloto em Brasília, Salvador, Hidrolândia (GO), Nísia Floresta (RN), Rio Sono (TO), no Rio de Janeiro e na Ilha de Itamaracá (PE).

Os moradores dessas cidades, contemplados na etapa inicial, seriam escolhidos aleatoriamente e receberiam uma carta indicando a possibilidade de troca do RG pelo RIC. Pelo menos 125 mil pessoas receberiam o RIC nessa primeira etapa. Segundo o ministério, o investimento no primeiro ano alcançaria cerca de R$ 90 milhões.

“Pedimos um relatório atualizado para que, diante da saída do Luiz Paulo Barreto, possamos tomar pé da situação e fixarmos um cronograma bastante rígido. Vamos esperar esse relatório para vermos que medidas poderemos tomar”, disse o ministro da Justiça. De acordo com Cardozo, ainda não há previsão para a implantação total do programa nem para a troca das cédulas da carteira de identidade pelo RIC.

*Fonte: Agência Brasil

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 16/10/2013 08:54
RIC empaca e São Paulo cria projeto próprio para nova identidade

:: 10/04/2012 12:45
RIC: Projeto 'encalha' no Ministério da Justiça




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Consumerização pressiona gestores de Tecnologia

PRÓXIMA
Governo define uso da CNDT nas licitações públicas



VII Fórum Executivo de TI 2014 - Cobertura especial do Convergência Digital
Petrobras avança no uso do big data

O gerente-executivo de TI e Telecom, Álvaro Martins, diz que há três projetos em andamento na companhia para a análise de dados em tempo real. Também adverte: "Não dá mais para tratar TIC como antes. Não dá para entregar aplicação rápida, se não garantir o mínimo de gestão".

» Distribuidora Ducsa usa o big data para conhecer melhor o cliente
» Simplificar é segredo do sucesso na área de Inovação em TI
» Cloud computing superou a fase dos projetos pilotos
» Grupo Ação cria unidade para treinar profissionais
» Orçamento de TI deve crescer 5% em 2015 no Brasil

Clique aqui e veja a cobertura completa

Soluções de TI Simples
Preparado para morar numa casa inteligente?

Mais e mais dispositivos estão sendo conectados, mas ainda há pontos que desafiam a indústria, entre eles, segurança e privacidade.

» Seu celular foi roubado. Sua empresa já foi comunicada?
» Malware como Serviço expôs mais de 1,1 milhão de endereços IP
» CIO: Sua empresa está preparada para nova era da TI?


Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições


Cliente x Consumidor: ruído na comunicação trava relacionamento
:: 11/09/2014 :: Gestão

Pesquisa mostra que há um desalinhamento entre as expectativas do cliente e as iniciativas das companhias na área de comunicação. Um dos pontos críticos é a notificação automática de problemas.


Petrobras avança no uso do big data
:: 09/09/2014 :: Gestão

O gerente-executivo de TI e Telecom, Álvaro Martins, diz que há três projetos em andamento na companhia para a análise de dados em tempo real. Também adverte: "Não dá mais para tratar TIC como antes. Não dá para entregar aplicação rápida, se não garantir o mínimo de gestão".


Redes sem fio crescem 30% e impõem reciclagem de switches e routers
:: 25/08/2014 :: Gestão

Organizações reforçam arquiteturas de rede para suportar mobilidade empresarial e estruturas que usam computação em nuvem.


Acesso à Informação: Falta transparência na prestação de contas ao cidadão
:: 19/08/2014 :: Gestão

Nenhuma capital brasileira tem prestação exemplar de contas ao cidadão. É o que mostra recente pesquisa feita pela ONG Inesc.



Cobertura em vídeo do Convergência Digital


EAD: USP e Unicamp aderem à plataforma gratuita

Coursera, da Universidade de Stanford, disponibiliza mais de 700 cursos gratuitos.

» Geração Z exige um novo olhar no trabalho
» TI puxa alta de salários no Brasil






Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!