Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

WiMAX agoniza com 4G batendo à porta

:: Ana Paula Lobo*
:: Convergência Digital :: 10/04/2012

Apesar de em 2011 ter registrado um crescimento de 14% na base de assinantes - chegando a 25 milhões, as operadoras relegaram o WiMAX a um segundo plano nos seus negócios e estão restringindo a adição de novos consumidores, selando assim o destino da tecnologia, destaca a analista Cintia Garza, da Maravedis. Muitas teles jogam a toalha, abandonam seus projetos e preveem migração para o LTE. E nesse jogo, a América Latina é a grande força para o 4G em 2012, sustenta ainda a consultoria.

Isso porque, explica Cintia Garza, Colômbia, Chile, México e Brasil mantém o propósito de fazer a venda de espectro e, caso esses editais se concretizem, novas redes serão construídas na região. A previsão da Maravadis é que o LTE somou 12 milhões de assinantes em 2011 e passará a 469 milhões, em 2016, o que significará um impulso significativo de 4500% na base de usuários.

Segundo ainda a consultoria, hoje, 224 operadoras móveis estão comprometidas com redes LTE mundialmente, sendo que destas 193 estão com FDD-LTE e 31 operadoras com TD-LTE. Neste ritmo, inclusive, 75% dos 469 milhões de assinantes previstos para 2016 serão usuários do FDD-LTE ( 350 milhões). Na América Latina, cinco redes comerciais de LTE foram anunciadas - UNE (Colômbia), Antel (Uruguai), Sky (Brasil), One Mobile (Porto Rico) e Claro (Porto Rico e outros países da região).

Enquanto o LTE cresce e aparece, o WiMAX agoniza. Fabricantes como Nokia Siemens e Motorola jogaram a toalha e abandonaram os negócios na área. Segundo a Maravids, o ano de 2011 foi trágico - quase uma sentença de morte - para a tecnologia. O ritmo de crescimento de usuários - de 25% a 30% mantido nos últimos anos, caiu drasticamente, ficando em apenas 14%.

Para Cintia Garza, analista da consultoria, o WiMAX, hoje, é tão somente uma opção para o provimento de serviços fixos por parte das teles, como forma de ampliar a capacidade dos backbones para sustentar a oferta de banda larga, deixando de ser um 'rival' para o LTE no mundo da quarta geração da telefonia móvel celular.

*Com informações da Maravadis

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 10/04/2012 08:00
WiMAX agoniza com 4G batendo à porta




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Nos EUA, teles se unem contra roubo de celulares

PRÓXIMA
TIM alerta para risco e diz que leilão 4G é uma 'iniciativa prematura'



Veja edição 11 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 11

Na discussão sobre o que vai prevalecer — fibra óptica ou rádio — na construção das infraestruturas, vence quem souber explorar o que cada tecnologia tem de melhor a oferecer.

Veja também: Cidades Digitais: Governo convoca provedores; A transição da IANA foi destaque no ICANN#51; Billing das coisas: quando cobrar certo será o diferencial; e muito mais.

Clique aqui para ver outras edições

58 Painel Telebrasil 2014
Por um Brasil Digital, teles pedem adoção de medidas urgentes

O Brasil pode chegar em 2018 entre as 30 economias mais competitivas do mundo, mas para isso precisa implantar uma série de ações num curto prazo de tempo, pontua estudo da LCA Consultores.

CDTV Anatel e teles debatem 'mão pesada' na regulação do setor
CDTV "Estamos na idade de pedra no uso de aplicativos", diz o presidente da Vivo
CDTV Indústria de aplicativos vira alvo da política de TICs da Colômbia
Clique aqui e veja a cobertura completa do evento


Anatel quer menos orelhões do que antes da privatização do setor
:: 26/11/2014 :: Telecom

Segundo a Icatel, que chegou a ser a maior empresa mundial de telefones públicos, agência se vale de dados distorcidos para sustentar nova redução na planta. Corte da agência levará número de aparelhos para 302 mil - menos que os 366 mil existentes em 1995, ainda sob o sistema Telebrás.


Teles investirão US$ 193 bi e respondem por 4,5% do PIB na AL
:: 25/11/2014 :: Telecom

Crescimento projetado para o tráfego de dados móveis na região é de 66% até 2018. Redes 4G vão dominar os recursos em infraestruturas. Mas teles terão de fazer um dever de caso: a receita vai enxugar dos 7% registrados nos últimos cinco anos, para 2%, até 2020.


Para UIT, Brasil ainda tem tarifa celular mais cara do mundo
:: 24/11/2014 :: Telecom

Nas contas da agência da ONU, o preço cobrado na telefonia móvel no país segue no topo do ranking com 166 países.Em outubro, o SindiTelebrasil, antecipando-se, contestou a metodologia usada pela UIT. para definir esse custo."Eles usam o valor máximo da Anatel", disse o diretor executivo do SindiTelebrasil, Eduardo Levy.

» Anatel diz que preço médio do minuto de celular é de R$ 0,16

Teles prometem que Lei das Antenas vai “melhorar muito a qualidade do celular”
:: 21/11/2014 :: Telecom

Mesmo com mudança no dispositivo que garantia o licenciamento de infraestrutura por decurso de prazo, sindicato nacional das operadoras garante que os ganhos com a redução na burocracia serão sentidos pelos consumidores. “Não é o ideal, mas é um avanço", afirma Eduardo Levy. 




Redes 2G respondem por 60% das conexões móveis na América Latina

O 4G fica com 1% das conexões de banda larga móvel na região em 2014, revela estudo da GSMA.

» Consumo de dados crescerá 128% e pulará para 6,1 bilhões em 2020


A TV está morrendo!
:: Por Eduardo Prado

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital






Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!