Home - Convergência Digital

De olho em LTE no 450 MHz, Anatel deve adiar início da cobertura

Convergência Digital - Carreira
:: Luís Osvaldo Grossmann e Luiz Queiroz - 09/04/2012

Na próxima quinta-feira, 12/4, a Anatel pretende aprovar o texto definitivo do edital das faixas de 450 MHz e 25 GHz, a ser realizado antes do fim de maio. E embora a essência da proposta enviada à consulta pública permaneça, alguns prazos para o cumprimento de obrigações serão ampliados, além de da previsão de operações regionais com as frequências.

“As metas com certeza existirão. O que estamos avaliando é algum nível de flexibilização. As Copas, das Confederações e do Mundo, têm data para acontecer, então os prazos das cidades-sedes têm que ser mantidos. Mas cabem ajustes, inclusive nas obrigações das áreas rurais”, explica o relator do edital, Marcelo Bechara.

Uma das possibilidades é a definição de um degrau intermediário nas metas relacionadas à 4G. Por enquanto, até o fim de 2015 as cidades com mais de 100 mil habitantes devem estar cobertas, mas essa etapa deve ser adiada com a inclusão, antes, da cobertura em cidades com mais de 200 mil habitantes.

Esse degrau intermediário já foi objeto de discussões mesmo com outros conselheiros, mas o relator quer modificar, ainda, alguns prazos relativos às obrigações da área rural, atreladas, portanto, à faixa de 450 MHz. “Hoje só temos 450 MHz em CDMA, mas com o desenvolvimento do CPqD, ela vai ser otimizada”, diz o relator.

A ideia, assim, é sinalizar ao mercado um tempo um pouco maior para o início das implantações, de sorte que até lá mature o protótipo que o CPqD desenvolve para o uso de equipamentos de quarta geração – LTE – na faixa de 450 MHz, o que garantiria velocidades muito mais altas das que estão sendo obtidas hoje nos testes na frequência.

Há limites para isso, no entanto. O Decreto presidencial com as metas de universalização (7512/2011), fixa para dezembro de 2015 o prazo para que o acesso individual esteja acessível na área rural a até 30 km das sedes municipais. Ou seja, nessa data todos os clientes da região mencionada deverão ver atendidos seus pedidos de instalação de linhas.

Saiba mais sobre como a Anatel vislumbra o 4G no 450MHz, na entrevista concedida pelo conselheiro Marcelo Bechara à CDTV, do Convergência Digital.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

LEIA TAMBÉM:

24/07/2014
4G cresce 110% em seis meses. Modems 3G não param de cair

24/07/2014
Base 3G incorpora 4,47 milhões de celulares em junho

21/07/2014
3G Brasil: cobertura ainda não existe para 1861 municípios

17/07/2014
700 MHz: edital reduz cobertura rural e muda exigência de equipamentos nacionais

17/07/2014
700 MHz: Teles terão controle sobre dinheiro do ressarcimento às TVs

17/07/2014
Um entre três smartphones já usa o 4G

15/07/2014
Novo relator, Walter Pinheiro (PT-BA) quer texto original da Lei das Antenas

15/07/2014
Anatel vai aprovar edital de 700 MHz sem divulgar valor do leilão

15/07/2014
700 MHz: 4G em São Paulo e Rio de Janeiro só no fim de 2018

14/07/2014
Claro e Vivo acirram disputa pela liderança no 4G

Destaques
Destaques

700 MHz: Teles terão controle sobre dinheiro do ressarcimento às TVs

Ao aprovar versão final do edital da faixa de 700 MHz, Anatel se cerca de cuidados. Radiodifusores emplacaram distribuição de antenas externas aos mais pobres e carência de um ano entre desligamento analógico e uso do LTE. Empresa constituída pelas operadoras móveis vai administrar transição para a TV Digital.

700 MHz: 4G em São Paulo e Rio de Janeiro só no fim de 2018

Condição foi imposta no edital aprovado pela Agência.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

M-commerce: como evitar as fraudes e os riscos

:: Por Paulo Abreu*


Copyright © 2014 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site