NEGÓCIOS

Mercado corporativo responde por 48,4% dos gastos com TI na América Latina

Da redação ... 05/04/2012 ... Convergência Digital

De acordo com dados do Gartner, a América Latina irá gastar US$ 326 bilhões com tecnologia da Informação em 2012, sendo que US$ 157,7 bilhões serão oriundos dos negócios empresariais. Já o mercado de bens de consumo gerará US$ 168 bilhões em receita no ano. Computação na nuvem e mobilidade estão na lista de prioridade dos gastos. Os países emergentes, assegura ainda a consultoria, vão gastar US$ 1,22 trilhão com TI este ano.

Segundo ainda a consultoria, América Latina, Ásia/Pacífico [excluindo Japão, Austrália, Nova Zelândia, Cingapura, Coreia do Sul, Hong Kong e Taiwan], Oriente Médio e África [com exceção de Israel), e Europa Central e Oriental, seguem demonstrando força positiva na adoção de TI, apesar da desaceleração econômica e um elevado grau de incerteza financeira. Essas regiões serão responsáveis por 31% dos gastos mundiais com TI.

"Brasil, Rússia, Índia, México e China continuam a direcionar dinheiro em tecnologia da informação, concentrando mais da metade do investimento dos mercados emergentes neste ano”, afirma Luis Anavitarte, vice-presidente de pesquisa e chefe de pesquisa de mercados emergentes do Gartner. Segundo ele, 17% dos gastos serão gerados por esses países, movimentando US$ 658 milhões.


OAB diz que veto ao UBER também proíbe apps de táxis no Distrito Federal

Entidade encaminhou um parecer ao governador Rodrigo Rollemberg solicitando o veto ao PL 282/2015, que foi feito para proibir o UBER, mas afeta toda a inovação, segundo a OAB.

Windows 10: Microsoft centra atenção na loja de aplicativos

Para clientes corporativos, o novo sistema operacional só estará disponível no dia 1 de agosto. A atualização é gratuita para quem tem Windows 7 ou Windows 8.1.

NEC vence licitação para Centro Aquático dos Jogos Olímpicos do Rio

Fabricante vai implementar e integrar sistemas de automação às diversas tecnologias utilizadas na unidade, que receberá até 18 mil espectadores.

Acordo na OMC vai zerar tarifas em cerca de 200 produtos de TI. Brasil está fora

Tratativas para ampliar o acordo, originalmente firmado em 1996, envolve 54 países e inclui itens como semicondutores, aparelhos de GPS e videogames. Mesmo de fora, o Brasil poderá ter algum benefício dessa medida.

ITAG garante RFID para microempresas via cartão BNDES

Radiofrequência padrão GS1 pode ser adquirida com o cartão da instituição financeira do governo federal junto a empresa homologada pela Associação Brasileira de Automação.