INTERNET

Planejamento cede à Telebras uso de fibras da Infovia Brasília

Luís Osvaldo Grossmann ... 04/04/2012 ... Convergência Digital

Telebras e Ministério do Planejamento firmaram um acordo de cooperação que prevê a cessão de uso de fibras ópticas que fazem parte da Infovia Brasília – rede administrada pelo Serpro que conecta boa parte dos órgãos públicos na capital.

Em contrapartida, o acerto com a Secretaria de Logística e TI do Ministério do Planejamento prevê o uso do datacenter da Telebras para hospedagem de alguns portais da administração: o Portal do Software Público, assim como os das comunidades de municípios e de padronização desses programas; e o Portal do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP).

Além disso, a Telebras será responsável pela expansão da Infovia – hoje concentrada no Plano Piloto (área central e asas) de Brasília – para outros pontos do Distrito Federal. Por enquanto, nenhuma parte do acordo envolve repasse de recursos.

“Estamos cedendo capacidade disponível da Infovia e a Telebras vai hospedar sistemas que já compreendem milhares de usuários, além de expandir a rede, algo que a Telebras já está fazendo”, explica o secretário de Logística e TI, Delfino Natal de Souza.

Os pares cedidos à estatal são de fibras apagadas, nas quais a própria Telebras está instalando os equipamentos de transmissão. Na prática, a empresa entra no “consórcio” informal de uso dessas fibras, do qual também fazem parte o próprio Serpro e a Rede Nacional de Pesquisa (RNP).

A Infovia Brasília já é utilizada por diferentes órgãos públicos da administração federal para a substituição de contratos de telefonia, por exemplo, por uma operação com base em VoIP. O acerto com a Telebras, no entanto, ainda não envolve a prestação de serviços, apenas infraestrutura.


'Tudo sobre todos': bloqueio imposto pela justiça às teles pode virar 'jogo de gato e rato'

O bloqueio do site poderá levar dias para ser aplicado, admitiu o procurador do RN, Kleber Martins. Para o advogado Walter Capanema, a medida é correta técnicamente, mas pode virar um paliativo. Mas para o advogado Paulo Rená, a sentença não reconhece a escala global da Internet.

Google enfrenta Justiça e se recusa a globalizar 'direito de ser esquecido'

Empresa norte-americana adota eliminação seletiva de conteúdo e descumpre, segundo reguladores da França, a setença determinada em setença pelo Tribunal de Justiça Europeu, em maio passado. No Brasil, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/Rio) apresentou um projeto semelhante, mas ele não foi adiante.

Justiça diverge ao tipificar punição ao Facebook por conteúdo indevido

Sentenças no Brasil não têm tido uma mesma diretriz, especialmente, em tipificar possíveis danos morais por parte da rede social.

Governo da Índia indica que vai proibir Internet.org

Relatório ainda parcial do governo diz que “provedores de conteúdo ou aplicações não podem ser autorizados a atuar como ‘porteiros’ mesmo sob ostensivo propósito público”.

Revista Abranet 13 . Junho 2015
Veja edição 13 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet Pesquisa inédita encomendada pela Abranet ao IBPT mostrou a relevância do segmento de Internet, cujas empresas faturaram R$ 144,7 bilhões em 2014. No período de 2012 a 2014, foram gerados 51.180 novos postos de trabalho, um incremento de 17,5%.
Clique aqui para ver outras edições