NEGÓCIOS

Guerra do ICMS: Estados não cedem e governo adia votação

Convergência Digital ... 04/04/2012 ... Convergência Digital

O projeto que unifica o ICMS interestadual foi retirado da pauta da Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Ele seria votado nesta quinta-feira, 04/04, mas não houve acordo na reunião realizada entre governo e Estados. A Fazenda propõe uma alíquota de 4% nacional para encerrar a guerra fiscal, mas os Estados resistem, como é o caso do Rio de Janeiro, que se mostrou 100% favorável ao embate, conforme matéria publicada no Convergência Digital (http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=29891&sid=5).

A decisão de retirar o projeto da pauta da Comissão do Senado foi tomada pela ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e pelo presidente da CCJ, senador Eduardo Braga (PMDB-AM). Eles disseram que não foi possível chegar a um consenso em torno do assunto, depois de mais de duas horas de reunião, realizada na noite desta terça-feira, 03/04.

Atualmente, nas transações interestaduais o ICMS recolhido é dividido entre o estado de origem da mercadoria e o de destino. A regra também atinge os produtos importados. Nesse caso, o estado de origem é aquele por onde o bem entrou.Em função disso, alguns estados passaram a diminuir a alíquota do ICMS para produtos importados com o objetivo de atrair empresas que se beneficiam dessa medida. Os estados de Goiás, do Espírito Santo e de Santa Catarina estão entre os que reduziram a alíquota para produtos importados. A unificação do ICMS interestadual eliminaria esse dispositivo, mas provocaria perdas para os estados de origem.
 

 


Revista Alianza Latinoamericana de Medios TIC . Novembro 2015
Veja a revista Alianza Latinoamericana de Medios TIC Economia Digital: Está na hora da América Latina estimular o desenvolvimento do ecossistema para aproveitar as possibilidades de um planeta hiperconectado.
Clique aqui para ver outras edições
Resiliência e Segurança
Se a TI parar quanto essa falha vai custar para o seu negócio?

Estudo adverte aos gestores de TI: se a resiliência não for integrada na adoção inicial de cloud, as organizações estarão aceitando riscos, quer realizem isso ou não.

Alcatel Lucent Enterprise quer levar modelo da nuvem para as redes locais

O modelo de pagar por utilização pela porta do switche está sendo trabalhado para ser adotado no Brasil, revela Nuno Ribas, vice-presidente de vendas para a América Latina e Caribe da ALE. Marca Alcatel Lucent permanecerá em uso pela companhia pelo menos até o fim de 2018.

Informática e Comunicação derrubam indústria de eletrônicos em 2015

Como demonstra a Abinee, desempenho do setor foi pior do que da indústria em geral. Apenas entre eletrônicos, o tombo acumulado foi de 30%.


Acompanhe a Cobertura Especial do RioInfo 2015

TIC é a ferramenta para o Brasil superar o momento econômico

Rio Info 2015 projeta gerar R$ 16,5 milhões em novos negócios nos próximos 12 meses, muitos a partir de alianças e parcerias nacionais e internacionais, revelam os diretores do TI Rio, Benito Paret, e da RioSoft, Alberto Blois.


Acompanhe a Cobertura Especial do RioInfo 2015

Acompanhe a Cobertura Especial do EMC Forum 2015

EMC Brasil: 2016 será um ano desafiador para o mercado de TI

Presidente da empresa, Carlos Cunha, salienta que o big data obrigou aos fornecedores pensarem diferente. "Treinei minha equipe para negócios. Não quero mais só vendedores". Já os clientes, o momento é de colocar a mão na massa. "Não basta planejar, é preciso iniciar", acrescentou.


Acompanhe a Cobertura Especial do EMC Forum 2015

  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G