Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

Desoneração de redes implicará em renúncia fiscal de R$ 3,8 bilhões

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 03/04/2012

O Ministério das Comunicações calcula em R$ 3,8 bilhões a renúncia fiscal a ser causada por novos investimentos em redes de telecomunicações até dezembro de 2016. Para o governo, as medidas farão com que as empresas antecipem investimentos, elevando em R$ 18 bilhões o que o setor aplicaria no período.

É por essa antecipação que foram mantidas algumas metas já anteriormente projetadas, como a ampliação da rede pública de fibras ópticas – a cargo da Telebras – ou o avanço da banda larga móvel. “A ideia é chegarmos a 60 milhões de acessos móveis, 3G e 4G, antes de 2014”, explica o diretor de indústria, ciência e tecnologia do Minicom, José Gontijo.

A partir da Medida Provisória que cria o regime tributário especial para as redes, o Minicom espera até o fim de abril concluir a regulamentação – já existe uma minuta pronta. É no regulamento que serão explicitadas as oito arquiteturas de redes contempladas – metropolitanas, backhaul, zona rural, etc.

Segundo Gontijo, a dinâmica para a obtenção dos benefícios fiscais será simples. Com a regulamentação, será disponibilizado um formulário para as empresas interessadas, onde devem explicar o projeto, prever quais os equipamentos nacionais serão utilizados e as contrapartidas – investimentos em áreas menos rentáveis.

A aprovação do Minicom se dará com base nessas informações. A partir daí, as empresas devem se habilitar junto ao Ministério da Fazenda para usufruir das isenções fiscais – PIS, Cofins e IPI. É quando as isenções passam a valer, ainda que o projeto beneficiado só seja iniciado posteriormente.

“Haverá um prazo de até meados de 2013 para que os projetos sejam submetidos”, disse Gontijo. Isso porque a expectativa é que as obras estejam concluídas até o fim de 2016, quando também termina a validade dos benefícios fiscais.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 31/07/2014 17:36
Claro vai integrar operações da Net e da Embratel

:: 30/07/2014 13:35
Level 3 reforça estratégia de Comunicação Unificada no Brasil

:: 30/07/2014 12:10
Comércio eletrônico: varejo não está preparado para os smartphones

:: 30/07/2014 11:45
Anatel se impõe metas anuais, com foco em contratos de compartilhamento

:: 30/07/2014 10:05
Para PGR, acesso a registros telefônicos não exige ordem judicial

:: 29/07/2014 16:58
Espionagem faz China apertar o cerco à Microsoft, Google e Apple

:: 29/07/2014 16:14
TV paga:'Gatonet' migra para o serviço DTH de satélite

:: 29/07/2014 11:26
CVM será o fiel da balança na fusão Oi e Portugal Telecom

:: 29/07/2014 11:04
IBM assume operações da Scopus junto ao Bradesco

:: 29/07/2014 10:00
OTTs têm dificuldades para crescer no Brasil




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Telebras aprova nome "BR1Sat" para empresa criada em parceria com Embraer

PRÓXIMA
Desonerações não mudam metas da rede pública ou acessos móveis



Rio Cidade Inteligente + Rio Wireless 2014
Anatel quer ampliar compartilhamento e ‘uso industrial’ de espectro

“Há um grande desafio de expansão das redes e isso exige índice mais alto de eficiência espectral. Queremos abordagens mais simples”, sustenta o conselheiro Rodrigo Zerbone.

» Novo Hamburgo investe R$ 1,4 milhão em TICs para saúde
» Rio de Janeiro atento ao legado olímpico
» 700 MHz: Leilão não obriga ninguém a implantar rede
» Teles projetam quadruplicar número de ERBs para atender novas demandas
Clique aqui para ver a cobertura completa


Claro vai integrar operações da Net e da Embratel
:: 31/07/2014 :: Telecom

Anatel aprovou o pedido de unificação de CNPJs dos negócios do grupo Telmex no Brasil. Mas exigiu a abertura de capital.


Anatel se impõe metas anuais, com foco em contratos de compartilhamento
:: 30/07/2014 :: Telecom

Ao definir indicadores de produtividade para os próximos 12 meses, prevê avaliar pelo menos 80% dos acordos de infraestrutura.


Para PGR, acesso a registros telefônicos não exige ordem judicial
:: 30/07/2014 :: Telecom

Para o rocurador-geral da República, Rodrigo Janot, “o acesso pelo Ministério Público e por delegados de polícia a dados cadastrais e a registros telefônicos, independentemente de autorização judicial prévia, é medida adequada”.


TV paga:'Gatonet' migra para o serviço DTH de satélite
:: 29/07/2014 :: Telecom

A sofisticação das quadrilhas especializadas assusta, diz o presidente da ABTA, Oscar Vicente Simões de Oliveira. OTTs e TV digital aberta são desafios a serem enfrentados no Brasil.




4G: Verizon corta velocidade dos 'ilimitados'

"É perturbador", reagiu o presidente do FCC, Tom Wheeler.

» 4G cresce 110% em seis meses. Modems 3G não param de cair


A ANATEL e a tunga reiterada há mais de 8 anos no modelo de custos
:: Flávia Lefèvre

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital



Veja a primeira edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC


A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina. Nessa primeira edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade: a governança da Internet. Boa leitura!

Clique aqui para ver todas as edições





Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!