Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

Desoneração de redes implicará em renúncia fiscal de R$ 3,8 bilhões

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 03/04/2012

O Ministério das Comunicações calcula em R$ 3,8 bilhões a renúncia fiscal a ser causada por novos investimentos em redes de telecomunicações até dezembro de 2016. Para o governo, as medidas farão com que as empresas antecipem investimentos, elevando em R$ 18 bilhões o que o setor aplicaria no período.

É por essa antecipação que foram mantidas algumas metas já anteriormente projetadas, como a ampliação da rede pública de fibras ópticas – a cargo da Telebras – ou o avanço da banda larga móvel. “A ideia é chegarmos a 60 milhões de acessos móveis, 3G e 4G, antes de 2014”, explica o diretor de indústria, ciência e tecnologia do Minicom, José Gontijo.

A partir da Medida Provisória que cria o regime tributário especial para as redes, o Minicom espera até o fim de abril concluir a regulamentação – já existe uma minuta pronta. É no regulamento que serão explicitadas as oito arquiteturas de redes contempladas – metropolitanas, backhaul, zona rural, etc.

Segundo Gontijo, a dinâmica para a obtenção dos benefícios fiscais será simples. Com a regulamentação, será disponibilizado um formulário para as empresas interessadas, onde devem explicar o projeto, prever quais os equipamentos nacionais serão utilizados e as contrapartidas – investimentos em áreas menos rentáveis.

A aprovação do Minicom se dará com base nessas informações. A partir daí, as empresas devem se habilitar junto ao Ministério da Fazenda para usufruir das isenções fiscais – PIS, Cofins e IPI. É quando as isenções passam a valer, ainda que o projeto beneficiado só seja iniciado posteriormente.

“Haverá um prazo de até meados de 2013 para que os projetos sejam submetidos”, disse Gontijo. Isso porque a expectativa é que as obras estejam concluídas até o fim de 2016, quando também termina a validade dos benefícios fiscais.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 01/09/2014 18:57
MP do Rio exige que Google e Apple só vendam apps adequados ao Marco Civil

:: 29/08/2014 10:00
Com GVT, Telefônica escala e acirra briga com Oi e Embratel

:: 29/08/2014 07:58
Compra da GVT pela Telefônica pode levar até três meses

:: 28/08/2014 18:47
Orçamento prevê R$ 1,2 bi para satélite, cabo submarino e rede da Telebras

:: 28/08/2014 16:40
Compra da GVT deve ter análise restrita à competição

:: 28/08/2014 11:16
Preço do trânsito Internet caiu 32% e está abaixo da média na América Latina

:: 28/08/2014 09:41
Leilão pela GVT chega aos R$ 22,35 bilhões

:: 27/08/2014 18:30
Oi, ao mirar a TIM, obriga Telefônica e Telecom Italia a gastar mais com a GVT

:: 27/08/2014 16:30
Acesso gratuito às redes sociais não fere a neutralidade de rede

:: 27/08/2014 16:20
Smartphone permite ao jovem brasileiro a ficar 100% conectado




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Telebras aprova nome "BR1Sat" para empresa criada em parceria com Embraer

PRÓXIMA
Desonerações não mudam metas da rede pública ou acessos móveis



Rio Cidade Inteligente + Rio Wireless 2014
Anatel quer ampliar compartilhamento e ‘uso industrial’ de espectro

“Há um grande desafio de expansão das redes e isso exige índice mais alto de eficiência espectral. Queremos abordagens mais simples”, sustenta o conselheiro Rodrigo Zerbone.

» Novo Hamburgo investe R$ 1,4 milhão em TICs para saúde
» Rio de Janeiro atento ao legado olímpico
» 700 MHz: Leilão não obriga ninguém a implantar rede
» Teles projetam quadruplicar número de ERBs para atender novas demandas
Clique aqui para ver a cobertura completa


Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestore de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições

Com GVT, Telefônica escala e acirra briga com Oi e Embratel
:: 29/08/2014 :: Telecom

Operadora dá um salto na parte de telefonia fixa e na oferta da banda larga fixa e se aproxima de forma bem agressiva da Oi. Na TV por Assinatura também há um impulso, mas em menor escala.


Compra da GVT pela Telefônica pode levar até três meses
:: 29/08/2014 :: Telecom

Esse é o prazo informado pela Telefônica Brasil à CVM para o prazo de negociação 'exclusiva' entre as partes. Expectativa é que o acerto proporcionará sinergias de 4,7 bilhões de euros, com um incremento de 50% no resultado operacional da Telefônica até 2016.


Compra da GVT deve ter análise restrita à competição
:: 28/08/2014 :: Telecom

Como lembra o presidente da Anatel, João Rezende, cabe à agência avaliar os aspectos regulatórios do negócio, mas “a GVT não tem espectro”. Na prática, provável compra da empresa só esbarra no poder de mercado que a o Telefônica detém em São Paulo.


Leilão pela GVT chega aos R$ 22,35 bilhões
:: 28/08/2014 :: Telecom

Depois de a Telecom Italia oficializar uma proposta de R$ 21 bilhões pelo controle da GVT, ou 7 bilhões de euros, a Telefonica fez um novo lance e apresentou uma oferta de 7,45 bilhões de euros, o que significa um aporte de mais 750 milhões de euros.




Empresa nacional abre frente na China Mobile

Quiz game brasileiro quer conquistar 5% da carteira de clientes da tele chinesa.

» Com outorgas e ressarcimento, 700 MHz tem preço mínimo de R$ 11,3 bilhões


A TV está morrendo!
:: Por Eduardo Prado

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital







Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!