Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Internet

Bancos, compras e emprego impulsionam uso da Internet

:: Da redação
:: Convergência Digital :: 03/04/2012

Serviços bancários e financeiros, compras e procurar emprego são os principais usos da internet em todo o mundo, de acordo com uma nova pesquisa internacional, divulgada nesta terça-feira, 03/04.

Quase 60% das pessoas entrevistadas, em 24 países, usaram a web para verificar suas contas bancárias e outros ativos financeiros nos últimos 90 dias, o que faz dessa atividade o uso mais popular da internet. As compras não ficaram muito atrás, com 48%, segundo a pesquisa conduzida pela Ipsos para a Reuters, e 41% dos entrevistados recorreram à internet para procurar emprego.

"É fácil. Você pode fazê-lo a qualquer momento do dia, e a maior parte das transações são gratuitas", disse Keren Gottfried, gerente de pesquisa da Ipsos Global Public Affairs, sobre os serviços bancários on-line. Os suecos são os maiores usuários de bancos on-line, com quase 90% dos adultos recorrendo a esse tipo de serviço, mas a popularidade dos bancos na internet também é elevada na França, no Canadá, na Austrália, na Polônia, na África do Sul e na Bélgica, países nos quais cerca de 75% dos habitantes usam bancos on-line.

Já no que tange às compras pela web, alemães e britânicos lideram. Nos últimos três meses, 74% dos entrevistados nos dois países compraram alguma coisa on-line, seguidos por 68% dos suecos, 65% dos norte-americanos e 62% dos sul-coreanos. "É revelador que os quatro líderes sejam todos países ocidentais desenvolvidos", disse Gottfried. "Afinal, faz menos de dez anos que essa tecnologia existe."

Cerca de metade dos entrevistados em todo o mundo já comprou alguma coisa on-line, e proporção ainda maior, 61%, recorreu à web em busca de informações sobre produtos que estão pensando em comprar. As compras on-line exibiam sua menor popularidade na Arábia Saudita, no México, na Hungria e na Rússia, onde 28% ou menos dos entrevistados fizeram compras pela internet.

Outra indicação de como as coisas mudaram ante a época em que as pessoas procuravam empregos por meio de classificados de jornal: 41% dos pesquisados disseram ter procurado emprego na internet. Os poloneses lideram nessa categoria, com 61%, seguidos pelos húngaros, sul-africanos e mexicanos. No entanto, apenas 17% dos japoneses e 25% dos franceses e sul-coreanos usaram a web para procurar emprego.

A Ipsos entrevistou 19.216 adultos na África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Hungria, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Polônia, Rússia, Reino Unido, Suécia e Turquia.

Fonte: Agência Reuters

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 22/04/2014 12:06
Contra “pressão”, Luiz Henrique desiste de relatar o Marco Civil

:: 15/04/2014 13:12
Neutralidade não mobiliza debates no NetMundial

:: 14/04/2014 17:20
Depois de pagar, velocidade de acesso ao Netflix aumenta 65% na Comcast

:: 14/04/2014 14:55
FNDE adota BYOD com capacidade para até 4,5 mil acessos simultâneos

:: 14/04/2014 11:29
Depois de quebra do sigilo da urna, TSE evita novos testes

:: 14/04/2014 11:23
Empresas correm para estancar os prejuízos do Heartbleed

:: 11/04/2014 11:05
“Cade” dos EUA autoriza compra, mas alerta Facebook e WhatsApp sobre privacidade

:: 11/04/2014 09:13
Gestores da Internet BR ativam plano especial para a Copa 2014

:: 11/04/2014 09:00
Provedores têm de pensar em IPv4 como legado

:: 10/04/2014 16:55
Operadoras investiram R$ 26,5 bilhões no Brasil




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Planejamento cede à Telebras uso de fibras da Infovia Brasília

PRÓXIMA
Teles cobram acordo que extinguiu metas de banda larga



 ESPECIAL   GOVERNANÇA DA INTERNET
NetMundial: Governo brasileiro quer mais ação e menos debate

"Queremos metas claras e definição dos próximos passos a serem dados. Se não for assim, o NetMundial não vai trazer o resultado esperado", disse o secretário de Telecomunicações do Minicom, Maximiliano Martinhão. Segundo ele, não haverá consenso sobre tudo, mas é preciso estabelecer prioridades.

» "Governança da Internet não porá fim à espionagem", diz Franco Bernabè
» Teles querem mais voz no debate da Governança da Internet
» NetMundial: Governo brasileiro quer mais ação e menos debate
Clique aqui para ver o especial completo

TICs em Foco - Internet das coisas
Oportunidades e desafios

Mais popular que nunca, a internet das coisas — ou IoT, na sigla para Internet of Things, ou ainda IoE de Internet of Everything — representa tanto uma janela de oportunidade para as empresas quanto imprime desafios monstruosos devido à imensa quantidade de máquinas conectadas à internet.



Contra “pressão”, Luiz Henrique desiste de relatar o Marco Civil
:: 22/04/2014 :: Internet

Indicado para preparar parecer na Comissão de Meio Ambiente e Defesa do Consumidor, senador devolveu o projeto sem relatório. “Declinei da relatoria porque não concordo que seja aprovado sem nenhuma discussão”, afirmou.


Neutralidade não mobiliza debates no NetMundial
:: 15/04/2014 :: Internet

Apenas 26 contribuições trataram do tema. Ganharam destaque a segurança cibernética (86) a privacidade e a liberdade de expressão (74 4 73, respectivamente). Organização do evento tenta evitar que a conferência se torne uma ação governamental Num balanço inicial, os Estados Unidos foram o país que mais enviaram contribuições. O Brasil ficou em segundo lugar.


Depois de pagar, velocidade de acesso ao Netflix aumenta 65% na Comcast
:: 14/04/2014 :: Internet

Maior operadora dos Estados Unidos – com cerca de 35% do mercado de cabo e 40% de banda larga – a Comcast foi quem mais subiu no ranking mensal da provedora de conteúdo em streaming.


Europa também põe neutralidade de rede em lei
:: 03/04/2014 :: Internet

Legislação sobre o ‘mercado único de comunicações’ é forte na proteção dos internautas. Mesmo as exceções que ameaçavam descaracterizar esse princípio foram severamente limitadas.



Smartphones já representam 65% do mercado de celulares

Expectativa da indústria é vender, em 2014, 47 milhões de smartphones no país.

» 700 MHz: Para TVs, custo da transição será ‘surpreendente’
» Stelo, do BB e do Bradesco, terá carteira digital
» Leilão do 700MHz: Acionistas aprovam participação 'forte' da TIM


Marco Civil, pela neutralidade da rede e a privacidade do cidadão
:: Por Claudia Melo e Felicity Ruby*

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital


Veja as edições da revista digital do Convergência Digital
Revista eletrônica do Convergência Digital
Clique aqui para ver todas as edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!