INTERNET

Bancos, compras e emprego impulsionam uso da Internet

Da redação ... 03/04/2012 ... Convergência Digital

Serviços bancários e financeiros, compras e procurar emprego são os principais usos da internet em todo o mundo, de acordo com uma nova pesquisa internacional, divulgada nesta terça-feira, 03/04.

Quase 60% das pessoas entrevistadas, em 24 países, usaram a web para verificar suas contas bancárias e outros ativos financeiros nos últimos 90 dias, o que faz dessa atividade o uso mais popular da internet. As compras não ficaram muito atrás, com 48%, segundo a pesquisa conduzida pela Ipsos para a Reuters, e 41% dos entrevistados recorreram à internet para procurar emprego.

"É fácil. Você pode fazê-lo a qualquer momento do dia, e a maior parte das transações são gratuitas", disse Keren Gottfried, gerente de pesquisa da Ipsos Global Public Affairs, sobre os serviços bancários on-line. Os suecos são os maiores usuários de bancos on-line, com quase 90% dos adultos recorrendo a esse tipo de serviço, mas a popularidade dos bancos na internet também é elevada na França, no Canadá, na Austrália, na Polônia, na África do Sul e na Bélgica, países nos quais cerca de 75% dos habitantes usam bancos on-line.

Já no que tange às compras pela web, alemães e britânicos lideram. Nos últimos três meses, 74% dos entrevistados nos dois países compraram alguma coisa on-line, seguidos por 68% dos suecos, 65% dos norte-americanos e 62% dos sul-coreanos. "É revelador que os quatro líderes sejam todos países ocidentais desenvolvidos", disse Gottfried. "Afinal, faz menos de dez anos que essa tecnologia existe."

Cerca de metade dos entrevistados em todo o mundo já comprou alguma coisa on-line, e proporção ainda maior, 61%, recorreu à web em busca de informações sobre produtos que estão pensando em comprar. As compras on-line exibiam sua menor popularidade na Arábia Saudita, no México, na Hungria e na Rússia, onde 28% ou menos dos entrevistados fizeram compras pela internet.

Outra indicação de como as coisas mudaram ante a época em que as pessoas procuravam empregos por meio de classificados de jornal: 41% dos pesquisados disseram ter procurado emprego na internet. Os poloneses lideram nessa categoria, com 61%, seguidos pelos húngaros, sul-africanos e mexicanos. No entanto, apenas 17% dos japoneses e 25% dos franceses e sul-coreanos usaram a web para procurar emprego.

A Ipsos entrevistou 19.216 adultos na África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Hungria, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Polônia, Rússia, Reino Unido, Suécia e Turquia.

Fonte: Agência Reuters


ESPECIAL » GOVERNANÇA DA INTERNET
EUA e aliados rejeitam proposta brasileira de proteção à privacidade

Em entrevista ao portal da Abranet, que o Convergência Digital republica, Thiago Tavares, um dos conselheiros do CGI e que esteve presente à PP-14 de 29/10 a 7/11, realizada em Busan, na Coréia do Sul, diz que há discussões graves para serem tocadas em 2015. Entre elas, uma proposta- rejeitada - da Índia, mas que pode colocar em risco à Internet.


Clique aqui para ver a cobertura completa

UIT: No Brasil, velocidade de acesso à Internet ainda varia entre 256 K e 2Mbits

Mais de 4 bilhões de pessoas no mundo seguem sem ter conexão à Internet.

STM exige a quebra de sigilo do WhatsApp para apurar morte no RS

O Plenário do Superior Tribunal Militar, no Rio Grande do Sul, determinou que o Facebook, dono do OTT, forneça o registro de uso de conta vinculada a um soldado. Medida é polêmica e envolve a questão da privacidade de dados.

Indústria de copyright quer bloqueio a sites como exceção à neutralidade de rede

Hollywood e distribuidores de jogos eletrônicos querem impedir acesso a conteúdos de sites que supostamente violam direitos autorais mesmo fora do país.

Teles pedem que regulamentação evite lista de exceções à neutralidade

Para as detentoras das redes, regulamentação do Marco Civil da Internet deve evitar lista extensiva do que pode ou não ser violação.

Para Abranet e Proteste, Anatel tenta misturar telecom com Internet

Entidades sustentam que a agência reguladora promove equivocada ideia de irrelevância do Serviço de Conexão à Internet ou de incorporação deste serviço ao serviço de telecomunicações


Veja edição 12 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 12
Especial 20 Anos de Internet no Brasil


Há 20 anos os provedores de Internet escrevem suas histórias no País. A trajetória não foi nada fácil. Houve decisões políticas e econômicas significativas. Infraestrutura, modelo de negócios e fidelização de clientes foram relevantes no passado e continuam sendo no presente. Ao longo de duas décadas, os ISPs tiveram de se reinventar diversas vezes para não deixar de existir.

Clique aqui para ver outras edições

  • Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G