NEGÓCIOS

Governo do Rio se diz 100% favorável à guerra fiscal

Ana Paula Lobo* ... 03/04/2012 ... Convergência Digital

O ministério da Fazenda terá muito trabalho para convencer aos Estados a adotarem uma tarifa única para a cobrança do ICMS, como medida de simplificação tributária.O secretário de desenvolvimento do Rio de Janeiro,Júlio Bueno, saiu em defesa da batalha fiscal. "É a única maneira de descentralizar o desenvolvimento". Bueno também anunciou que a Microsoft deverá ser a próxima empresa a ter um centro de pesquisa na cidade do Rio.

Em entrevista ao Jornal O Globo, nesta terça-feira, 03/04, Júlio Bueno, reafirmou que somente com a guerra fiscal - e por meio do ICMS, imposto estadual - é possível atrair novos investimentos. O Rio de Janeiro, por exemplo, está prestes a receber um novo pólo de indústria de cobre. Também está atraindo cada vez mais a indústria automobilística.

A inovação também tem sido um foco dessa batalha fiscal. O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado informou que a Microsoft deverá ser a próxima empresa a criar centros de desenvolvimento na cidade do Rio de Janeiro.

A unidade deverá ser instalada no Parque Tecnológico Barão de Mauá, na Zona Portuária. Oficialmente, a Microsoft não confirma a informação. Já estão com centros de Inovação no Rio, as empresas IBM, GE e Cisco, que nesta segunda-feira, 02/04, anunciou investimentos de R$ 1 bilhão até 2015.


OAB diz que veto ao UBER também proíbe apps de táxis no Distrito Federal

Entidade encaminhou um parecer ao governador Rodrigo Rollemberg solicitando o veto ao PL 282/2015, que foi feito para proibir o UBER, mas afeta toda a inovação, segundo a OAB.

Windows 10: Microsoft centra atenção na loja de aplicativos

Para clientes corporativos, o novo sistema operacional só estará disponível no dia 1 de agosto. A atualização é gratuita para quem tem Windows 7 ou Windows 8.1.

NEC vence licitação para Centro Aquático dos Jogos Olímpicos do Rio

Fabricante vai implementar e integrar sistemas de automação às diversas tecnologias utilizadas na unidade, que receberá até 18 mil espectadores.

Acordo na OMC vai zerar tarifas em cerca de 200 produtos de TI. Brasil está fora

Tratativas para ampliar o acordo, originalmente firmado em 1996, envolve 54 países e inclui itens como semicondutores, aparelhos de GPS e videogames. Mesmo de fora, o Brasil poderá ter algum benefício dessa medida.

ITAG garante RFID para microempresas via cartão BNDES

Radiofrequência padrão GS1 pode ser adquirida com o cartão da instituição financeira do governo federal junto a empresa homologada pela Associação Brasileira de Automação.