Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Governo - Política Industrial

TI e Telecom à espera das medidas do governo Dilma

:: Ana Paula Lobo*
:: Convergência Digital :: 02/04/2012

O governo Dilma Rousseff anuncia nesta terça-feira, 03/04, uma segunda etapa de medidas em prol da indústria, dentro do Plano Brasil Maior, anunciado no ano passado. E TI e Telecom devem ser contemplados com novas ações governamentais. Para TI, especula-se que poderá haver uma redução na alíquota estabelecida para compensar a desoneração da folha de pagamento - 2,5%, a maior entre os quatro setores contemplados, uma vez que a medida será estendida para outras áreas da economia produtiva.

A presidenta e o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, também instalam os 19 conselhos de competitividade definidos no Plano Brasil Maior.Compostos por aproximadamente 600 representantes do governo, dos empresários e dos trabalhadores, os conselhos serão o espaço para a discussão de temas setoriais e a construção de agendas estratégicas. E um desses conselhos é dedicado para TICs/Complexo Eletroeletrônico.

A iniciativa faz parte de uma das principais vertentes de atuação do governo Dilma Rousseff, que é a adoção de políticas públicas em favor do desenvolvimento industrial, a partir de ações para fortalecer a competitividade, acelerar ganhos de produtividade, promover o adensamento produtivo e tecnológico das cadeias de valor, ampliar mercados, criar empregos de melhor qualidade e garantir um crescimento inclusivo e sustentável da indústria nacional.

As reivindicações e propostas do setor privado, que surgirem nos conselhos, serão analisadas pelas Coordenações Sistêmicas, que têm a finalidade de subsidiar o Grupo Executivo na definição de ações transversais do Brasil Maior. O governo também deverá anunciar o repasse de R$ 25 bilhões a R$ 30 bilhões do Tesouro Nacional ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) amanhã, e também reduzir a taxa de juros do Programa de Sustentação do Investimento (PSI).

E nesta segunda-feira, 02/04, ao participar de evento da Cisco, no Rio de Janeiro, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, garantiu que a desoneração para equipamentos de rede - uma promessa feita na metade do ano passado - estará também entre as medidas a serem anunciadas pela Presidenta Dilma Rousseff. Essa desoneração teria um custo estimado de R$ 6 bilhões em cinco anos.

As medidas serão anunciadas em solenidade prevista para às 10 horas desta terça-feira, 03/04, no Palácio do Planalto. A CDTV, do portal Convergência Digital, se prepara para fazer a transmissão, ao vivo, da cerimônia.

*Com agências de notícias

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 16/09/2014 16:33
Brasil é 11º em ranking da Huawei de conectividade

:: 16/09/2014 11:45
Acesso foi massificado, mas uso baixo desafia setor de Telecom

:: 11/09/2014 09:06
Agora Dilma quer Telebras induzindo competição na banda larga

:: 10/09/2014 10:13
Minicom: 'O hiato digital está caindo no Brasil'

:: 10/09/2014 08:00
Dilma promete Lei de Universalização da banda larga no segundo mandato

:: 08/09/2014 12:00
Minicom aprova mais R$ 72 milhões em redes com desoneração fiscal

:: 05/09/2014 15:56
Campanha Banda Larga quer compromisso de candidatos: Dilma será a primeira

:: 02/09/2014 15:33
Banda larga fixa: Com GVT, Telefônica supera Oi e enfrenta Telmex

:: 01/09/2014 09:33
Desoneração de redes para banda larga será de R$ 5 bilhões

:: 29/08/2014 16:50
Celulares com acesso à Internet já são maioria no Brasil




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Governo corta impostos para infraestrutura do PNBL e mantém UCA e desoneração da folha

PRÓXIMA
Semicondutores: Gaúchos e mineiros disputam pólos de tecnologia



Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições

 ESPECIAL   ESPIONAGEM DIGITAL
Snowden: Segurança Cibernética dos EUA coloca outros países em risco

Ex-espião da NSA, Edward Snowden, fez novas revelações em entrevista à Wired. “Pode-se ter alguém na China, por exemplo, fazendo parecer que um desses ataques teve origem na Rússia. E aí terminamos disparando de volta contra um hospital russo”, afirmou.

» Yahoo e Google anunciam e-mail à prova de espionagem
» Espionagem: Snowden ganha asilo por mais três anos na Rússia
» Criptografia nacional é segura e não deve nada ao mercado internacional
Clique aqui para ver a cobertura completa


SLTI prepara normas específicas para contratos de redes e auditorias
:: 12/09/2014 :: Compras governamentais

Duas novas instruções normativas vão especificar a compra de serviços e o uso de redes de comunicações com base na exigência de que sejam fornecidos por empresas públicas.


IN 4: Cada órgão definirá serviços estratégicos, dispensados de licitação
:: 12/09/2014 :: Compras governamentais

Segundo a Secretaria de Logística e TI, ideia é tornar os “estratégicos” menos abrangentes, uma vez que os serviços enquadrados nessa categoria podem ser distintos a depender da atividade. Para evitar dúvidas, vigência das novas regras não será imediata.


Nova IN 4 cria exceção de segurança nacional nas contratações de TI
:: 12/09/2014 :: Compras governamentais

Principal instrumento para a contratação de serviços de tecnologia da informação na administração pública federal, a Instrução Normativa 4 ganhou alterações, publicadas nesta sexta, 12/9, no Diário Oficial da União. Mudanças entram em vigor a partir do dia 2 de janeiro de 2015. O portal Convergência Digital publica a íntegra da nova legislação.

» SLTI prepara normas específicas para contratos de redes e auditorias
» IN 4: Cada órgão definirá serviços estratégicos, dispensados de licitação

TI e Telecom se unem e pedem revisão imediata da Lei de Informática
:: 10/09/2014 :: Política industrial

Representantes dos dois setores reclamam da visão concentrada da legislação na produção de hardware, quando software e serviços passam a ter mais relevância nos negócios. A legislação foi recém-renovada e terá validade até 2029.



Veja as coberturas especiais do Convergência Digital


Cobertura em vídeo do Convergência Digital





Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!