INCLUSÃO DIGITAL

Diretor de Infraestrutura, Heliomar Lima vai deixar o Minicom

Da Redação* ... 02/04/2012 ... Convergência Digital

O Diretor de Infraestrutura para Inclusão Digital do Ministério das Comunicações, Heliomar Medeiros de Lima, vai desembarcar do governo. Funcionário de carreira do Banco do Brasil, ele se aposenta este mês.

O próprio Lima indicou sua saída, ao comentar, no Facebook, o programa de cidades digitais, lançado pelo Minicom na semana passada. “Umas das minhas participações derradeiras no Ministério das Comunicações”, escreveu.

Hoje diretor de infraestrutura, Lima chegou ao Minicom em 2005, durante a gestão do ministro Hélio Costa. Antes, foi responsável pelas soluções de TICs no Banco do Brasil e diretor de TI da Cobra Tecnologia.

Quando da ida de Lima para o Minicom, a pasta já estudava a implantação de uma Secretaria de Inclusão Digital, o que só veio a acontecer de fato no ano passado, já com Paulo Bernardo como ministro.

Como era então diretor de Serviços de Inclusão Digital, especulou-se que Lima poderia ser indicado para a nova secretaria, mas Bernardo preferiu chamar a companheira de partido no Paraná, Lygia Pupatto, que acabara de perder a eleição para deputada estadual.

Apesar da aposentadoria, Lima deve participar da comissão que vai selecionar os municípios do projeto-piloto de cidades digitais, que começa em 80 cidades de até 50 mil habitantes.


No Rio de Janeiro, 50% das escolas não têm 1Mega para acessar à Internet

E menos de 20% têm acesso por fibra óptica, revela o Secretário Estadual de Educação do Rio de Janeiro, Antonio Neto.

Qualcomm: Brasil precisa agir para construir cidades conectadas

Diretor da empresa, Francisco Giacomini, diz que é necessário que Governo, setor privado e fabricantes se unam para acelerar a chegada da Internet das coisas.

Cidades sustentáveis: O Brasil precisa olhar o futuro e definir seu papel

O diretor regional das Américas da UIT, Bruno Ramos, diz que o país participa dos debates de padronização, mas sofre com a falta de recursos para ampliar a infraestrutura.

Melhoria do serviço público passa pela adoção do cadastro único de dados

"Hoje o cidadão precisa dar suas informações em cada órgão que vai. Isso gera um custo gigantesco e não produz bom serviço", pondera Maximiliano Martinhão, do Minicom.

TV Digital: Por meta, Anatel exclui lares com parabólicas e TV paga

A contagem regressiva para o desligamento dos sinais analógicos começa no dia 08/04, em Brasília. E para facilitar que a recepção digital esteja garantida em 93% dos domicílios de cada cidade, serão retirados cerca de 40 milhões de lares dos 66 milhões existentes no país.



  • Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G