Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Gestão

Ponto eletrônico: Empresários contestam, mas regras começam a valer

:: Da redação
:: Convergência Digital :: 02/04/2012

O Ministério do Trabalho confirmou que o novo sistema de registro de ponto eletrônico entrou em vigor nesta segunda-feira, 02/04, após cinco adiamentos desde que a portaria 1.510 que prevê a obrigatoriedade foi editada em agosto de 2009. Ao menos 400 mil empresas do país de vários setores terão de implementar novos equipamentos que permitem a impressão de comprovantes de entrada, saída e intervalos no trabalho.

São obrigadas a instalar esse novo sistema todas as empresas que já utilizam o ponto eletrônico e tem mais de dez empregados, como prevê a portaria. A fiscalização do Ministério do Trabalho pode autuar a partir de hoje as empresas que não estiverem adequadas ao novo sistema. A medida divide opiniões de empresários, advogados e representantes do governo que, há quase três anos, travam disputa jurídica pela implementação (ou não) do novo registro eletrônico.

A justificativa do governo federal para a adoção do novo sistema é evitar fraudes na marcação da jornada. As empresas reclamam que haverá mais burocracia, mais custos e mais transtornos nas relações trabalhistas.

ETAPAS

A implementação será feita em três etapas. A partir de hoje as empresas do varejo, indústria e setor de serviços (financeiro, de transportes, de construção, de comunicações, de energia, de saúde e de educação) têm de utilizar o novo sistema.

A partir de 1º de junho, as empresas que exploram atividade agroeconômica são obrigadas a ter o novo sistema. E, a partir de 3 de setembro, são as micro e pequenas empresas que devem se adaptar. O Ministério do Trabalho informa que 100 mil empresas já compraram o novo equipamento necessário para mudar o sistema de registro de ponto eletrônico e se cadastraram em seu site.

Com o comprovante impresso, o objetivo é "dar segurança a trabalhadores e empregadores ao implementar meios mais eficazes e confiáveis de controle da jornada". E "inibir a prática de excesso de jornada, que provoca diretamente o acréscimo de acidentes e moléstias do trabalho, pois os horários das marcações ficarão registrados no sistema sem que possam ser excluídos".

No ano passado, 3.045 fiscais aplicaram 17.657 autos de infração em relação ao tema jornada de trabalho --nenhum lavrado por causa de fraudes em relógios de ponto, segundo o ministério.

Fonte: Folha Online e Agência Brasil

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 26/02/2015 11:53
Consumidor paga menos por serviços de comunicação

:: 25/02/2015 16:57
Abinee: Confiança dos empresários aumenta, mas ainda é baixa

:: 25/02/2015 10:54
Projeto de lei nos EUA tenta barrar “globalização” da ICANN

:: 24/02/2015 17:11
Dispositivos móveis são alvos de malwares em 2015

:: 23/02/2015 11:44
Softex: apoio a exportadores em canais de distribuição termina hoje

:: 23/02/2015 10:56
FGV: Marco Civil da Internet impede o "acesso grátis"

:: 20/02/2015 18:07
Telecom Italia investirá R$ 14 bi no Brasil até 2017

:: 19/02/2015 11:32
Tribunal ainda vê resultados da Lei de Informática como "questionáveis"

:: 13/02/2015 12:11
TIM monta plano para enfrentar crise energética, mas não descarta falhas

:: 12/02/2015 16:00
Engenheiro de TI é o profissional mais cobiçado em São Paulo




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Rio+20: Sebrae prega participação efetiva das PMEs

PRÓXIMA
Software livre: ITI troca Mandriva por Ubuntu




eSocial: PMEs 'relaxam' com os adiamentos seguidos do Governo

Expectativa do mercado, agora, é que entre o final de janeiro e fevereiro, o governo libere, enfim, a versão final do manual com as instruções e os layouts para que as empresas se adaptem. Início das operações oficiais do eSocial ficaria para 2016.


Migração para Linux nos servidores está entre as prioridades para 2015

Estudo com 115 empresas em todo mundo apontou que a maioria planeja usar o sistema operacional aberto para novos aplicativos ou serviços, ou implantações Greenfield.


Com baixa infraestrutura digital, Brasil fica em 34º em ranking global

Cingapura, Suécia e Hong Kong ocupam as três primeiras posições do ranking dos países mais bem preparados para absorver o próximo bilhão de usuários da rede. Dados apontam que 97% dos brasileiros com acesso à Internet estão nas redes sociais.


Empresa mineira integra SAC ao WhatsApp e Instagram

Com sede em Uberlândia, a Ascbrazil lançou uma plataforma multicanal para integrar atendimento de call center às redes sociais. Neste momento, informa o CEO Alessandro Pereira, a empresa negocia a integração com o  Mercado Livre e com o Viber. A Algar Tech já utiliza a ferramenta em modelo de OEM.


Cobertura em vídeo do Convergência Digital


Para TCU, TI pública está abaixo da média mundial em empregos

Levantamento sobre a governança da TI na administração federal indica que apenas 2,9% dos servidores públicos atuam na área de TI – e um em cada cinco deve se aposentar até 2018. 

» Sem modismo,Internet das Coisas exige um novo tipo de profissional
» Quer evitar o fracasso profissional?

VII Fórum Executivo de TI 2014 - Cobertura especial do Convergência Digital
Petrobras avança no uso do big data

O gerente-executivo de TI e Telecom, Álvaro Martins, diz que há três projetos em andamento na companhia para a análise de dados em tempo real. Também adverte: "Não dá mais para tratar TIC como antes. Não dá para entregar aplicação rápida, se não garantir o mínimo de gestão".

» Distribuidora Ducsa usa o big data para conhecer melhor o cliente
» Simplificar é segredo do sucesso na área de Inovação em TI
» Cloud computing superou a fase dos projetos pilotos
» Grupo Ação cria unidade para treinar profissionais
» Orçamento de TI deve crescer 5% em 2015 no Brasil

Clique aqui e veja a cobertura completa


Veja edição 11 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 11

Na discussão sobre o que vai prevalecer — fibra óptica ou rádio — na construção das infraestruturas, vence quem souber explorar o que cada tecnologia tem de melhor a oferecer.

Veja também: Cidades Digitais: Governo convoca provedores; A transição da IANA foi destaque no ICANN#51; Billing das coisas: quando cobrar certo será o diferencial; e muito mais.

Clique aqui para ver outras edições





Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!