Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

Fixo/móvel: Anatel indefere pedido de reajuste da Oi

:: Ana Paula Lobo*
:: Convergência Digital :: 31/03/2012

O embate entre a Oi e a Anatel pelo reajuste tarifário nas chamadas fixo/móvel está longe de terminar. Nesta sexta-feira, 30/03, a agência, em cumprimento a liminar obtida pela tele no Tribunal Regional Federal da 2ª Região, julgou e indeferiu o pedido da concessionária de reajuste de 2,4%, alegando que não houve cumprimento das regras estabelecidas no contrato de concessão.

Em teleconferência realizada para a imprensa para a divulgação dos resultados financeiros, o presidente da Oi, Francisco Valim, deixou claro que não tem a intenção de recuar e está disposto a manter o embate judicial. Segundo Valim, não há litígio com a Anatel, mas 'sim a defesa de um direito da concessionária'. A decisão, agora, do embate entre as partes está nas mãos do Superior Tribunal de Justiça.

Leia abaixo a íntegra do comunicado da Anatel, divulgado no final da noite desta sexta-feira, 30/03.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informa que, mediante deliberação realizada nesta sexta-feira, 30/03, deu cumprimento à decisão judicial proferida pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região, no sentido de apreciar o pedido de reajuste das tarifas das chamadas fixo-móvel formulado pela Telemar Norte Leste S/A, conforme as regras aplicáveis anteriormente à publicação da Resolução nº 576/2011.

Em sua decisão, a Anatel indeferiu o pedido de reajuste tarifário da Telemar, tendo em vista que os cálculos apresentados por essa concessionária não levaram em consideração o fator de amortecimento previsto na cláusula 12.1 do contrato de concessão. Tal cláusula era a regra aplicada por analogia aos reajustes das chamadas fixo-móvel antes da vigência da Resolução nº 576/2011, e seu descumprimento acarreta o indeferimento do pedido de reajuste.

Ainda em cumprimento à referida decisão judicial, a Anatel suspendeu parcialmente o Ato nº 486/2012 do Conselho Diretor e o Ato nº 1.055/2012 do Superintendente de Serviços Privados, de forma a restabelecer as tarifas das chamadas fixo-móvel anteriormente fixadas pela Agência, exclusivamente em relação à Telemar Norte Leste S/A, e restaurando os valores de interconexão (VU-M) anteriormente pactuados por essa concessionária (a Telemar) e homologados pela Anatel. Na prática, os consumidores da Telemar (cuja área de concessão abrange RJ, ES, MG, BA, SE, AL, PE, PB, RN, CE, PI, MA, PA, AP, AM e RR) não mais usufruirão da redução tarifária promovida pela Anatel por meio do Ato nº 486/2012, enquanto perdurarem os efeitos decisão judicial proferida pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

A Anatel, por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) com o objetivo de manter a redução tarifária empreendida pelo Ato nº 486/2012. A Agência aguarda novo posicionamento do Poder Judiciário.

*Com informações da Assessoria da Anatel

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 27/11/2014 13:22
Parlamento Europeu aprova pedido para dividir negócios do Google

:: 26/11/2014 15:03
Anatel quer menos orelhões do que antes da privatização do setor

:: 26/11/2014 12:26
Internet deve ser direito humano básico

:: 26/11/2014 11:36
Twitter desafia Facebook e diz que não é uma rede social

:: 25/11/2014 16:47
Brasil vira alvo na guerra fria pelo comando da Internet

:: 25/11/2014 15:33
Netflix expande pontos de presença para reduzir latência no Brasil

:: 25/11/2014 14:45
Teles investirão US$ 193 bi e respondem por 4,5% do PIB na AL

:: 25/11/2014 09:00
Códigos-fonte e Internet das Coisas estão no top 3 dos hackers em 2015

:: 24/11/2014 16:45
Anatel diz que preço médio do minuto de celular é de R$ 0,16

:: 24/11/2014 15:22
Operação TooHash:Spyware usa Microsoft Office para atacar empresas




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
TV digital: Argentina consolida parque fabril de conversores

PRÓXIMA
Anatel acelera regulamentos de áreas rurais e PGMU



Veja edição 11 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 11

Na discussão sobre o que vai prevalecer — fibra óptica ou rádio — na construção das infraestruturas, vence quem souber explorar o que cada tecnologia tem de melhor a oferecer.

Veja também: Cidades Digitais: Governo convoca provedores; A transição da IANA foi destaque no ICANN#51; Billing das coisas: quando cobrar certo será o diferencial; e muito mais.

Clique aqui para ver outras edições

58 Painel Telebrasil 2014
Por um Brasil Digital, teles pedem adoção de medidas urgentes

O Brasil pode chegar em 2018 entre as 30 economias mais competitivas do mundo, mas para isso precisa implantar uma série de ações num curto prazo de tempo, pontua estudo da LCA Consultores.

CDTV Anatel e teles debatem 'mão pesada' na regulação do setor
CDTV "Estamos na idade de pedra no uso de aplicativos", diz o presidente da Vivo
CDTV Indústria de aplicativos vira alvo da política de TICs da Colômbia
Clique aqui e veja a cobertura completa do evento


Anatel quer menos orelhões do que antes da privatização do setor
:: 26/11/2014 :: Telecom

Corte pevisto pela agência levará número de aparelhos para 302 mil - menos que os 366 mil existentes em 1995, ainda sob o sistema Telebrás.


Teles investirão US$ 193 bi e respondem por 4,5% do PIB na AL
:: 25/11/2014 :: Telecom

Crescimento projetado para o tráfego de dados móveis na região é de 66% até 2018. Redes 4G vão dominar os recursos em infraestruturas. Mas teles terão de fazer um dever de caso: a receita vai enxugar dos 7% registrados nos últimos cinco anos, para 2%, até 2020.


Para UIT, Brasil ainda tem tarifa celular mais cara do mundo
:: 24/11/2014 :: Telecom

Nas contas da agência da ONU, o preço cobrado na telefonia móvel no país segue no topo do ranking com 166 países.Em outubro, o SindiTelebrasil, antecipando-se, contestou a metodologia usada pela UIT. para definir esse custo."Eles usam o valor máximo da Anatel", disse o diretor executivo do SindiTelebrasil, Eduardo Levy.

» Anatel diz que preço médio do minuto de celular é de R$ 0,16

Teles prometem que Lei das Antenas vai “melhorar muito a qualidade do celular”
:: 21/11/2014 :: Telecom

Mesmo com mudança no dispositivo que garantia o licenciamento de infraestrutura por decurso de prazo, sindicato nacional das operadoras garante que os ganhos com a redução na burocracia serão sentidos pelos consumidores. “Não é o ideal, mas é um avanço", afirma Eduardo Levy. 




Brasileiros criam app para ajudar na saúde

Plataforma será gratuita e estará disponível nos dispositivos móveis até dezembro.

» Redes 2G respondem por 60% das conexões móveis na América Latina


A TV está morrendo!
:: Por Eduardo Prado

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital






Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!