Cloud ComputingConvergência Digital
LibreOffice: O Google Docs do open source

Convergência Digital - Hotsite Cloud Computing
:: Da redação :: 30/03/2012

Lançada pela The Document Foundation (TDF) em fevereiro, a versão 3.5 do LibreOffice, para Windows, Linux e Mac OS X, traz novidades aos usuários de editores de texto, planilhas eletrônicas, ferramentas de apresentação e bancos de dados.

A principal delas é a possibilidade de execução via web. Ainda que numa fase inicial e exigindo uma série de etapas complexas de compilação, o LibreOffice Online poderá ser utilizado como uma aplicação em nuvem, tal como o Google Docs, mas com a vantagem de ser livre e customizável.

Quem destaca essa inovação é Gustavo Pacheco, analista de sistemas e membro da The Document Foundation, a organização internacional que suporta o desenvolvimento do LibreOffice. Ele também pontua outros avanços, como: no editor de textos, a nova exibição de cabeçalhos e rodapés e o contador de palavras flutuante (com atualização em tempo real); no editor de planilhas, a possibilidade de inclusão de mil planilhas em um único arquivo e o número ilimitado de regras de formatação condicional; e, no editor de fórmulas, novos símbolos relativos à teoria dos jogos.

O LibreOffice oferece ainda ao usuário um serviço completo de exportação para PDFs, a grande oferta de extensões, além do dicionário e do corretor ortográfico próprios. A solução, diz Pacheco, só conseguiu chegar ao seu atual nível de desenvolvimento porque está baseado no modelo open source.

"Hoje, o LibreOffice constitui-se como a principal solução de edição de documentos no formato OpenDocument. Não apenas se consideramos o uso tradicional da aplicação, instalada sobre um sistema operacional local, mas, também, se avaliarmos o enorme potencial da API do LibreOffice, que permite adicionar, a qualquer desenvolvimento, o poder das funções das aplicações e a flexibilidade de um padrão aberto de armazenamento de dados", completa Pacheco. No Brasil, o Serpro é um dos usuários da ferramenta, em função da politica de adoção do software livre do governo.

Fonte: Agência de notícias do Serpro

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

 Matérias relacionadas com o assunto Cloud Computing  

:: 19/11/2014 17:03
Startups Open Source na mira da Microsoft

:: 17/11/2014 16:22
Brasil: PMEs querem a nuvem

:: 13/11/2014 15:45
Futebol + nuvem: Microsoft e Real Madrid se unem no Brasil

:: 12/11/2014 17:10
Nuvens múltiplas: realidade em 2015?

:: 06/11/2014 11:03
Nuvem pública resiste à pressão com o suporte do consumidor final

:: 05/11/2014 17:26
Explosão de dados: tráfego de data center chegará a 553 exabytes na AL

:: 05/11/2014 16:15
Integração: maior desafio para o uso da nuvem

:: 04/11/2014 10:02
Desenvolvedores serão o carro-chefe da nuvem pública

:: 30/10/2014 16:21
CFO abre o bolso para as compras digitais

:: 28/10/2014 17:40
Microsoft e Open Stack são novas frentes da EMC

Soluções de TI Simples
Brasil tem escola para o cibercrime

Mercado nacional apresenta 9% dos sistemas infectados por malware bancário no mundo.

» Wi-Fi público: Você está consciente dos riscos?
» Brasil segue sem política de segurança para BYOD
» Corporações são mais afetadas por vulnerabilidades de CMS

Opinião
Sobrecarga de dados – um problema, muitas soluções
:: Por Nelson Wang*


VídeosMais vídeos




Destaques

Cientista de dados não é um analista de negócio

Especialista ganha corpo e destaque na estratégia das corporações.


Nuvem ainda está fora dos planos de muitas empresas no Brasil

Pesquisa, feita com 400 companhias, mostra que boa parte delas não quer usar cloud.


Big data: Uso dos 'dados vivos' vira obra de arte

Artista inglesa diz que interesse pelos dados veio pós-denúncias de Edward Snowden.


Para gestores de TI, nuvem corporativa é muito cara no Brasil

Executivos dizem ainda que já sofreram violação de dados por culpa parcial do provedor de nuvem.


OpenStack será a protagonista da nova era da TI

"Estamos um pouco defasados no conceito, especialmente por conta da adoção da nuvem, mas o tsunami da TI está chegando e não podemos ser pegos de surpresa", advertiu o presidente da Red Hat Brasil, Gilson Magalhães.


Copyright © 2014 Convergência Digital            Todos os direitos reservados.            É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.