Cloud ComputingConvergência Digital
Advogados migram mensageria para a nuvem

Convergência Digital - Hotsite Cloud Computing
:: Da redação :: 28/03/2012

O escritório Dantas, Lee, Brock & Camargo Advogados (DLBCA), com uma carteira de clientes que abrange grandes corporações, multinacionais e instituições bancárias, acaba de concluir a migração de seus serviços de mensageria para o Google Apps. Desenvolvido pela Dedalus, o projeto foi idealizado para garantir o monitoramento do uso das ferramentas e o maior controle do atendimento ao cliente interno, usuário dos serviços na rede corporativa.

O projeto envolveu desde a implantação da solução Google Apps, plano de comunicação com os colaboradores, treinamento com a equipe técnica e usuários, até a migração de aproximadamente 450 contas de e-mail. “Nossa maior preocupação era a transferência de dados, mas a Dedalus se mostrou bastante experiente e, após reuniões de trabalho com nossa equipe, conseguiu diagnosticar as necessidades e apresentar um plano de projeto eficiente e seguro, envolvendo a migração de um grande volume de dados para o ambiente em nuvem”, observa Carlos Eduardo Minghini, diretor da área de Tecnologia do escritório.

Com a mudança para o novo ambiente em nuvem, o escritório sanou a dificuldade quanto ao espaço de armazenamento de e-mails, ampliando a capacidade de hospedagem de mensagens de 2GB para 25GB por usuário e eliminando a necessidade de realizar a liberação de espaço constantemente.

“Para este projeto buscamos no mercado o que existia de mais moderno no quesito ‘Colaboração’ e o Google Apps nos surpreendeu pela qualidade e custo benefício, e com um pacote de ferramentas com as mais variadas aplicações de comunicação, que tínhamos dificuldade em suporte”, analisa Minghini, ao observar que o novo projeto possibilitou maior flexibilidade em relação ao monitoramento dos usuários, reduzindo as horas de suporte para instalação e configuração de ferramenta de terceiros.

A implantação do projeto também propiciou outros benefícios ao DLBCA, como a redução de custos em torno de 40%, a partir do compartilhamento de documentos com clientes e parceiros através do Google Docs e a centralização de todas as ferramentas através de um único painel gerencial.  De acordo com o diretor de TI, a ideia é incorporar gradativamente todas as soluções do Google Apps a todas as áreas do escritório, iniciado com o Gmail e em seguida às ferramentas Calendário, Google Docs, Gtalk e o Google Sites.

Para Maurício Fernandes, presidente da Dedalus, o que mais chamou atenção no projeto foi a melhora na eficiência dos serviços de mensageria do DLBCA, com o aumento da capacidade de armazenamento e compartilhamento das informações críticas de negócios. “Outro destaque importante foi a migração para o novo ambiente Google Apps, incluindo treinamento com os colaboradores, e o tempo de mudança para o novo servidor, que levou apenas duas horas”.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

 Matérias relacionadas com o assunto Cloud Computing  

:: 20/03/2015 09:55
Nordeste vai certificar profissionais para computação em nuvem

:: 18/03/2015 14:37
Ford e Microsoft unem nuvem e carro conectado

:: 17/03/2015 16:20
Dropbox: alerta para vulnerabilidade no Android

:: 13/03/2015 11:14
Santander Brasil se diz pronto para a nuvem pública

:: 09/03/2015 15:33
Unicamp terá MiniCloud pública com a IBM

:: 09/03/2015 13:24
Nuvem privada reina na cloud brasileira

:: 25/02/2015 16:59
Cloud é foco da Interactive Intelligence na América Latina

:: 23/02/2015 09:33
Nokia usa potencial do rádio em solução de cloud

:: 10/02/2015 16:14
Big data: para não doer no bolso e na alma

:: 06/02/2015 16:36
Santander entra na briga pelo serviço na nuvem

Opinião
Dados pessoais proporcionais ao poder
:: Alberto Esteves Ferreira Filho e Andreia de Andrade Gomes *


VídeosMais vídeos




Destaques

Duas em cada três empresas brasileiras estão indo para a nuvem

Certificações passam a ser diferencial na escolha do provedor.


CIOs: pensem além do dia de hoje

Cloud computing entrou no radar dos gestores de TI, mas muitos pensam nela para resolver problemas imediatos.


Falta maturidade e apenas 10% das empresas brasileiras adotam o big data

Mas 29% dizem que vão investir ainda em 2015.


Big data puxa projeto de Internet das Coisas no Brasil

Mesmo com a preferência dos CIOs pela nuvem privada, a nuvem pública deverá crescer 50% esse ano. A compra de dispositivos móveis representará cerca de 45% dos investimentos de TI.


Interoperabilidade entre nuvens desafia gestores de TI

Pesquisa revela ainda que a nuvem pública não está nas prioridades de investimentos.


Copyright © 2005-2015 Convergência Digital            Todos os direitos reservados.            É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.