Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

No Amazonas, telefonia avança pouco e deputados ameaçam com CPI

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 28/03/2012

Apesar das promessas das operadoras, foi pequeno o avanço na qualidade dos serviços no Amazonas – como sustentaram parlamentares do estado durante audiência pública, na terça-feira, 27/3. Ao ponto de, durante a reunião com empresas e Anatel, surgir uma ameaça de CPI da telefonia.

“A Assembleia não vai ficar muito tempo nesse blá, blá, blá. E se preciso for o Poder Legislativo dispõe de mecanismos para criar constrangimentos para chamar a atenção sobre o assunto, para que alguém nos escute. Espero que não tenhamos que chegar ao limite de uma CPI”, afirmou o presidente da comissão de Serviços Públicos da Assembleia Legislativa, Marco Antonio Chico Preto (PSD).

A reunião buscou medir as melhorias desde a primeira audiência, em outubro do ano passado, na qual as empresas se comprometeram com um Plano de Revitalização. Mas problemas continuam e os avanços, na opinião do parlamentar, foi “medíocre”. Por exemplo, de 2026 orelhões que deveriam funcionar em 10 municípios do Amazonas, apenas 360 – 18% - estão operacionais. Eram 145 na época da primeira reunião.

As operadoras Oi, Embratel/Claro, Vivo e TIM reiteraram promessas de investimentos, mas os parlamentares insistiram nas demandas. A Oi, por exemplo, segue sem cumprir a meta de conectar as escolas públicas urbanas – das 1,2 mil do Amazonas, apenas 561 foram atendidas, praticamente todas elas (539) na capital Manaus.

Pelo menos outras duas audiências públicas serão realizadas até novembro deste ano, como forma de acompanhamento dos serviços e investimentos das operadoras. Caso as melhorias na qualidade não sejam perceptíveis, o presidente da comissão defende a criação de uma comissão de inquérito. “O inquérito é nosso instrumento legal para investigar. A Anatel pode fiscalizar, a Justiça multar e a Assembleia fazer um inquérito”, insistiu Chico Preto.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 16/10/2014 17:40
STF mantém cobrança de assinatura básica da telefonia fixa em São Paulo

:: 12/08/2014 11:16
Telecom Italia prorroga venda de operação argentina

:: 05/06/2014 16:06
Anatel abre reuniões do Conselho a manifestações das operadoras

:: 06/02/2014 17:16
Por interferência, TIM pode levar frequência da Unicel em São Paulo

:: 03/02/2014 16:10
Anatel direciona consulta e retém informações, reclamam entidades

:: 03/02/2014 12:55
Para teles, telefone fixo não tem futuro

:: 03/02/2014 11:05
Telefônica e Oi divergem da Embratel sobre futuro das ligações DDD

:: 06/11/2013 19:00
Minicom descarta fim da assinatura básica e rejeita mudança nos fundos setoriais

:: 31/10/2013 12:16
Teles reclamam de falta de coordenação com energia e rodovias

:: 16/10/2013 17:55
Lei das Antenas: governo prega rapidez, mas dúvidas ameaçam votação em 2013




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Anatel marca votação do edital do 2,5 GHz/450 MHz para 12 de abril

PRÓXIMA
Citel Group quer embutir aplicativos em tablets no Brasil



VII Seminário TelComp 2014 - Cobertura especial do Convergência Digital
Banco Mundial: Empresas brasileiras estão atrasadas no uso das TICs

Instituição está fazendo um estudo global para avaliar o impacto da economia digital, que será conhecido no 2º semestre de 2015. Mas já dados coletados. Entre eles, um significativo: As mulheres são as grandes beneficiadas pelo maior uso das TICs
CDTV Banda larga: Teles erram e Anatel fala em controle de danos
CDTV TelComp: Precisamos criar uma nova GVT no Brasil
Clique aqui e veja a cobertura completa do evento


Alô Serviços, MVNO ligada à Assembleia de Deus, vai operar no Brasil

Potencial de clientes da empresa é estimada em 18 milhões de fiéis. Negócio, desenhado por Ricardo Knoepfelmacher, ex-presidente da Brasil Telecom, é o primeiro no formato de operadora virtual credenciada. Parceria de rede será com a Vivo.


TV paga: base cresce abaixo do esperado e inadimplência acende sinal amarelo

A base de assinantes cresceu apenas 8,7% em relação a 2013, quando todas as projeções estimavam um impulso de dois dígitos. Brasil encerrou o ano com 19,58 milhões de acessos ativos.


Fim de linha para a fusão entre a Oi e a Portugal Telecom

A Oi conseguiu a aprovação para a venda dos ativos da PT para a francesa Altice por 7,4 bilhões de euros. Tele brasileira respira aliviada e ganha recursos para reduzir dívidas e entrar na briga da consolidação nacional.


TV paga: Embratel, Claro e Net dominam o mercado com 53,01% dos acessos ativos

Operadoras, do grupo mexicano Telmex, chegaram a marca de 10.501.486 milhões de assinantes em novembro. A Sky aparece na segunda posição,mas bem distante da rival. No total, Brasil somou 19,81 milhões de acessos ativos, de acordo com dados a Anatel.




Atenta ao Brasil, Nextel mira as PMEs

Operadora planeja crescer suas vendas no segmento em 30% ainda em 2015.

» Banda larga móvel: chips M2M não decolam e modems desabam nas vendas


A TV está morrendo!
:: Por Eduardo Prado

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital



Veja edição 11 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 11

Na discussão sobre o que vai prevalecer — fibra óptica ou rádio — na construção das infraestruturas, vence quem souber explorar o que cada tecnologia tem de melhor a oferecer.

Veja também: Cidades Digitais: Governo convoca provedores; A transição da IANA foi destaque no ICANN#51; Billing das coisas: quando cobrar certo será o diferencial; e muito mais.

Clique aqui para ver outras edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!