Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Governo

Porto Alegre deflagra grito de alerta contra desindustrialização

:: Da redação
:: Convergência Digital :: 27/03/2012

Mais de oito mil empresários e trabalhadores ocuparam ruas de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, nesta terça-feira, 27/03, numa manifestação de empresários e trabalhadores de diversos setores da economia contra o processo de desindustrialização por que passa o país, e que já ameaça os empregos.

Protestando contra os estragos provocados pelos juros altos, pelo Real valorizado, pela alta carga tributária no país e pela invasão de produtos importados, sobretudo da China, os manifestantes partiram do Largo Glênio Peres e seguiram até o Palácio Piratini, onde uma comissão foi recebida pelo Governador do estado, Tarso Genro, que demonstrou apoio às demandas e o movimento.

O ato público contou com a participação do vice-diretor da Abinee no Rio Grande do Sul, Régis Sell Haubert, que acompanhou a manifestação, ao lado das lideranças empresariais e dos trabalhadores, participando do encaminhamento das reivindicações ao Governador e aos representantes Assembleia Legislativa do Estado, disse que o setor produtivo precisa de medidas efetivas e emergenciais que possam minimizar a invasão de produtos importados no mercado brasileiro, que impõe uma perda de competitividade ao país frente aos concorrentes internacionais.

A manifestação de Porto Alegre foi a primeira das seis já agendadas pelo movimento Grito de Alerta. O protesto vai se repetir nesta quarta-feira (28), em Florianópolis (SC), dia 3 de abril, em Curitiba (PR), dia 4 em São Paulo, dia 13, em Manaus, e dia 10 de maio, em Brasília. Presente ao ato no Palácio Piratini, o empresário Jorge Gerdau Johannpeter, que preside a Câmara de Gestão do governo federal, reforçou o coro dos contra a falta de competitividade da economia brasileira.

"A competitividade intramuros das empresas brasileiras é boa, mas no quadro geral três ou quatro temas são prioritários", disse. Para Gerdau, o país precisa de maiores investimentos em educação para aumentar a produtividade dos trabalhadores, de uma reforma tributária para eliminar os impostos em cascata, da redução dos juros e dos custos de logística.

Ele defendeu ainda o fim dos incentivos fiscais concedidos por alguns Estados às importações. "Não posso aceitar que os importados paguem menos impostos do que os produtos fabricados no Brasil", completou. Posição também defendida pelo presidente da Abinee, Humberto Barbato. “A indústria está cada fez mais frágil, o que já está refletindo na perda de postos de trabalho e na capacidade futura de desenvolvimento da nação”, alertou o executivo.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 03/09/2014 14:45
Tablets e smartphones sustentam indústria no 1º semestre

:: 22/08/2014 13:12
Abinee prevê queda de 4% no faturamento da indústria este ano

:: 21/08/2014 17:01
Com desoneração, preço do smartphone caiu 30% para consumidor

:: 21/08/2014 16:15
Lei do Bem: Governo prorroga incentivo para tablets, PCs e smartphones

:: 19/08/2014 18:33
Desoneração de smartphones aumentou arrecadação do governo

:: 13/08/2014 18:10
Abinee: Investimentos em telecom estão parados à espera dos 700 MHz

:: 02/07/2014 12:51
Indústria recua 1,6% em 2014, mas eletrônicos crescem 14,7%

:: 24/06/2014 10:57
Brasil e Argentina criam comissão bilateral sobre TICs

:: 22/04/2014 17:00
Copa 2014: Apenas 38% das empresas do setor terão jornada especial

:: 08/04/2014 10:57
Proposta da Abinee atrai setor de software para a Lei de Informática




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Guerra do ICMS: Governo e Estados longe de um acordo

PRÓXIMA
PT reage à consulta do INPI sobre patente de software



Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições

 ESPECIAL   ESPIONAGEM DIGITAL
Snowden: Segurança Cibernética dos EUA coloca outros países em risco

Ex-espião da NSA, Edward Snowden, fez novas revelações em entrevista à Wired. “Pode-se ter alguém na China, por exemplo, fazendo parecer que um desses ataques teve origem na Rússia. E aí terminamos disparando de volta contra um hospital russo”, afirmou.

» Yahoo e Google anunciam e-mail à prova de espionagem
» Espionagem: Snowden ganha asilo por mais três anos na Rússia
» Criptografia nacional é segura e não deve nada ao mercado internacional
Clique aqui para ver a cobertura completa


SLTI prepara normas específicas para contratos de redes e auditorias
:: 12/09/2014 :: Compras governamentais

Duas novas instruções normativas vão especificar a compra de serviços e o uso de redes de comunicações com base na exigência de que sejam fornecidos por empresas públicas.


IN 4: Cada órgão definirá serviços estratégicos, dispensados de licitação
:: 12/09/2014 :: Compras governamentais

Segundo a Secretaria de Logística e TI, ideia é tornar os “estratégicos” menos abrangentes, uma vez que os serviços enquadrados nessa categoria podem ser distintos a depender da atividade. Para evitar dúvidas, vigência das novas regras não será imediata.


Nova IN 4 cria exceção de segurança nacional nas contratações de TI
:: 12/09/2014 :: Compras governamentais

Principal instrumento para a contratação de serviços de tecnologia da informação na administração pública federal, a Instrução Normativa 4 ganhou alterações, publicadas nesta sexta, 12/9, no Diário Oficial da União. Mudanças entram em vigor a partir do dia 2 de janeiro de 2015. O portal Convergência Digital publica a íntegra da nova legislação.

» SLTI prepara normas específicas para contratos de redes e auditorias
» IN 4: Cada órgão definirá serviços estratégicos, dispensados de licitação

TI e Telecom se unem e pedem revisão imediata da Lei de Informática
:: 10/09/2014 :: Política industrial

Representantes dos dois setores reclamam da visão concentrada da legislação na produção de hardware, quando software e serviços passam a ter mais relevância nos negócios. A legislação foi recém-renovada e terá validade até 2029.



Veja as coberturas especiais do Convergência Digital


Cobertura em vídeo do Convergência Digital





Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!