Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Segurança

Cybercrime: Empresas brasileiras são reativas e falham na prevenção ao risco

:: Convergência Digital
:: Convergência Digital :: 27/03/2012

Os riscos de fraudes na segurança de computadores ou redes empresariais vêm crescendo consideravelmente no Brasil e no mundo. O que antes era apenas um ato de vandalismo, com a sofisticação das fraudes pela internet, tornou-se um crime que preocupa as empresas e governos por trazer prejuízos enormes. Estas são algumas das conclusões do estudo que a Deloitte está lançando, o “Risk Intelligent governance in the age of cyber threats”. O estudo aborda o diálogo crucial no aumento da segurança das redes empresariais.

O levantamento constata que os ataques cibernéticos podem prejudicar um negócio de várias formas, desde a simples vandalização do site, chegando até ao desligamento de redes ou fraudes e roubo de propriedade intelectual. O impacto financeiro pode ser significativo: segundo o estudo da Ponemon Institute, os prejuízos podem chegar a US$ 5,9 milhões por ano, o que representa um aumento de 56% nos últimos anos.

O estudo diz ainda que para evitar os danos dos ataques cibernéticos é fundamental estar informado sobre as principais ameaças e quais os potenciais impactos para a organização. Além disso, é importante colocar esse risco no mesmo grau de importância dos riscos tradicionais das empresas. Também é crucial, sustenta o levantamento, envolver os principais executivos da empresa no processo de gerenciamento dos riscos cibernéticos.

No Brasil, com exceção da indústria financeira, a preparação da empresas ainda é muito reativa, ou seja, apenas depois da ocorrência de um evento considerável é que começam a se preocupar com medidas para evitar maiores impactos no advento de outros ataques. “O Brasil precisa ficar atento aos cibercrimes. É preciso ter uma gestão de riscos adequada. O ideal é se antecipar aos possíveis ataques por meio do conhecimento de seus potenciais invasores e das formas como eles agem. As empresas precisam investir de forma mais eficiente em ferramentas, pessoas e processos”, completou André Gargaro, sócio da área de Gestão de Riscos Empresariais da Deloitte.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 28/08/2014 16:40
Compra da GVT deve ter análise restrita à competição

:: 28/08/2014 11:16
Preço do trânsito Internet caiu 32% e está abaixo da média na América Latina

:: 28/08/2014 09:41
Leilão pela GVT chega aos R$ 22,35 bilhões

:: 27/08/2014 18:30
Oi, ao mirar a TIM, obriga Telefônica e Telecom Italia a gastar mais com a GVT

:: 27/08/2014 16:30
Acesso gratuito às redes sociais não fere a neutralidade de rede

:: 27/08/2014 16:20
Smartphone permite ao jovem brasileiro a ficar 100% conectado

:: 27/08/2014 13:26
Marco Civil: projeto amplia remoção de conteúdo sem ordem judicial

:: 27/08/2014 12:28
BNDES aportou R$ 3,7 bilhões em TICs no 1º semestre

:: 26/08/2014 12:33
Trojans móveis bancários quadruplicam em seis meses

:: 26/08/2014 09:20
Fabricantes cobram combate ao contrabando para ampliar produção de celulares com TV digital




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Rio adere ao programa Cidade Livre de Pirataria do Ministério da Justiça

PRÓXIMA
Apesar dos riscos com dados, TI ainda é secundária no Brasil




Trojans móveis bancários quadruplicam em seis meses
:: 26/08/2014 :: Segurança

Pesquisa mostra que nos primeiros seis meses do ano foram criados mais de 65 mil novos programas maliciosos. O android não é mais o alvo máximo. Os celulares da Apple entraram na mira.


Gestores de TI: Quatro maneiras de evitar os ataques DDoS
:: 21/08/2014 :: Segurança

Se os hackers querem ludibriar as políticas de segurança das empresas, cabe aos responsáveis pela Tecnologia montar suas linhas de defesas para evitar o sucesso dessas ações.


'Machete': A nova arma dos hackers na espionagem cibernética
:: 20/08/2014 :: Segurança

Autoridades da América Latina são os alvos preferidos. A técnica usada surpreende: arquivos executaveis compilados com a linguagem Python.


No Brasil, gestor de TI se divide no confronto rede lenta x segurança
:: 06/08/2014 :: Segurança

Pesquisa revela que para 48% dos brasileiros, os ambientes virtuais são, cada dia mais, uma parte essencial da infraestrutura de TI de seus negócios, mas os executivos admitem que adicionar camadas de segurança pode redundar em queda de performance e cobrança imediata dos usuários.



Você sabe porque sua empresa é vulnerável?
:: Por Roque Abdo*

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital



Veja a primeira edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC


A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina. Nessa primeira edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade: a governança da Internet. Boa leitura!

Clique aqui para ver todas as edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!