Cloud ComputingConvergência Digital
Nuvem exige capacitação profissional

Convergência Digital - Hotsite Cloud Computing
:: Fabio Barros :: 30/03/2012

A proliferação do conceito de computação em nuvem tem levado muitas empresas a reverem suas abordagens de TI e, consequentemente, os modelos adotados em seus data centers. Por conta disso, a Oracle Brasil desenvolveu uma série de workshops, que estão sendo apresentados em diversas capitais brasileiras com o objetivo de ajudar seus clientes a lidar com a transformação de seus data centers.

“Grande parte dessa transformação tem sido alavancada pela nuvem”, afirma Samuel Baccin, diretor de vendas de sistemas da Oracle Brasil. O executivo revela que 70% dos clientes brasileiros estão lidando com o problema atualmente, principalmente em processos de simplificação de infraestruturas e redirecionamento de investimentos para o que traz real valor aos seus negócios.

“O ponto principal é que estas empresas estão preparando seus ambientes para prover o conceito de cloud computing para as áreas de negócios. Muitos acreditam contar com uma nuvem privada e estão oferecendo acesso a funcionários e clientes, de forma simples, rápida e eficaz”, explica.

Para ajudar estas empresas, a iniciativa educacional da Oracle é baseada na discussão de seis tendências: volume de dados, densidade computacional, globalização, eficiência energética, habilidades necessárias para gerenciamento de ambientes cada vez mais complexos e iniciativas verdes. “Estamos falando sobre como capacitar nossos clientes a trabalhar com as novas soluções Oracle, que envolvem todos estes pontos”, diz.

Baccin afirma que a demanda pela mudança é real em clientes de grande e médio porte. De acordo com ele, estas empresas estão lidando com desafios como transformação de ambientes físicos em virtuais, padronização e gerenciamento automatizado, entre outros. “Até pouco tempo atrás, as empresas precisavam lidar com vários fatores além da estrutura adquirida para seus data centers: homologação de equipamentos, teste, tempo de deployment, tempo de migração etc.”, diz.

O executivo acredita que o conceito de appliances, no qual a Oracle vem apostando suas fichas, permite que todo este entorno seja entregue aos clientes testado e homologado. “A aceitação tem sido grande, porque as áreas de TI não têm mais tempo para todos estes processos”, defende.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

 Matérias relacionadas com o assunto Cloud Computing  

:: 01/09/2014 12:23
Apps na nuvem ganham fôlego no país

:: 15/08/2014 13:54
Apple contrata China Telecom para guardar dados

:: 11/08/2014 10:22
Nuvem substitui tradicionais tokens

:: 04/08/2014 10:44
Guarda de dados: Maioria dos paulistanos não confia nos provedores

:: 31/07/2014 09:45
Uso da nuvem agiliza obra do BRT em Brasília

:: 28/05/2014 10:13
Globalweb investe em centros de treinamento

:: 21/05/2014 10:30
Armazenamento é a aplicação mais procurada na nuvem brasileira

:: 12/05/2014 10:03
Big data dá fôlego ao IaaS

:: 28/10/2013 11:43
Para EMC, computação em nuvem revigora o papel da TI

:: 21/10/2013 20:22
Para deter os EUA, Brasil e Europa negociam regras comuns para computação em nuvem

Soluções de TI Simples
Apps móveis: Todo cuidado é pouco para não errar na estratégia

Replicar o modelo da Internet tradicional não é a melhor politica para usufruir da mobilidade.

» Ações humanas respondem por mais de 95% dos incidentes de segurança
» CSO: pronto para assumir a culpa nas violações da segurança

Opinião
Como será a rede SDN na América Latina?
:: Por Hector Silva*

VídeosMais vídeos



Destaques

Dias contados para a nuvem pública no Brasil?

Pesquisa diz que padrão privado terá a preferência de 76% dos executivos de TI.


Datacenters nacionais comemoram tributação extra de importados

Empresas dizem que medida favorecerá investimentos no país.

» Datacenters: serviços podem subir 50% e cobrança retroativa vira 'pesadelo'
» Cobrança da CIDE dos datacenters abre espaço para disputa judicial

Aplicativo usa nuvem para gestão de histórico médico

Brasil deverá, em 2015, se tonar o 4º mercado consumidor de saúde online.


Marco Civil: Saúde decide que o dado pertence ao cidadão

"O dado não é do médico. O dado não é do hospital. O dado é do cidadão. Isso pode parecer trivial, mas não era assim", frisou o diretor de Tecnologia do Datasus, Augusto Gadelha. Segundo ele, o Registro Único de Saúde só avançará se a privacidade do cidadão for respeitada.


'Donos' dos dados travam estratégia do governo para big data

"O dado não é do ministério. É do Estado", diz o diretor de operações do Serpro, Wilton Motta.


Copyright © 2014 Convergência Digital            Todos os direitos reservados.            É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.