Home - Convergência Digital

Aplicativos: Sem lei no Brasil, termo de uso é a única proteção do usuário

Convergência Digital - Carreira
:: Ana Paula Lobo e Rodrigo dos Santos - 26/03/2012

Para o advogado e presidente do Conselho de Tecnologia da Informação da Fecomércio/São Paulo, Renato Opice Blum, falta clareza para a garantia dos direitos dos usuários de aplicativos móveis. Segundo Opice Blum, hoje, quem determina as regras do jogo é o desenvolvedor do aplicativo. E o especialista lembra: Não há aplicativo gratuito sem interesse em retorno financeiro.

"Não há jurisprudência que proteja os dados pessoais no caso dos aplicativos móveis", observou Renato Opice Blum, que no último dia 21, participou do debate Aplicativos X Privacidade, na Fecomércio/SP. E, hoje, o Termo de Uso - com suas longas páginas, a maioria tem mais de 40 - é a única proteção para o usuário. "Teria sido melhor se antes da explosão do consumo de aplicativos móveis, se tivesse uma regra transparente, mas infelizmente não temos", afirma Opice Blum.

"Hoje quem determina o norte das ações é o desenvolvedor de conteúdo. E temos que lembrar que apesar do aplicativo ser gratuito, há, sim, uma questão de remuneração para o desenvolvedor e há regras de uso. Só que, hoje, faltam modelos claros para definir as responsabilidades", acrescenta o advogado, especializado em Direito Eletrônico. Opice Blum.

Ele observa ainda que, hoje, as pessoas baixam aplicativos sem saber quais dados são coletados e para que serão usados. "Esse é um problema a ser enfrentado", adverte. Assista a palestra de Renato Opice Blum sobre privacidade de dados em aplicativos móveis.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

LEIA TAMBÉM:

30/10/2014
Rio de Janeiro promove hackathon para apps

30/10/2014
Consumo alto da bateria é o pecado dos apps de GPS no Brasil

30/10/2014
ANAC flexibiliza uso de celulares e tablets nos voos no Brasil

29/10/2014
App gratuito orienta turistas em cidades brasileiras

29/10/2014
Malware ameaça os apps móveis

28/10/2014
Brasil lidera mercado de apps móveis

24/10/2014
Prefeitura de Santos investe em mobilidade para contato com cidadão

23/10/2014
Facebook lança app que permite o anonimato

23/10/2014
NEC está na briga pelas redes SDN/NFV no Brasil

22/10/2014
TIM facilita venda de ingressos de futebol pelo celular

Destaques
Destaques

4G chega a 4,2 milhões de acessos

A migração do 3G para o 4G é, de fato, uma tendência no Brasil. Segundo dados do portal Teleco, em agosto, o país fechou com 141,9 milhões de acessos banda larga móvel, sendo 131,1 milhões de aparelhos 3G.

Compartilhamento: Anatel cobra licenciamento duplo de Oi e Tim

Empresas firmaram acerto para compartilhar antenas 4G, mas a agência sustenta que apesar das ERBs representarem um único conjunto de equipamentos a serem licenciados, o uso de radiofrequências distintas implica que o pagamento do Fistel deve ser feito por ambas as operadoras.

» Anatel espera Lei das Antenas para decidir sobre compartilhamento de torres

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet das Coisas: O charme dos sensores

:: Por Eduardo Prado *


Copyright © 2014 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site