Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Internet

Nos EUA, Comissão pede privacidade, mas não apoia o fim do rastreamento

:: Da redação*
:: Convergência Digital :: 26/03/2012

Um relatório apresentado nesta segunda-feira, 26/3, pela Comissão Federal do Comércio dos EUA (FTC, na sigla em inglês), pede aos legisladores que aprovem uma lei para garantir aos consumidores acesso a informações detidas por “corretores de dados” – empresas que se especializam em mapear informações sobre internautas para fins comerciais.

Mas no relatório de 120 páginas, a FTC não chegou a apoiar uma legislação que torne obrigatório o mecanismo conhecido como Do Not Track (Não Rastreie), limitando-se a declarar que “a indústria tem feito progressos significativos” voluntariamente – um projeto nesse sentido foi apresentado no Congresso americano no ano passado.

Para alguns analistas ligados a consultorias pró-livre mercado, a proibição a esses mecanismos rastreadores seria prejudicial à publicidade e, consequentemente, a gratuitade de diversos sites na Internet – e poderia ter impacto mesmo nos conhecidos botões “Like”, do Facebook ou Google+.

Embora o relatório em si não impeça os parlamentares americanos de eventualmente aprovarem o projeto relativo a regras mais severas de privacidade na Internet, é de se esperar que deputados e senadores se mostrem mais relutantes em apoiar a proposta diante das considerações do órgão regulador – o FTC tem competência em questões relacionadas à privacidade.

Naturalmente, militantes que defendem restrições mais diretas se mostraram desapontados com o relatório final da FTC. O Eletronic Privacy Information Center, por exemplo, sustentou que a Comissão “não foi longe o bastante” nas recomendações e “erroneamente sustentou a auto-regulação”

Em essência, a Comissão Federal do Comércio defende que empresas de Internet adotem políticas internas de privacidade mais severas, que garantam a segurança dos dados dos consumidores, bem como limitem a compilação e retenção de tais informações.

* Com informações da Cnet.news

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 17/04/2015 09:30
Acordo com Facebook deve incluir sites de governo em acesso gratuito

:: 08/04/2015 10:00
Revista Abranet 12

:: 20/03/2015 09:45
Brasil é o sétimo país no ranking global de uso da Internet

:: 16/03/2015 12:45
Há 30 anos era criado o primeiro domínio .com

:: 02/03/2015 17:31
Google e Facebook ditam suas estratégias às teles

:: 27/02/2015 15:02
Eduardo Levy: Celular também chega onde não há interesse comercial

:: 27/02/2015 14:54
Flávia Lefèvre: Internet móvel não leva em conta política pública

:: 24/02/2015 11:23
A Internet das Coisas vai transformar o "negócio" do Banco

:: 10/02/2015 13:00
Internet Segura: conteúdos ilícitos crescem na Web brasileira

:: 09/02/2015 11:56
Google e Facebook estão em 90% de decisões judiciais sobre Marco Civil da Internet




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Banda larga: Governo da Austrália bane Huawei de projeto nacional

PRÓXIMA
Telebras e Angola Cables assinam acordo para conexão entre Brasil e África



Veja edição 12 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 12
Especial 20 Anos de Internet no Brasil


Há 20 anos os provedores de Internet escrevem suas histórias no País. A trajetória não foi nada fácil. Houve decisões políticas e econômicas significativas. Infraestrutura, modelo de negócios e fidelização de clientes foram relevantes no passado e continuam sendo no presente. Ao longo de duas décadas, os ISPs tiveram de se reinventar diversas vezes para não deixar de existir.

Clique aqui para ver outras edições


Ministério da Cultura denuncia censura do Facebook e reclama soberania brasileira

De acordo com o MINC, a rede social justificou a proibição argumentando que não está submetida à legislação do Brasil. "Não podemos aceitar que uma empresa pretenda se colocar acima das leis, da cultura e da soberania de nosso país. O Facebook e outras empresas globais operam numa lógica muito próxima à dos tempos coloniais", disse o ministro Juca Ferreira. Facebook, depois da polêmica, republicou o material na fan page do Ministério.


Google é indiciado e pode ser multado em até US$ 6,6 bi

A titã americana foi acusada de abusar de posição dominante no mercado de buscas na Internet pela União Europeia. Desde 2010, a empresa está sendo investigada. Google fará companhia à Microsoft e à Intel, também punidas com multas bilionárias.


Neutralidade: Teles e TVs pagas se aliam e vão à Justiça contra a FCC

Três novos processos foram apresentados nesta terça, 14/4, pelas entidades que representam operadoras fixas e móveis e as empresas de TV por assinatura. Em geral, objetivo é anular a decisão tomada pela FCC no fim de fevereiro, que proíbe discriminação e bloqueios ou priorização paga de conteúdos na rede. Teles móveis tentam ser excluídas das obrigações.


Escanteado na TV aberta, Ginga escreve seu futuro no IPTV

"Nós temos tecnologia para ser a padronização do IPTV", diz o professor e pesquisador Marcelo Moreno, da Universidade Federal de Juiz de Fora e coordenador do tema na UIT.



Allied e Oi firmam aliança para distribuição de dispositivos móveis

Distribuidora será responsável pela gestão de suprimentos e supply chain de celulares, smartphones e tablets.

» Brasil fica para trás no consumo de apps na América Latina
» BYOD veio para ficar no Brasil
» 99Taxis recebe R$ 130 milhões com segundo aporte em 2015


A Internet das Coisas vai transformar o "negócio" do Banco
:: Por Eduardo Prado *

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital

 ESPECIAL   GOVERNANÇA DA INTERNET
EUA e aliados rejeitam proposta brasileira de proteção à privacidade

Em entrevista ao portal da Abranet, que o Convergência Digital republica, Thiago Tavares, um dos conselheiros do CGI e que esteve presente à PP-14 de 29/10 a 7/11, realizada em Busan, na Coréia do Sul, diz que há discussões graves para serem tocadas em 2015. Entre elas, uma proposta- rejeitada - da Índia, mas que pode colocar em risco à Internet.

» #HumanizaRedes: Brasil faz parceria inédita com Google, Facebook e Twitter
» Berzoini: "É hora de se pensar em convenções globais para a governança da Internet"
» Governança da Internet: América Latina no centro das atenções
Clique aqui para ver o especial completo


Abranet 2014 - Desafios e Oportunidades: Profissionais de Internet

IPv6: Quanto mais demorar, mais cara a migração vai ficar

Essa foi a avaliação feita pelo presidente da Associação Brasileira da Internet - Abranet, Eduardo Nejer, que defende que o assunto seja tratado como prioridade máxima nos próximos meses no Brasil.

CDTV Abranet apela ao associado para responder pesquisa TIC Provedores
CDTV Brasil quer fazer um cadastro nacional de provedores Internet
Clique aqui para ver a cobertura completa

TICs em Foco - Internet das coisas
Oportunidades e desafios

Mais popular que nunca, a internet das coisas — ou IoT, na sigla para Internet of Things, ou ainda IoE de Internet of Everything — representa tanto uma janela de oportunidade para as empresas quanto imprime desafios monstruosos devido à imensa quantidade de máquinas conectadas à internet.





Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!