Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Internet

Banda larga: Escolha da Price despreza tecnologia nacional, diz CGI

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 23/03/2012

A escolha da parceria inglesa entre a consultoria PriceWaterhouseCoopers e a SamKnows é reveladora da dificuldade brasileira em apostar na competência nacional – e, indiretamente, escoa recursos que poderiam ser investidos na infraestrutura da Internet no país.

Ao menos é como avalia o conselheiro, por notório saber, do Comitê Gestor da Internet, Demi Getshko, também presidente do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR, que disputou com os britânicos a seleção promovida pela Anatel e feita pelas operadoras.

Getshko lembrou que a SamKnows, a parceira tecnológica da consultoria eleita como Aferidora da Qualidade da banda larga, nasceu graças a incentivos da agência reguladora de telecomunicações da Inglaterra, o Ofcom, para avaliação das conexões à Internet.

“É evidente que não precisamos de uma solução nacional em todas as áreas. Mas, infelizmente, não fizemos o que a Inglaterra fez em 2007, quando o Ofcom fomentou a empresa”, destacou o “pai” da Internet brasileira durante audiência, na quinta-feira, 22/3, no Senado Federal.

Além da competência na área, Demi Gesthko lembrou que o NIC.br – como, de resto, toda a estrutura de governança da Internet no Brasil – é público, não tem fins lucrativos e todos os recursos (oriundos da venda de endereços .br) são aplicados na rede, como a construção de Pontos de Troca de Tráfego.

“Tudo o que pudermos reverter para a Internet brasileira é positivo, mas perdeu-se a oportunidade”, disse. Pelo serviço de medição da qualidade da banda larga no país nos próximos cinco anos, a parceria Price/SamKnows receberá R$ 99 milhões.

O próprio ministro das Comunicações, Paulo Bernardo – que é membro titular do CGI – já desqualificou os argumentos do NIC.br como choro de perdedor. Pode ser. Mas vale lembrar que tanto os critérios de medição de qualidade, depois incorporados pela Anatel, bem como os primeiros testes em parceria com o Inmetro, foram criados pelo NIC.br.

Testes que continuarão sendo feitos independentemente de oficialmente aceitos pela Anatel – é com base nos resultados da Entidade Aferidora que poderão ser aplicadas sanções às empresas. “Nós vamos continuar medindo o que acharmos importante”, completou Demi Getshko.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 22/08/2014 17:23
Governo isentou empresas em R$ 3,2 bilhões para construção de redes de banda larga

:: 21/08/2014 18:13
700 MHz vai levar telefonia móvel a 4,5 mil distritos rurais

:: 21/08/2014 13:00
BNDES investe R$ 41,3 milhões em seis empresas de TI

:: 21/08/2014 12:45
Gestores de TI: Quatro maneiras de evitar os ataques DDoS

:: 20/08/2014 17:15
Carta aberta aos presidenciáveis pede banda larga em regime público

:: 20/08/2014 12:32
'Machete': A nova arma dos hackers na espionagem cibernética

:: 20/08/2014 10:45
Minicom aprova mais 11 projetos no REPNBL

:: 20/08/2014 10:40
Anatel julga primeiro litígio da plataforma de atacado

:: 19/08/2014 18:23
M2M impulsiona negócios da Celistics com SIMCards no Brasil

:: 19/08/2014 11:14
São Paulo terá isenção de ICMS para banda larga de até 2 Mbps




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Telebras e Angola Cables assinam acordo para conexão entre Brasil e África

PRÓXIMA
Contrato da Price com teles, para medição da Internet, é de R$ 99 milhões



Por sobrevivência, provedores precisam fugir dos serviços comuns

Sair da zona de conforto e se reinventar é imperativo para os ISPs que querem se manter no mercado, sustenta o presidente da Abranet, Eduardo Neger. E para ele só há uma alternativa: apostar na Inovação. O Marco Civil também exige novos modelos de negócios.


 ESPECIAL   GOVERNANÇA DA INTERNET
NetMundial preserva transição da ICANN e faz leve menção à neutralidade

Além de manter o prazo previsto para que as funções IANA sejam desvinculadas do governo dos EUA, a declaração final do evento global sobre a governança da Internet, realizado em São Paulo, também reforçou as críticas à vigilância. Mas cedeu à indústria do copyright.

» Comitê Gestor lança escola sobre governança da Internet
» Painel da ICANN sustenta NetMundial e "globalização" até setembro de 2015
» Governança da Internet: EUA se opõem ao modelo multilateral e conflitam com o Brasil
Clique aqui para ver o especial completo


Internet ultrapassa barreira de 500 mil redes e sofre pequenas panes
:: 15/08/2014 :: Internet

Sites e mesmo grandes redes de provedores sentiram os primeiros ‘soluços’ com a chegada ao ‘limite’ armazenamento de rotas de alguns modelos de roteadores, adverte estudo da Renesys.


Marco Civil não invalida o Direito ao Esquecimento
:: 14/08/2014 :: Internet

Relator do projeto, o deputado do PT, Alessandro Molon, se mostra otimista e diz aguardar a regulamentação para logo depois das eleições.


Teles respondem por seis em cada 10 queixas ao Consumidor.gov
:: 13/08/2014 :: Internet

Lançado como canal de mediação entre clientes insatisfeitos e empresas, o site já reúne mais de 9 mil reclamações, sendo 7,9 mil concluídas.

» Projeto prevê multa de R$ 30 mil por telemarketing indesejado

Big Data: O dilema da privacidade e as necessidades da coletividade
:: 13/08/2014 :: Internet

Tema foi debatido no II Fórum da Associação Brasileira de Anunciantes. Executivos questionam se o Marco Civil da Internet terá o efeito esperado.



Carros conectados exigem 3G e 4G

Ritmo de migração das redes 2G para os chips M2M ganha impulso no mundo

» Minicom distribui R$ 4,5 milhões em concurso de apps
» No 2º tri, tráfego móvel global chegou a 2,5 mil petabytes/mês
» App personaliza conteúdo de redes sociais


Cidades inteligentes e a Internet das Coisas
:: Por Jordi Botifoll*

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital


TICs em Foco - Internet das coisas
Oportunidades e desafios

Mais popular que nunca, a internet das coisas — ou IoT, na sigla para Internet of Things, ou ainda IoE de Internet of Everything — representa tanto uma janela de oportunidade para as empresas quanto imprime desafios monstruosos devido à imensa quantidade de máquinas conectadas à internet.


Veja a primeira edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC


A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina. Nessa primeira edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade: a governança da Internet. Boa leitura!

Clique aqui para ver todas as edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!