Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Internet

Banda larga: Escolha da Price despreza tecnologia nacional, diz CGI

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 23/03/2012

A escolha da parceria inglesa entre a consultoria PriceWaterhouseCoopers e a SamKnows é reveladora da dificuldade brasileira em apostar na competência nacional – e, indiretamente, escoa recursos que poderiam ser investidos na infraestrutura da Internet no país.

Ao menos é como avalia o conselheiro, por notório saber, do Comitê Gestor da Internet, Demi Getshko, também presidente do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR, que disputou com os britânicos a seleção promovida pela Anatel e feita pelas operadoras.

Getshko lembrou que a SamKnows, a parceira tecnológica da consultoria eleita como Aferidora da Qualidade da banda larga, nasceu graças a incentivos da agência reguladora de telecomunicações da Inglaterra, o Ofcom, para avaliação das conexões à Internet.

“É evidente que não precisamos de uma solução nacional em todas as áreas. Mas, infelizmente, não fizemos o que a Inglaterra fez em 2007, quando o Ofcom fomentou a empresa”, destacou o “pai” da Internet brasileira durante audiência, na quinta-feira, 22/3, no Senado Federal.

Além da competência na área, Demi Gesthko lembrou que o NIC.br – como, de resto, toda a estrutura de governança da Internet no Brasil – é público, não tem fins lucrativos e todos os recursos (oriundos da venda de endereços .br) são aplicados na rede, como a construção de Pontos de Troca de Tráfego.

“Tudo o que pudermos reverter para a Internet brasileira é positivo, mas perdeu-se a oportunidade”, disse. Pelo serviço de medição da qualidade da banda larga no país nos próximos cinco anos, a parceria Price/SamKnows receberá R$ 99 milhões.

O próprio ministro das Comunicações, Paulo Bernardo – que é membro titular do CGI – já desqualificou os argumentos do NIC.br como choro de perdedor. Pode ser. Mas vale lembrar que tanto os critérios de medição de qualidade, depois incorporados pela Anatel, bem como os primeiros testes em parceria com o Inmetro, foram criados pelo NIC.br.

Testes que continuarão sendo feitos independentemente de oficialmente aceitos pela Anatel – é com base nos resultados da Entidade Aferidora que poderão ser aplicadas sanções às empresas. “Nós vamos continuar medindo o que acharmos importante”, completou Demi Getshko.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 31/03/2015 10:15
Facebook rastreia não usuários e quem optou por não ser seguido

:: 31/03/2015 09:45
Mais da metade das empresas brasileiras não exige troca de senha dos funcionários

:: 30/03/2015 15:45
Ataques DDoS multiplicam e incidentes superam a casa de 1 milhão no Brasil

:: 30/03/2015 14:22
PROTESTE: Internautas ficam sem a velocidade contratada na banda larga fixa

:: 30/03/2015 11:50
BB Tecnologia vai contratar até 590 terceirizados por cinco anos

:: 30/03/2015 10:40
Empresa nacional busca lugar na prevenção aos ataques cibernéticos

:: 27/03/2015 17:30
GVT ultrapassa a marca de 3 milhões de clientes banda larga

:: 27/03/2015 13:00
Consolidação: "É melhor fazer do que falar", diz presidente da Oi

:: 26/03/2015 18:10
Brasil precisa produzir hardware e software em Telecom

:: 26/03/2015 16:40
Governo quer 100 milhões de novos acessos banda larga até 2018




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Telebras e Angola Cables assinam acordo para conexão entre Brasil e África

PRÓXIMA
Contrato da Price com teles, para medição da Internet, é de R$ 99 milhões



Abranet 2014 - Desafios e Oportunidades: Profissionais de Internet

IPv6: Quanto mais demorar, mais cara a migração vai ficar

Essa foi a avaliação feita pelo presidente da Associação Brasileira da Internet - Abranet, Eduardo Nejer, que defende que o assunto seja tratado como prioridade máxima nos próximos meses no Brasil.

CDTV Abranet apela ao associado para responder pesquisa TIC Provedores
CDTV Brasil quer fazer um cadastro nacional de provedores Internet
Clique aqui para ver a cobertura completa


Facebook rastreia não usuários e quem optou por não ser seguido

Segundo relatório da agência de proteção de dados da Bélgica, a rede social identifica qualquer um que já tenha passado por seu endereço ou mesmo em páginas de terceiros que tenham um plug-in como o polegar do ‘gostei’.


STJ decide que Google só fornece IP se ofendido apresentar URLs

Decisão é da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça e envolve uma ação judicial no Rio Grande do Sul.


Apenas 1,9% dos acessos fixos no Brasil têm velocidade acima de 10 Mbps

Relatório da Akamai, com dados do 4º trimestre de 2014, mostram que a velocidade média de conexão na banda larga fixa ficou em 3Mbps no Brasil. No mundo, a média global é de 4,5Mbps. Na banda larga móvel, apenas 2,2% dos consumidores tiveram acesso acima de 4Mpbs.


Brasil é o sétimo país no ranking global de uso da Internet

Socializar ainda é o maior uso da Rede Mundial. Estudar é o menos frequente. Dados são de um levantamento feito pelo think tank americano Pew Research Center onde são comparados 32 países em desenvolvimento.



Sob pressão, empresas admitem descuido com os seus apps

Usuário exige rapidez na entrega e testes são relegados a um segundo plano.

» Investimentos em 4G vão superar os US$ 193 bilhões na América Latina
» Cartão BNDES abre espaço para apps
» Paulistanas são as mais consumistas no mercado móvel


A Internet das Coisas vai transformar o "negócio" do Banco
:: Por Eduardo Prado *

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital

 ESPECIAL   GOVERNANÇA DA INTERNET
EUA e aliados rejeitam proposta brasileira de proteção à privacidade

Em entrevista ao portal da Abranet, que o Convergência Digital republica, Thiago Tavares, um dos conselheiros do CGI e que esteve presente à PP-14 de 29/10 a 7/11, realizada em Busan, na Coréia do Sul, diz que há discussões graves para serem tocadas em 2015. Entre elas, uma proposta- rejeitada - da Índia, mas que pode colocar em risco à Internet.

» Berzoini: "É hora de se pensar em convenções globais para a governança da Internet"
» Governança da Internet: América Latina no centro das atenções
» Pressionada por novas rejeições, NetMundial Initiative muda estrutura
Clique aqui para ver o especial completo


TICs em Foco - Internet das coisas
Oportunidades e desafios

Mais popular que nunca, a internet das coisas — ou IoT, na sigla para Internet of Things, ou ainda IoE de Internet of Everything — representa tanto uma janela de oportunidade para as empresas quanto imprime desafios monstruosos devido à imensa quantidade de máquinas conectadas à internet.


Veja edição 11 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 11

Na discussão sobre o que vai prevalecer — fibra óptica ou rádio — na construção das infraestruturas, vence quem souber explorar o que cada tecnologia tem de melhor a oferecer.

Veja também: Cidades Digitais: Governo convoca provedores; A transição da IANA foi destaque no ICANN#51; Billing das coisas: quando cobrar certo será o diferencial; e muito mais.

Clique aqui para ver outras edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!