Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

Política industrial: Desoneração de redes está nas mãos da Fazenda

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 21/03/2012

Virou ato reflexo. Pressionado pelas reclamações contra o abismo digital que separa Sudeste e Sul do resto do país, o Ministério das Comunicações rebate, desde o início do ano passado, com a promessa de que os investimentos em redes terão incentivos fiscais. Em reunião com senadores nesta quarta-feira, 21/3, não foi diferente.

Coube ao secretario executivo do Minicom, Cezar Alvarez, retocar a maquiagem da proposta, “detalhando” que o regime especial de tributação terá uma dezena de parâmetros distintos para medir o tamanho da desoneração fiscal: se são redes novas, reforma de antigas, substituição, etc.

A única mudança sobre essa desoneração é que, depois de vários anúncios da Medida Provisória com os benefícios – basicamente a isenção de PIS e Cofins nos equipamentos e obras civis – nem mesmo essa data está mais sob o controle do Minicom.

O anúncio oficial depende, agora, de quando o Ministério da Fazenda apresentar as novas medidas de política industrial – em complemento às anunciadas em agosto do ano passado – como a ampliação dos setores que poderão trocar a contribuição ao INSS por um percentual sobre o faturamento.

Com tantos adiamentos desde que o ministro Paulo Bernardo anunciou a desoneração de redes, pouco depois de tomar posse nas Comunicações, ainda em janeiro de 2011, aparentemente não houve oportunidade de serem avaliadas as ponderações feitas pelo Ipea de que esse movimento pode ser contraproducente.

“É uma desoneração que pode gerar ineficiências, na medida em que os próprios operadores privados tenderiam, agora, a ampliar a rivalidade e por isso, ampliar os próprios investimentos em infraestrutura”, lembrou, em dezembro, o especialista do Ipea, Rodrigo Abdalla.

Para o Minicom, as desonerações são necessárias diante das obrigações impostas às empresas, cujo exemplo mais citado são as condicionantes de cobertura atreladas à venda de novas faixas de frequência, caso do leilão de 450 MHz e 2,5 GHz, previsto, agora, para junho.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 16/09/2014 16:33
Brasil é 11º em ranking da Huawei de conectividade

:: 16/09/2014 11:45
Acesso foi massificado, mas uso baixo desafia setor de Telecom

:: 11/09/2014 09:06
Agora Dilma quer Telebras induzindo competição na banda larga

:: 10/09/2014 10:13
Minicom: 'O hiato digital está caindo no Brasil'

:: 10/09/2014 08:00
Dilma promete Lei de Universalização da banda larga no segundo mandato

:: 08/09/2014 12:00
Minicom aprova mais R$ 72 milhões em redes com desoneração fiscal

:: 05/09/2014 15:56
Campanha Banda Larga quer compromisso de candidatos: Dilma será a primeira

:: 02/09/2014 15:33
Banda larga fixa: Com GVT, Telefônica supera Oi e enfrenta Telmex

:: 01/09/2014 09:33
Desoneração de redes para banda larga será de R$ 5 bilhões

:: 29/08/2014 16:50
Celulares com acesso à Internet já são maioria no Brasil




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
DirectTV escolhe Argentina para produzir conversores DTH

PRÓXIMA
A exemplo do setor elétrico, governo estuda prorrogar concessões de telecom




Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições

Nextel Brasil diz não fazer parte da reestruturação judicial da NII Holdings
:: 15/09/2014 :: Telecom

Como já era esperado pelo mercado, a NII Holdings fez uma petição voluntária para o Capítulo 11, pedido de proteção contra falência, em uma corte de Nova York. Em comunicado, a Nextel Brasil garante que a reestruturação não irá afetar os negócios no país.


Se faltar dinheiro, teles cobrem transição da TV digital, diz Anatel
:: 15/09/2014 :: Telecom

Ao responder questionamentos das emissoras de televisão, agência não chega a detalhar planilhas de custos estimados, mas deixa expresso que caso os R$ 3,6 bilhões previstos no edital da faixa de 700 MHz se mostrem insuficientes, os “recursos faltantes” deverão ser aportados pelas vencedoras do leilão, as operadoras móveis.


BTG Pactual bateu à porta da América Móvil para negociar compra da TIM
:: 09/09/2014 :: Telecom

O presidente da Claro, Carlos Zenteno, informou que o banco- contratado pela Oi para formalizar uma proposta pela TIM Brasil - sondou a possibilidade de o grupo entrar num possível consórcio.  O presidente da Telefônica Vivo, Antonio Carlos Valente, desconversou. "Nosso foco é a GVT".


Acionistas da PT decidem manter fusão com a Oi
:: 08/09/2014 :: Telecom

Pelos novos termos aprovados, a  Portugal Telecom terá 25,6% da CorpCo e seis anos para tentar recuperar a diferença dos 38% inicialmente previstos. Representantes da Oi estiveram na reunião, mas não votaram.




Hackathon para apps em São Paulo

Maratona de programação quer estimular a produção de aplicativos para facilitar a vida dos paulistanos.

» TIM usa 900 MHz para reforçar 3G em São Paulo


A TV está morrendo!
:: Por Eduardo Prado

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital







Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!