Cloud ComputingConvergência Digital
SaaS é trunfo na oferta de cloud no Brasil

Convergência Digital - Hotsite Cloud Computing
:: Fábio Barros :: 23/03/2012

O modelo de computação em nuvem vem mudando não apenas o dia-a-dia das empresas usuárias de TI, mas também o das empresas fornecedoras de soluções. Um exemplo é a mudança que vem ocorrendo no modelo de atuação da Kaseya, software house especializada no desenvolvimento de aplicativos para gerenciamento de áreas de TI.

No Brasil desde 2006, a companhia iniciou há dois anos a oferta de seus produtos no modelo SaaS (software como serviço) e, desde então, garante que vem abrindo novas frentes de atuação. Em visita ao Brasil, Bill Falk, vice-presidente executivos de venda da Kaseya, disse que a empresa tem hoje 135 clientes no País, e que deve dobrar este número em no máximo três anos.

“Nosso foco hoje são as companhias prestadoras de serviços de TI, que usam nossos aplicativos para aprimorar a qualidade de seus serviços”, diz. Mas a carteira não se mantém neste perfil, incluindo também antigas revendas de hardware e software que estão migrando para serviços e, em menor número, revendas com foco em grandes corporações, que usam os aplicativos on-premise.

Mas o que vem mudando a relação da Kaseya com o mercado, de acordo com Falk, é a recente oferta em nuvem. De acordo com Falk, as ofertas em SaaS têm aberto novos mercados para a companhia, uma vez que permite sua oferta de forma mais granular. “Em 2011, 10% de nossos novos negócios foram SaaS. O percentual tende a crescer, já que o modelo é que mais cresce no Brasil”, diz, lembrando que o aplicativo da Kaseya fica baseado em uma nuvem na Inglaterra.

Sobre o nível de adoção entre mercados maduros e emergentes, Falk diz que a adoção do modelo tem se dado de forma igualitária, mas por razões diferentes. “Nos Estados Unidos, por exemplo, o estímulo do governo tem levado muitas empresas a adotar cloud computing”, conclui.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

 Matérias relacionadas com o assunto Cloud Computing  

:: 20/03/2015 09:55
Nordeste vai certificar profissionais para computação em nuvem

:: 18/03/2015 14:37
Ford e Microsoft unem nuvem e carro conectado

:: 17/03/2015 16:20
Dropbox: alerta para vulnerabilidade no Android

:: 13/03/2015 11:14
Santander Brasil se diz pronto para a nuvem pública

:: 09/03/2015 15:33
Unicamp terá MiniCloud pública com a IBM

:: 09/03/2015 13:24
Nuvem privada reina na cloud brasileira

:: 25/02/2015 16:59
Cloud é foco da Interactive Intelligence na América Latina

:: 23/02/2015 09:33
Nokia usa potencial do rádio em solução de cloud

:: 10/02/2015 16:14
Big data: para não doer no bolso e na alma

:: 06/02/2015 16:36
Santander entra na briga pelo serviço na nuvem

Opinião
Dados pessoais proporcionais ao poder
:: Alberto Esteves Ferreira Filho e Andreia de Andrade Gomes *


VídeosMais vídeos




Destaques

Duas em cada três empresas brasileiras estão indo para a nuvem

Certificações passam a ser diferencial na escolha do provedor.


CIOs: pensem além do dia de hoje

Cloud computing entrou no radar dos gestores de TI, mas muitos pensam nela para resolver problemas imediatos.


Falta maturidade e apenas 10% das empresas brasileiras adotam o big data

Mas 29% dizem que vão investir ainda em 2015.


Big data puxa projeto de Internet das Coisas no Brasil

Mesmo com a preferência dos CIOs pela nuvem privada, a nuvem pública deverá crescer 50% esse ano. A compra de dispositivos móveis representará cerca de 45% dos investimentos de TI.


Interoperabilidade entre nuvens desafia gestores de TI

Pesquisa revela ainda que a nuvem pública não está nas prioridades de investimentos.


Copyright © 2005-2015 Convergência Digital            Todos os direitos reservados.            É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.