Cloud ComputingConvergência Digital
Globalweb e Serena Software se unem por orquestração em TI

Convergência Digital - Hotsite Cloud Computing
:: Ana Paula Lobo :: 21/03/2012

Um dos maiores desafios, hoje, dos gestores de Tecnologia é o de integrar suas diferentes soluções como Gestão Empresarial, CRM, Billing, e outras, e organizar uma gestão efetiva de processos. Atenta a essa demanda, a Globalweb, empresa nacional de TI e computação na nuvem, renovou sua parceria com a Serena Software para a oferta dos produtos da desenvolvedora norte-americana, especializada em processos.

De acordo com Jorge Moskovitz, diretor da Serena Software no Brasil, o desenvolvimento de uma aplicação não é mais apenas um interesse da área de TI, mas está integrada ao processo de negócios de uma companhia.

"Mais do que desenvolver é preciso garantir que essa aplicação chegue no mercado no tempo previsto e, hoje, essa integração desenvolvimento e negócios ainda não acontece na maioria das vezes. Nós entramos para reduzir esse gap", explica o executivo.

O produto base para o trabalho no Brasil é o Serena Service Manager, lançado em 2010, e que recém-ganhou o Pink Elephant’s 2011 Innovation of the Year Award, numa premiação voltada para o produto mais inovador na área de software e de processos em ITIL.

"A nossa proposta é facilitar a orquestração em TI, ou seja, unificar e facilitar a gestão dos ciclos de vida das aplicações de forma simples e efetiva, lembrando que os processos ITIL demandam bastante", diz Moskovitz.

Para José Geraldo Coscelli, COO da Globalweb, além de vender o software da Serena, a empresa está especializada na sua implementação e manutenção. "Para outsourcing, esse é um modelo que vem rendendo bons frutos em grandes empresas e na área de governo", diz.

Mas o próximo desafio é o de levar módulos da solução - atenta à gestão de processos para empresas de menor porte - para o modelo de computação na nuvem. "Estamos negociando para sermos os distribuidores exclusivos da Serena Software em computação na nuvem. Gestão de processos é prioridade em qualquer área de TI", destaca o diretor da GlobalWeb.

Em visita ao Brasil, o vice-presidente de Marketing da Serena Software, David Hurwitz, enfatizou que a companhia, que abriu um escritório próprio no país para gerenciar as operações na América Latina e para ficar mais próxima dos seus parceiros, sabe que o Brasil é, hoje, um mercado em forte expansão e um potencial de negócios em TI.

"O momento brasileiro é mágico e impulsiona outros países da região", diz. A Serena tem forte interesse em ampliar sua participação no mercado de varejo - compras online, hoje, geram sistemas de TI, e no Governo, onde há a necessidade de gerir aplicações de forma mais eficiente.

"Nossos produtos são voltados para profissionais de TI. E sabemos quais são as suas demandas no Brasil, na Alemanha, no Japão. Os gestores de TI querem uma ferramenta que integre o desenvolvimento da aplicação ao negócio", completa Hurwitz.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

 Matérias relacionadas com o assunto Cloud Computing  

:: 25/02/2015 16:59
Cloud é foco da Interactive Intelligence na América Latina

:: 23/02/2015 09:33
Nokia usa potencial do rádio em solução de cloud

:: 11/02/2015 17:52
EMC: Nuvem não é uma solução mágica

:: 10/02/2015 16:14
Big data: para não doer no bolso e na alma

:: 09/02/2015 14:05
Falta maturidade e apenas 10% das empresas brasileiras adotam o big data

:: 06/02/2015 16:36
Santander entra na briga pelo serviço na nuvem

:: 05/02/2015 12:33
SaaS: mudar agora ou morrer

:: 02/02/2015 17:03
Cloud: preço baixo não é mais prioridade nº1

:: 27/01/2015 16:43
Nuvem foi a cura para solução de e-mail da Rede D´Or

:: 23/01/2015 11:28
Colégio Bandeirantes usa a nuvem para armazenar 16 terabytes

Opinião
Aumenta pressão na América Latina por uma rede melhor para a nuvem
:: Por Hector Silva*


VídeosMais vídeos




Destaques

Big data puxa projeto de Internet das Coisas no Brasil

Mesmo com a preferência dos CIOs pela nuvem privada, a nuvem pública deverá crescer 50% esse ano. A compra de dispositivos móveis representará cerca de 45% dos investimentos de TI.


Interoperabilidade entre nuvens desafia gestores de TI

Pesquisa revela ainda que a nuvem pública não está nas prioridades de investimentos.


Nuvem híbrida: Empresas brasileiras se revelam ainda confusas

Tendência está na lista de prioridades, mas a maioria não tem uma estratégia para a implementação.


Cientista de dados: se você tem um, cuide dele com cuidado

Especialista será um dos mais demandados em 2015 pelas empresas no Brasil.


Sem big data, não há inovação, frisam empresários no Brasil

Pesquisa da GE mostra que 77% dos empresários consideram essencial fazer análise de dados .


Copyright © 2005-2015 Convergência Digital            Todos os direitos reservados.            É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.