Cloud ComputingConvergência Digital
Simplificar é palavra de ordem para teles em cloud

Convergência Digital - Hotsite Cloud Computing
:: Da redação :: 22/03/2012

A Pyramid Research divulgou esta semana, na Europa, o estudo “Como as Telcos Europeias Atendem as Necessidades das Empresas por Computação em Nuvem”. O estudo examina as tendências que estão pressionando as operadoras em direção ao cloud computing. Uma delas: entre junho do ano passado e junho de 2012, os serviços em nuvem serão adotados por 2.500 pequenas e médias empresas europeias.

Por conta disso, a pesquisa identifica os principais direcionadores por trás da adoção de cloud computing pelas empresas e discute como elas os traduzem em requisitos específicos. Finalmente, o estudo analisa os diversos tipos de modelos de serviços que vem sendo desenvolvidos pelos provedores de nuvem, incluindo o estudo de caso de três operadoras que oferecem serviços em nuvem B2B: Orange France, KPN e Telefonica.

O mais emblemático deles é o da Orange, que desenvolveu um set abrangente de serviços em nuvem, com apelo para vários segmentos de negócios. Para atingir este objetivo, a Orange fechou parcerias com empresas como Cisco, VMware e EMC, passando a oferecer soluções de infraestrutura como serviço (IaaS), incluindo serviços de nuvem privada e de backup; e de software como serviço (SaaS), incluindo segurança e serviços de comunicações unificadas.

Em junho do ano passado, a Orange lançou o Cloud Pro, uma suíte de aplicativos online para pequenas e médias empresas. Desenhado para pequenos negócios de até 50 funcionários, o serviços oferece acesso à la carte a uma série de softwares de negócios para colaboração, administração, marketing, comunicação e CRM.

“Além de oferecer aplicativos e capacidade computacional aos seus clientes, a Orange conta com um serviço de atendimento aos clientes ampliado, que os educa sobre os benefícios da computação em nuvem. Nós acreditamos que é crítico para as operadoras educar seus clientes, tornando-se conselheiras e principal ponto de contato das pequenas empresas para todas as suas necessidades de TI e comunicação”, defende Ewa Romaniuk-Calkowska, analista da Pyramid.

O estudo conclui que a computação em nuvem dá às operadoras de telecom a oportunidade de ampliar suas ofertas de serviços para o mercado corporativo. Mais que isso, podem ajudar as empresas a aumentar a retenção de clientes, o retorno sobre o investimento e criar novas fontes de receita.

Com a demanda das empresas por um ponto único de contato para todas as suas necessidades de TIC, e a expectativa de que a integração seja simplificada, a Pyramid Research afirma que uma estratégia de cloud computing coerente está se tornando pré-requisito para que as operadoras consigam crescer no segmento corporativo.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

 Matérias relacionadas com o assunto Cloud Computing  

:: 08/09/2014 14:55
PMEs levam segurança para a nuvem

:: 03/09/2014 09:27
Microsoft desacata Justiça e não entrega dados de cliente

:: 01/09/2014 12:23
Apps na nuvem ganham fôlego no país

:: 27/08/2014 19:00
Dias contados para a nuvem pública no Brasil?

:: 13/08/2014 17:13
Aplicativo usa nuvem para gestão de histórico médico

:: 11/08/2014 10:22
Nuvem substitui tradicionais tokens

:: 04/08/2014 10:44
Guarda de dados: Maioria dos paulistanos não confia nos provedores

:: 31/07/2014 09:45
Uso da nuvem agiliza obra do BRT em Brasília

:: 21/05/2014 10:30
Armazenamento é a aplicação mais procurada na nuvem brasileira

:: 28/10/2013 11:43
Para EMC, computação em nuvem revigora o papel da TI

Soluções de TI Simples
Seu celular foi roubado. Sua empresa já foi comunicada?

Pesquisa mostra que mais de um terço dos funcionários levam até dois dias para notficar seus chefes sobre o roubo dos dispositivos móveis.

» Malware como Serviço expôs mais de 1,1 milhão de endereços IP
» CIO: Sua empresa está preparada para nova era da TI?
» Sua rede sem fio é segura?

Opinião
TI como um centro de lucro
:: Por David Merrill

VídeosMais vídeos



Destaques

Computação em nuvem: Brasil representa apenas 1,4% do tráfego mundial de dados

País também segue como o mais caro para a instalação de data center na América Latina.


Prefeituras começam a usar serviços da nuvem do Serpro

As 80 prefeituras que fazem parte do projeto Cidades Digitais vão ter acesso a apps gratuitos.


Datacenters nacionais comemoram tributação extra de importados

Empresas dizem que medida favorecerá investimentos no país.

» Datacenters: serviços podem subir 50% e cobrança retroativa vira 'pesadelo'
» Cobrança da CIDE dos datacenters abre espaço para disputa judicial

Big Data terá investimento de R$ 853 milhões no Brasil

Os datacenters responderão por 20% das compras de servidores em 2014.


Brasil: só 8% das empresas assumem usar cloud

Pesquisa mostra também que o bom e velho telefone supera as redes sociais no relacionamento cliente/fornecedor.


Copyright © 2014 Convergência Digital            Todos os direitos reservados.            É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.