TELECOM

Banda larga: Ainda faltam investimentos no Brasil

Fábio Barros ... 20/03/2012 ... Convergência Digital

Durante a divulgação do “Balanço Huawei de Banda Larga 2012”, nesta terça-feira, 20/03, o presidente da Teleco – parceira da empresa na realização do estudo – destacou o contexto em que banda larga (fixa e móvel) vem crescendo no Brasil. De acordo com o executivo, os serviços fixo e móvel tendem a se integrar no futuro, e as operadoras precisam estar prontas para isso.

“Na prática, precisamos de uma rede fixa, baseada em fibra, que chegue às residências e torres de transmissão celular. E a partir daí se distribuem as redes móveis. Os últimos metros serão wi-fi”, defende. Para Tude, o primeiro sinal desta integração são as ofertas de serviços oferecidas atualmente pelas operadoras, com velocidades de acesso cada vez maiores.

O estudo mostrou que o tráfego global de dados praticamente dobra a cada ano – na AT&T, por exemplo, ele cresceu 80% em 2011 – e isso vai exigir investimentos em infraestrutura. “Principalmente porque o Brasil vai bem em acessos, é o oitavo do mundo em banda larga fixa, mas em densidade está muito longe dos países mais desenvolvidos”, afirma Tude.

Ilustrando: a densidade da banda larga fixa no Brasil é de 8,5 acessos em cada 100 habitantes. A média dos países membros da OECD (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) é de 25,5 acessos em cada 100 habitantes. A previsão é de que o Brasil atinja 20 acessos em cada 100 habitantes, apenas em 2016.

“Para isso, há a necessidade de investir em infraestrutura, o que significa chegar com a fibra mais perto da casa dos assinantes”, explica Tude. Na prática, uma estimativa feita pela Teleco e pela Huawei mostra que levar fibra a todos os domicílios brasileiros representaria um investimento de R$ 100 bilhões.


Teles trocam multas por Wi-Fi gratuito no Maranhão

Claro, Vivo e TIM fecharam acordo com o Procon e vão oferecer serviços de Internet nos maiores terminais de ônibus de São Luís. Operadoras somavam R$ 14 milhões em multas por má qualidade de serviço.

Rede de cobre ainda concentra 53% da banda larga no Brasil

Embora Anatel e as teles sustentem que as concessões do STFC perderam atratividade, os grupos econômicos das concessionárias controlam 86,9% dos acessos à internet. Já na telefonia fixa, os resultados ruins se avolumam.

Europa define fim do roaming e faz lei 'flex' para neutralidade de rede

Acordo entre o Conselho da União Europeia e o Parlamento Europeu definiu que o roaming termina no dia 15 de junho de 2017.

Anatel prorroga prazo de indicações ao Conselho de Usuários

Edital prevê sete vagas para pessoas ou órgãos representativos dos consumidores, além de outras duas vagas para operadoras, sendo uma delas para empresas de pequeno porte.


Veja edição 13 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 13

Em ritmo acelerado


Pesquisa inédita encomendada pela Abranet ao Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação mostrou a relevância do segmento de Internet, cujas empresas faturaram R$ 144,7 bilhões em 2014. No período de 2012 a 2014, foram gerados 51.180 novos postos de trabalho, um incremento de 17,5%.

Clique aqui para ver outras edições

  • Copyright © 2005-2015 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G