Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Gestão

Receita usa tecnologia para caçar importadores irregulares

:: Da redação
:: Convergência Digital :: 19/03/2012

A Receita Federal iniciou nesta segunda-feira, 19/03, uma operação, batizada de Maré Vermelha, para intensificar a fiscalização sobre irregularidades na importação de produtos no país. A ação vai priorizar produtos cuja importação tem prejudicado a indústria nacional, como vestuário, calçados, brinquedos, eletroeletrônicos, bolsas, artigos de plástico, pneus e artigos de toucador (como cosméticos e perfumaria).

“A Operação Maré Vermelha consiste em um grande esforço da Receita Federal para intensificar a fiscalização nas nossas áreas de portos e aeroportos, visando ao aumento da fiscalização das importações, tendo em vista a situação atual de grande competitividade no mercado internacional, principalmente provocada pela chamada guerra cambial”, destacou o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto.

Segundo a Receita, o objetivo não é regular o comércio exterior brasileiro, função que cabe ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, mas apenas evitar que produtos entrem ilegalmente no país ou que importadores utilizem artifícios para pagar menos impostos, como subfaturamento, declaração de origem falsa ou classificação errada da mercadoria.

“Vamos intensificar a fiscalização dentro do plano Brasil Maior, que prevê uma ação mais concreta em defesa da indústria nacional, da competitividade do produto brasileiro e, portanto, da preservação do nosso mercado, do nosso emprego e da nossa renda”, disse o secretário.

Segundo Barreto, o aumento e a diversificação das importações pelo Brasil nos últimos anos dificultaram o trabalho da Receita Federal. Dados da Receita mostram as importações passaram de US$ 110 bilhões em 2001 para US$ 480 bilhões no ano passado. Os produtos importados também se diversificaram. Se, em 2001, cada operação de importação envolvia uma média de 4,3 produtos, no ano passado, esse número passou para 11,9.

Para ampliar a fiscalização, a Receita também inaugurou hoje o Centro Nacional de Gerenciamento de Risco (Cerad), que vai funcionar como uma central de inteligência para direcionar os equipamentos e agências para os setores e locais onde ocorrem mais ilícitos. “Utilizando tecnologia de ponta e trabalhos em rede, vamos identificar com mais precisão as fraudes praticadas no comércio exterior”, disse Barreto. O centro também manterá contato permanente com o setor privado para conhecer os setores mais afetados por ilegalidades nas importações.

Fonte: Agência Brasil

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 05/11/2014 15:45
Receita disponibiliza app para parcelamento do Simples

:: 03/11/2014 13:03
Receita cria big data com dados do imposto de renda

:: 17/09/2014 16:15
Receita prepara sistema de notificações por celular

:: 20/05/2014 15:40
Facebook anuncia a chegada de Premium Video Ads ao Brasil

:: 07/05/2014 09:26
Receita lança app para facilitar preenchimento do Carnê-Leão

:: 07/04/2014 11:11
Brasileiro com bitcoins vai declarar à Receita e pagar imposto de renda

:: 03/04/2014 10:40
Receita usa e-book para esclarecer dúvidas de empresas

:: 16/10/2013 17:00
Receita: Escrituração Fiscal dispensará apresentação do IR pessoa jurídica

:: 11/09/2013 12:02
eSocial: corrida à integração de dados

:: 05/09/2013 13:00
eSocial: unificação dos cadastros e cruzamento dos dados dão dor de cabeça




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
Brasil está entre os piores na taxa de entrega de e-mails

PRÓXIMA
CNJ mantém certificação digital como item obrigatório




Com baixa infraestrutura digital, Brasil fica em 34º em ranking global

Cingapura, Suécia e Hong Kong ocupam as três primeiras posições do ranking dos países mais bem preparados para absorver o próximo bilhão de usuários da rede. Dados apontam que 97% dos brasileiros com acesso à Internet estão nas redes sociais.


eSocial: Governo publica decreto que oficializa novo regime

Decreto 8373/2014 instituiu o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhista- eSocial. O portal Convergência Digital disponibiliza o texto oficial do Governo.


Empresa mineira integra SAC ao WhatsApp e Instagram

Com sede em Uberlândia, a Ascbrazil lançou uma plataforma multicanal para integrar atendimento de call center às redes sociais. Neste momento, informa o CEO Alessandro Pereira, a empresa negocia a integração com o  Mercado Livre e com o Viber. A Algar Tech já utiliza a ferramenta em modelo de OEM.


Rio de Janeiro perde posição em software e serviços

Estudo mostra que empresas com sede no estado de São Paulo alcançaram 62,4% do total da receita gerada em todo o Brasil. O salário médio dos profissionais apurado no setor de software e serviços foi de R$5.082,00.


Cobertura em vídeo do Convergência Digital


Metade dos profissionais brasileiros quer mudar de emprego em 2015

Profissionais definem metas e evitam falar em crise econômica no país.

» Especialidades que vão valer ouro em 2015
» Analista de sistemas é o cargo mais procurado em TI

VII Fórum Executivo de TI 2014 - Cobertura especial do Convergência Digital
Petrobras avança no uso do big data

O gerente-executivo de TI e Telecom, Álvaro Martins, diz que há três projetos em andamento na companhia para a análise de dados em tempo real. Também adverte: "Não dá mais para tratar TIC como antes. Não dá para entregar aplicação rápida, se não garantir o mínimo de gestão".

» Distribuidora Ducsa usa o big data para conhecer melhor o cliente
» Simplificar é segredo do sucesso na área de Inovação em TI
» Cloud computing superou a fase dos projetos pilotos
» Grupo Ação cria unidade para treinar profissionais
» Orçamento de TI deve crescer 5% em 2015 no Brasil

Clique aqui e veja a cobertura completa


Veja edição 11 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 11

Na discussão sobre o que vai prevalecer — fibra óptica ou rádio — na construção das infraestruturas, vence quem souber explorar o que cada tecnologia tem de melhor a oferecer.

Veja também: Cidades Digitais: Governo convoca provedores; A transição da IANA foi destaque no ICANN#51; Billing das coisas: quando cobrar certo será o diferencial; e muito mais.

Clique aqui para ver outras edições





Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!