Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Telecom

Anatel promete mais rigor com bens reversíveis

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 16/03/2012
Ao tratar o caso concreto da tentativa da Telefônica de vender o prédio sede da empresa, a Anatel sinalizou uma postura diferente com relação aos bens reversíveis: a alienação do patrimônio deve comprovar vantagem efetiva à concessão e os ganhos de eficiência a serem revertidos para as tarifas.

O conselheiro Rodrigo Zerbone, que sugeriu as diretrizes, acredita que elas serão mantidas mesmo com a definição de um novo regulamento para os bens reversíveis. “Embora totalmente de acordo com o regulamento atual, as diretrizes foram principalmente baseadas nos contratos de concessão”, explica.

Parecem parâmetros óbvios, mas é a mesma agência que vem discutindo mudanças no regulamento de bens reversíveis com o objetivo de facilitar as operações de venda de patrimônio. Apesar de um relatório de fiscalização ter apontado barbaridades no tratamento desses bens na última década.

Os resultados da fiscalização – que cobre o período de 2001 a 2008 – levaram a abertura de processos contra todas as concessionárias. Mas até então a principal providência adotada pelo órgão regulador foi pedir que as empresas apresentem novos levantamentos dos bens reversíveis.

A agência já sabe, seja pelo relatório ou por declarações públicas de seus representantes, que os levantamentos desses bens – que devem ser declarados anualmente – não são fidedignos. Sabe, também, que ao longo do período milhares deles foram vendidos sem conhecimento da Anatel.

Daí a importância de uma das novas diretrizes para a análise dos pedidos de alienação: os bens reversíveis não se limitam àqueles listados nos levantamentos feitos pelas empresas. Além disso, o colegiado decidiu elaborar um sistema eficiente de análise sobre o grau de amortização dos bens.

Faz sentido, uma vez que mesmo o cálculo conservador elaborado pela fiscalização da Anatel indica que o patrimônio reversível em poder das operadoras supera R$ 20 bilhões. Segundo o relatório, o número seria maior caso adotadas taxas de depreciação corretas.
Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 15/04/2014 13:12
Neutralidade não mobiliza debates no NetMundial

:: 14/04/2014 17:20
Depois de pagar, velocidade de acesso ao Netflix aumenta 65% na Comcast

:: 14/04/2014 14:55
FNDE adota BYOD com capacidade para até 4,5 mil acessos simultâneos

:: 14/04/2014 11:29
Depois de quebra do sigilo da urna, TSE evita novos testes

:: 14/04/2014 11:23
Empresas correm para estancar os prejuízos do Heartbleed

:: 11/04/2014 11:05
“Cade” dos EUA autoriza compra, mas alerta Facebook e WhatsApp sobre privacidade

:: 10/04/2014 19:40
Anatel aprova reajuste da telefonia fixa

:: 10/04/2014 16:55
Operadoras investiram R$ 26,5 bilhões no Brasil

:: 09/04/2014 14:53
Wikileaks, CPI e promessas: ações contra espionagem caíram no vazio

:: 09/04/2014 11:40
Serpro termina migração de PCs para Ubuntu em abril




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
TV digital: Argentina 'rouba' mercado brasileiro na AL

PRÓXIMA
Com fim do sigilo automático, aumentam pedidos de confidencialidade à Anatel




Operadoras investiram R$ 26,5 bilhões no Brasil
:: 10/04/2014 :: Telecom

Segundo a Telebrasil, as despesas para operar e manter uma rede de telecomunicações consome mais de R$ 120 bilhões.


Agência avalia se ‘adequação’ de 40 mil antenas vale à pena
:: 03/04/2014 :: Telecom

Ao tratar do tema cinco anos depois, Anatel discute se regra vale para o legado existente ou deve prevalecer apenas para as novas infraestruturas.


Mudança na regra do leilão de 700 Mhz inquieta a indústria de Telecom
:: 02/04/2014 :: Telecom

Diretor da Área de Telecomunicações da Abinee, Paulo Castelo Branco, se mostra preocupado com o viés arrecadatório do governo.


Copa 2014: Rio de Janeiro acende o sinal amarelo na gestão da Internet brasileira
:: 01/04/2014 :: Telecom

O gerente do PPT.br, EduardoReis, diz que a infraestrutura disponível, hoje, em especial das redes de fibra óptica, não atende à demanda. A partir do dia 13 de maio, não haverá mais distribuição de portas para a troca de tráfego.




Stelo, do BB e do Bradesco, terá carteira digital

Instituições anunciam a criação de empresa de meio de pagamentos. Produtos ficam disponíveis no 2º semestre.

» 700 MHz: Para TVs, custo da transição será ‘surpreendente’


"Carro Conectado": Você ainda vai ter o seu!
:: Por Eduardo Prado *

Cobertura em vídeo do Convergência Digital

Veja as coberturas especiais do Convergência Digital



Veja as edições da revista digital do Convergência Digital
Revista eletrônica do Convergência Digital
Clique aqui para ver todas as edições





Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!