Cloud ComputingConvergência Digital
UIT adverte para atraso na padronização de cloud computing

Convergência Digital - Hotsite Cloud Computing
:: Da redação :: 18/03/2012

A UIT (União Internacional de Telecomunicações) produziu uma série de relatórios sobre o atual estado das iniciativas de padronização de cloud computing. A entidade identificou haver ainda uma série de falhas no processo de padronização, e ressaltou que estas precisam ser corrigidas.

Ao todo, o Focus Group em Cloud Computing da entidade produziu sete relatórios, cada um avaliando diferentes aspectos do ecossistema de computação em nuvem. Os estudos estão sendo apresentados em conjunto, sob o título de FG Cloud Report e, de acordo com a UIT, os padrões internacionais serão a chave para a formação de um mercado competitivo em cloud, um mundo onde os desenvolvimentos em nuvem oferecidos por diferentes fornecedores poderão interoperar.

Os relatórios, independentes mas complementares, produzidos pelo Focus Group foram:

1. Introdução ao ecossistema de cloud: definições, taxinomias, casos de uso e requisitos de alto nível.
2. Requisitos funcionais e arquitetura de referência.
3. Requisitos e framework de arquitetura para infraestrutura em nuvem.
4. Análise de falhas em gerenciamento de recursos em nuvem.
5. Segurança na nuvem.
6. Panorama dos SDOs (Service Data Objects) envolvidos em cloud computing.
7. Benefícios da nuvem para as telecomunicações e as perspectivas de TIC.

O quarto relatório - Análise de falhas em gerenciamento de recursos em nuvem – olha especificamente para as falhas no cenário da definição de padrões. O relatório diz que as áreas de TI deveriam estar procurando unir esforços que pudessem “traduzir ideias de serviço em ofertas de mercado, reduzir custos por meio de uma nova proposição de aplicativos e conteúdo existentes e adaptar-se suavemente às mudanças do mercado”.

Além disso, o relatório indica que os esforços deveriam ser concentrados na questão do gerenciamento da entrega de serviços, criando “um modelo de referência e uma arquitetura de referência para a construção dos blocos essenciais necessários para gerenciar a entrega da próxima geração de serviços”.

A UIT também identificou CaaS (Communication-as-a-Service) e NaaS (Network-as-a-Service) como duas novas categorias de serviços no universo cloud, que em breve devem se unir as já conhecidas IaaS, PaaS e SaaS.

Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 

 Matérias relacionadas com o assunto Cloud Computing  

:: 15/08/2014 13:54
Apple contrata China Telecom para guardar dados

:: 13/08/2014 17:13
Aplicativo usa nuvem para gestão de histórico médico

:: 11/08/2014 10:22
Nuvem substitui tradicionais tokens

:: 04/08/2014 10:44
Guarda de dados: Maioria dos paulistanos não confia nos provedores

:: 31/07/2014 09:45
Uso da nuvem agiliza obra do BRT em Brasília

:: 28/05/2014 10:13
Globalweb investe em centros de treinamento

:: 21/05/2014 10:30
Armazenamento é a aplicação mais procurada na nuvem brasileira

:: 12/05/2014 10:03
Big data dá fôlego ao IaaS

:: 28/10/2013 11:43
Para EMC, computação em nuvem revigora o papel da TI

:: 21/10/2013 20:22
Para deter os EUA, Brasil e Europa negociam regras comuns para computação em nuvem

Soluções de TI Simples
Governo é o grande alvo dos ataques direcionados

Os hackers buscam as instituições governamentais e 81% dos ataques foram direcionados para a vertical. O Brasil desponta na 4ª posição entre os países mais atacados.

» Malware como serviço prolifera na Internet
» Internet das Coisas movimentará U$ 2 bilhões
» Cliente mal atendido custa US$ 100 bilhões

Opinião
Como será a rede SDN na América Latina?
:: Por Hector Silva*

VídeosMais vídeos



Destaques

Marco Civil: Saúde decide que o dado pertence ao cidadão

"O dado não é do médico. O dado não é do hospital. O dado é do cidadão. Isso pode parecer trivial, mas não era assim", frisou o diretor de Tecnologia do Datasus, Augusto Gadelha. Segundo ele, o Registro Único de Saúde só avançará se a privacidade do cidadão for respeitada.


Com big data, Governo deve cruzar dados com redes sociais

A afirmação é do diretor de Operações do Serpro, Wilton Motta. Segundo ele, a riqueza de informações das redes sociais permite, por exemplo, aperfeiçoar uma política nacional de segurança.


'Donos' dos dados travam estratégia do governo para big data

"O dado não é do ministério. É do Estado", diz o diretor de operações do Serpro, Wilton Motta.


Brasil: só 8% das empresas assumem usar cloud

Pesquisa mostra também que o bom e velho telefone supera as redes sociais no relacionamento cliente/fornecedor.


Copyright © 2014 Convergência Digital            Todos os direitos reservados.            É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.