Home - Convergência Digital
RSS Assine gratuitamente as nossas newsletters Quem faz o Convergência Digital Fale conosco Anuncie aqui
Cloud Computing CD TV Carreira Blog Capital Digital



Home - Governo

Minicom: Prioridades de 2012 são as mesmas de 2011

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 14/03/2012
Ao participar de audiência no Senado, nesta quarta-feira, 14/3, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, apresentou uma lista de medidas que considera prioritárias para 2012. Talvez seja o ritmo do governo, mas a relação do que esperar deste ano é praticamente a mesma de 2011.

A lista é encabeçada pelo leilão das faixas de 450 MHz e 2,5 GHz, previsto para junho deste ano. Mas outras demandas há muito discutidas também fazem parte do rol. São elas:

Desoneração de investimentos em redes, várias vezes anunciada ao longo do ano passado, mas que, segundo o ministro Paulo Bernardo, carecia de “adequação orçamentária”;

Serviços e terminais mais baratos para a população de baixa renda, cuja origem, ao menos nesta fase, remonta à proposta original do plano de obrigações das teles, com serviços atrelados ao cadastro único dos programas sociais;

Decreto sobre direito de passagem, que trata da previsão, em grandes obras públicas, da construção de dutos para a instalação de redes de telecomunicação – prometido ainda durante o Fórum Brasil Conectado, em 2010;

Lei Geral de Infraestrutura em Telecom, nome atualizado para outra proposta do Fórum Brasil Conectado, de unificação das regras para instalação de antenas nos municípios;

Marco legal da comunicação eletrônica, cujo projeto original, do então ministro Franklin Martins está pronto desde o fim de 2010, mas que no governo Dilma Rousseff foi submetido a revisão;

Outras prioridades são a preparação da infraestrutura para a Copa do Mundo, acelerar a implantação da TV Digital – o que também remete a outra, a definição do operador da rede pública, e um projeto-piloto de Cidades Digitais.
Enviar por e-mail   ...   Imprimir texto
 


:: Leia também:

:: 19/12/2014 18:16
TV Digital: Anatel, teles e TVs vão priorizar conversores

:: 19/12/2014 14:12
Banda larga: Oi chega com oferta do PNBL nos 4668 municípios da sua área de atuação

:: 17/12/2014 11:43
Vivo começa a vender relógios inteligentes

:: 17/12/2014 11:33
Com 4G à mesa, OMC questiona política industrial do Brasil

:: 17/12/2014 10:00
Uso dos postes: adequação pode variar entre seis meses a um ano

:: 16/12/2014 11:26
700 MHz: Anatel indica nomes e Gired começa a funcionar na sexta, 19/12

:: 12/12/2014 15:40
Calendário inviabiliza 4G em 700 MHz para Olimpíadas no Rio de Janeiro

:: 08/12/2014 16:40
China Mobile e Nokia batem recorde em 4G com 4,1 Gbps

:: 05/12/2014 13:29
TV Digital: Em 15 dias, Anatel começa a organizar “limpeza” da faixa de 700 MHz

:: 05/12/2014 13:06
Governo recebe R$ 5 bi e diz que 700 MHz “saiu barato”




Outras matérias desta seção:

ANTERIOR
e-Gov: Brasil melhora, mas ainda fica atrás dos sul-americanos

PRÓXIMA
Para governo, venda de bem público permite exigência de equipamentos nacionais



 ESPECIAL   ESPIONAGEM DIGITAL
Espionagem: ONU oficializa projeto que prevê a privacidade na Internet

O projeto de resolução O Direito à Privacidade na Era Digital, encaminhado de forma conjunta pelo Brasil e a Alemanha, foi aprovado pela 3ª Comissão da Assembleia Geral das Nações Unidas. Iniciativa foi uma resposta oficial dos países às denúncias de Edward Snowden.

» Espionagem: Comunicações do governo seguem vulneráveis
» Snowden: Segurança Cibernética dos EUA coloca outros países em risco
» Yahoo e Google anunciam e-mail à prova de espionagem
Clique aqui para ver a cobertura completa


Câmara tira vantagem de produtos com tecnologia nacional em licitações

Conversão em Lei da Medida Provisória 656/14 ainda isenta de Fistel as estações radio base com potência de até 5 Watts – também chamadas de small cells. Medida desagrada parte do governo, conforme revelou especial sobre compras públicas feito pelo portal Convergência Digital.


Com 4G à mesa, OMC questiona política industrial do Brasil

Disputa foi solicitada pelos europeus, que obtiveram apoio dos EUA, China, Coreia, Austrália e do Japão.


Compras governamentais: parte do Governo briga pela tecnologia nacional

MCTI, Planejamento e Casa Civil discutem mudança na regulamentação das margens de preferência de forma que seja possível comprar produtos até 25% mais caros independentemente de a disputa se dar com fornecedores estrangeiros. Assim, um produto ou serviço com tecnologia local teria vantagem sobre outro que é apenas fabricado no país.

» Compras públicas: unificar margem de preferência prejudica tecnologia nacional
» BNDES cobra preferência à tecnologia nacional na desoneração de smartphones e tablets
» Empresas brasileiras propõem política industrial focada em tecnologia nacional

TI pública precisa dar saltos de qualidade

Posição é defendida pela Dataprev, que, ao completar 40 anos,investiu R$ 65 milhões na estrutura em Brasília, além da sala cofre para o data center no Distrito Federal.



Veja as coberturas especiais do Convergência Digital


Cobertura em vídeo do Convergência Digital


Veja a segunda edição da revista digital Alianza Latinoamericana de Medios TIC Alianza Latinoamericana
de Medios TIC . nº 2


Nesta segunda edição, tratamos de um tema que está na lista de prioridade dos gestores de TI: o BIG DATA

A Revista Alianza é fruto de uma aliança editorial entre os veículos InversorLatam, portal Convergência Digital e Evaluamos, da Colômbia. Nosso compromisso é retratar os pontos mais importantes de Telecom e TI na América Latina.

Clique aqui para ver outras edições




Convergência Digital no Facebook Convergência Digital no Twitter RSS do Convergência Digital Newsletters do Convergência Digital
Copyright © 2014 Convergência Digital
Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site.
Este Sítio Web é acessível via IPv6!